Rafael Leitoa destaca criação da Frente Parlamentar para a Modernização do Centro de Lançamento de Alcântara

27.3.19
Rafael Leitoa apresenta resultados da reunião que discutiu acordo
entre Brasil e Estados Unidos para uso do CLA (Foto: Elias Auê)

A criação da Frente Parlamentar para a Modernização do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), foi tema central do pronunciamento do deputado Rafael Leitoa (PDT), na Assembleia Legislativa, na manhã de terça-feira (27). O objetivo da Frente é discutir e conhecer de perto as aplicações, implicações e contrapartidas na parceria entre Brasil e Estados Unidos para utilização conjunta do CLA.

O deputado apresentou os resultados da reunião ocorrida na noite da última segunda-feira, na presidência da Assembleia Legislativa, com o presidente Othelino Neto, representantes das comunidades quilombolas afetadas pelo primeiro remanejamento para construção da CLA, em 1983. O encontro contou também com a presença prefeito, e vice, de Alcântara, deputados estaduais e federais do Maranhão. “Não somos contra a modernização do Centro, mas precisamos discutir pontos, inclusive, daquele acordo que foi feito em 83, das desapropriações que foram feitas, dos estudos feitos por historiadores, antropólogos, pesquisadores e comunidade local”, alertou o Rafael Leitoa.

Conforme alertou Rafael Leitoa, a clareza do acordo deve ser apresentada à classe política e população, principalmente aos envolvidos diretamente com os impactos de uma possível ampliação do espaço do CLA. “O importante que essa discussão, nós como deputados estaduais, maranhenses, estejamos presentes mobilizando as comunidades, ouvindo os envolvidos para fazer um levantamento do diagnóstico situacional, levando em consideração o contexto histórico, os impactos gerados pela base de lançamento e o que pode ser tirado realmente de proveito de todo esse período de instalação da base até os dias de hoje”, ressaltou.

Como resultado do encontro, Rafael Leitoa destacou a ação conjunta entre os deputados federais e estaduais do Maranhão, objetivando conhecer o acordo de uso da base pelos americanos. “Faremos a primeira atividade da Frente Parlamentar em Alcântara, com uma audiência pública para conhecer mais de perto os impactos já causados desde a instalação do CLA no Maranhão e, com isto, teremos mais argumentos para defender a população de Alcântara e nossa soberania nacional”, finalizou.  

0 comentários:

Postar um comentário