Governo participa de Dia de Campo sobre arroz irrigado na região dos Cocais

24.2.16
Agerp participa de Dia de Campo promovido pela Embrapa

Para conhecer alternativas e melhorar a produção de arroz na região dos Cocais, o Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) participou na última quinta-feira (18) do Dia de Campo sobre “Arroz Irrigado em Ambiente de Agricultura Familiar”, realizado no povoado Fomento, em Codó.

O Dia de Campo é uma realização da Embrapa Cocais, Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca (Semapa), da Associação dos Pequenos Produtores do Campo Agrícola do Fomento e do Colegiado de Desenvolvimento Territorial (Codeter).

A Embrapa levou ao evento a discussão sobre alternativas de cultivo de arroz irrigado para a agricultura familiar e ainda apresentou a cultivar BRSMA 357, desenvolvida em parceria com o Governo do Estado, especialmente para o Maranhão.

A cultivar BRSMA 357 possui uma base genética com características importantes para o Maranhão, principalmente a Baixada, como alta produtividade, de fácil manejo, pequeno porte, que pode ser adaptada às pequenas áreas de produções dos agricultores familiares.

De acordo com o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, o Maranhão já foi um dos maiores produtores de arroz no país, sendo hoje apenas importador. Conforme o presidente, a agricultura familiar perdeu espaço para os grandes produtores de arroz e que a Agerp está buscando alternativas para inserir os agricultores em um mercado especializado voltado para a base agroecológica.

O Governo do Estado, por meio da Agerp, desenvolve várias parcerias para incrementar novas tecnologias, que além das unidades de pesquisa, como Embrapa e universidades, estamos envolvendo, também, os Colegiados na discussão, no sentido de fazer o arroz uma cultura que venha trazer ganhos de produtividade e renda para as famílias de pequenos produtores”, disse o presidente Júlio César.

O diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Agerp, SaydZaidan, participou do Dia de Campo e destacou a tecnologia de produção de arroz em várzea como uma alternativa de geração de produtividade em áreas pequenas.

Foi um dia de transferência de tecnologia e de conhecimento para os agricultores da região. Codó foi um grande produtor de arroz no passado e, hoje, praticamente importa tudo, inclusive o arroz, então apresentar aos agricultores essa tecnologia de irrigação por inundação aumenta três vezes mais a produtividade”, ressaltou o diretor.

Participaram do Dia de Campo a gestora Regional de Codó, Rosiane Lobo, técnicos da regional, representantes da Embrapa Cocais, Semapa, estudantes de agronomia e agricultores familiares.

0 comentários:

Postar um comentário