Ministério Público aciona Suely Pereira pela 3ª vez em 2019

22.11.19
Ações apontam participação da ex-prefeita de Matões em supostos esquemas de pavimentação de vias urbanas, festividades comemorativas e merenda escolar

O Ministério Público do Maranhão acionou a ex-prefeita de Matões Suely Pereira (PSB) pela 3ª vez em 2019, por improbidade administrativa.

Segundo a ação civil pública mais recente, ajuizada no último dia 14, ela é suspeita de participação em suposto esquema de pavimentação de vias urbanas no município. Na ação, a promotora Patrícia Costa Ferreira aponta uma série de irregularidades na licitação que resultou na contratação da empresa HS Construtora Ltda, por R$ 1,2 milhão.

Em julho, Suely Pereira já havia sido alvo do Ministério Público por suspeitas de irregularidades em um contrato firmado em 2012 entre prefeitura de Matões e a F&F Produções e Eventos, para a prestação de serviços de produção das festividades comemorativas ao Divino Espírito Santo. O suposto esquema custou mais de R$ 650 mil aos cofres públicos.

Quatro meses antes, em março, o MP-MA apontou, em outra ação de improbidade administrativa, que a ex-prefeita de Matões e mais sete pessoas, em suposto conluio com a empresa C J Comércio de Alimentos, teriam fraudado uma licitação de R$ 1,4 milhão para aquisição de gêneros alimentícios para a merenda escolar.

Em todas as três ações, o Ministério Público pede que Suely Pereira e demais acionados sejam condenados ao ressarcimento integral do dano causado aos cofres públicos, além de perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos, pagamento de multas de até duas vezes o valor do dano e de até cem vezes o valor da remuneração recebida pelo agente, além da proibição de contratar ou receber benefícios do Poder Público pelo prazo de cinco anos. (Fonte: Atual 7)

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Já pode pedir música no Fantástico

Postar um comentário