Prefeitura de Caxias convoca Audiência Pública sobre o Transporte Coletivo dia 18 de maio

30.4.18

A Prefeitura de Caxias publicou no Diário Oficial do Município na última quinta-feira (26) o edital de convocação de Audiência Pública para tratar sobre o Transporte Coletivo em Caxias no próximo dia 18 de maio, a partir das 18h no Auditório do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), situado na Avenida Getúlio Vargas nº 450, Centro de Caxias.

O encontro visa coletar subsídios para a modelagem de licitação na modalidade Concorrência, para a Concessão da Prestação e Exploração do Serviço Público de Transporte Coletivo Urbano Municipal de Passageiros de Caxias, em observância ao art. 39 da Lei Federal nº 8.666/93.

Os interessados em participar devem preencher uma ficha de inscrição na data e local da Audiência Pública, sendo que os debates vão tratar especificamente sobre a pauta previamente estabelecida.

O momento será presidido pelo secretário adjunto de Transportes, que será auxiliado por uma equipe técnica responsável pela Modelagem da licitação; competirá ao presidente da mesa dirimir as questões de ordem e decidir conclusivamente sobre os procedimentos adotados na Audiência.

A instalação da Audiência Pública seguirá as seguintes etapas no dia 18 de maio: abertura e explicação inicial; exposição da matéria; debates públicos e confecção da Ata da Audiência Pública que, após conferida, será assinada pelos componentes da mesa e presentes, para posterior publicação. (Ascom)

Mensagem do Legislativo Caxiense pelo Dia do Trabalhador


Nesta terça-feira, 1º de maio, se comemora o Dia do Trabalhador. Pelo transcurso da data, o presidente da Câmara Municipal de Caxias, vereador Catulé, deixa a sua homenagem em nome do Legislativo Caxiense.

Fonte: Ascom/ CMC

MEIO AMBIENTE – 2ª Audiência Pública debate criação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Itapecuru


A cidade de Caxias sediou nessa quinta-feira (26), no Centro de Treinamento João Paulo II, a 2ª Audiência Pública realizada pela Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Maranhão e apoiada pela Prefeitura de Caxias sobre o Rio Itapecuru.

Ao todo serão realizadas 04 Audiências Públicas no Estado, onde o objetivo é criar o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Itapecuru.

“É o segundo passo para a formação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Itapecuru, que é a instituição necessária junto ao governo federal para que se possa captar recursos direcionados à revitalização do Itapecuru, dos seus afluentes e a melhoria da qualidade de vida da população do seu entorno”, explicou Pedro Marinho, secretário municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil.

“A sociedade civil organizada deve estar presente nessa discussão tão importante. O Itapecuru ajuda na manutenção das famílias do nosso município e também na grande agricultura. É interessante que políticas públicas para que o Rio Itapecuru não morra sejam feitas”, frisou Neto do Sindicato, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caxias.

O Rio Itapecuru nasce no município de Mirador e desemboca na baia de São José de Ribamar. Ao todo 57 cidades são banhadas pelo rio, que chega a abastecer 50% da capital São Luís e 60% da cidade de Caxias.

“São Luís é atendida em 50% da água pelo Rio Itapecuru e a CAEMA não tem poderes sobre o território da bacia. Ela capta água, trata e distribui. A gente quer que o comitê seja criado exatamente porque ele ajuda nessa fiscalização”, disse Raimundo Medeiros, representante da CAEMA.

“A preservação ambiental não depende somente do poder público, mas ela depende da participação da sociedade. Para garantir qualidade de vida para a população, a gente precisa ter o rio preservado”, reforçou Arnaldo Arruda, diretor do SAAE.

Representantes de municípios vizinhos, do poder público, promotoria e sociedade civil estiveram presentes.

“Falta essa irmandade de todos, sociedade e poder público, em busca de uma melhora de qualidade de vida através da melhoria do patamar ambiental do Município”,destacou Vicente Gildásio, promotor do Meio Ambiente.

“Esse Comitê vai definir políticas ambientais para o uso adequado desse recurso hídrico que é tão precioso, que no momento não está sendo utilizado de maneira adequada pela população. Então, o Comitê vai definir diretrizes para que a água tenha um uso racional, para não comprometer as gerações presentes e futuras”, lembrou José Carlos Aroucha, escritor, engenheiro florestal e ambientalista.

O deputado estadual Rafael Leitoa, presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, destacou a importância da criação do Comitê. “O Comitê é pra isso, é o parlamento das águas, onde servirá para dirimir os conflitos em que são envolvidos esses atores e, sobretudo, também elaborar o Plano Diretor da Bacia, onde serão definidas as políticas de preservação, de conservação e de uso dos recursos hídricos”. (Ascom)

Semtres recebe inscrições para Corrida do Trabalhador de Caxias

28.4.18

A Secretaria Municipal de Trabalho e da Economia Solidária (Semtres) está com inscrições abertas para a "Corrida do Trabalhador", que acontecerá na terça-feira (1º), fazendo parte das comemorações pelo Dia do Trabalhador.

As inscrições, voltadas para corredores profissionais, amadores e idosos, e mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível, iniciaram na sexta-feira (27) e seguem neste sábado (28), das 8h às 12h, na Semtres, localizada no Centro de Cultura.

As inscrições também podem ser feitas no domingo (29) na Feirinha da Gente, das 7h às 12h. O prazo final é na segunda-feira (30), das 8h às 17h, na Semtres.

A Corrida do Trabalhador percorrerá as ruas do centro da cidade, com premiação em dinheiro e medalhas. Após a competição, haverá sorteio de brindes para os trabalhadores presentes no evento.

Mais

Antes da corrida, às 7h da manhã, haverá o hasteamento de bandeiras em frente à prefeitura. A Festa do Trabalhador contará ainda com stands oferendo aferição de pressão arterial, teste de HIV, orientação sobre nutrição e fisioterapia, aula de Muay Thai e leitura. (Portal Noca)

COELHO NETO - Prefeito Américo de Sousa entregará mais duas obras históricas para a educação do município


O prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa, segue trabalhando constantemente e realizando diversas ações que visam melhorar a qualidade de vida da população coelhonetense. Como concretização desses atos, a gestão municipal entregará à comunidade as Escolas Municipais Benedito Duarte e José Silva, totalmente reformadas, ampliadas e climatizadas, no próximo dia 1° de Maio, Dia do Trabalhador, marco histórico na educação do município.

“O Trabalho continua, serão mais duas unidades totalmente requalificadas e com salas de aulas climatizadas. Com isso, estaremos garantindo às crianças e jovens ambientes mais adequados ao estudo. Isso demonstra o compromisso do Prefeito Américo de Sousa com um ensino mais qualificado, com melhores condições de trabalho aos professores e um futuro digno aos estudantes. Essas ações são resultados de um trabalho em equipe, com compromisso e responsabilidade com os recursos públicos. A educação de Coelho Neto avança, cresce e dignifica a comunidade", destacou Williane e Caldas, Secretária Municipal de Educação.

Prefeito Américo investe na educação de Coelho Neto
Com a inauguração, serão agora quatro unidades de ensino, totalmente reformadas, ampliadas e climatizadas, fruto de um trabalho inédito realizado na história da educação pública de Coelho Neto pelo Prefeito Américo de Sousa. A escola Benedito Duarte será inaugurada em solenidade que acontecerá às 8 horas e a Escola Companheiro José Silva cuja solenidade de inauguração será às 10 horas. (Da assessoria)

Ganha marcando mais ou marcando menos - Sabiá dá Sorte com muitas chances


E tem a nova Honda Biz e uma tv 50 polegadas na última rodada

Neste domingo você terá várias chances de ganhar muitos prêmios no seu Sabiá dá Sorte.

São 6 prêmios e muito mais chances de ganhar!

Do 1º ao último prêmio, você ganha 1 TV de led 32 polegadas preenchendo o quadrando inteiro e R$ 1 mil reais para quem menos marcar.

Por apenas R$ 10,00 (seis reais) na aquisição do seu termo de doação, você concorre a todos esses prêmios para fazer a sua alegria.
(imagem ilustrativa)

Confira a premiação completa:

1º PRÊMIO: Uma TV led de 32 polegadas (para quadrante cheio) + R$ 1 mil reais (para quem menos marcar).

2º PRÊMIO: Uma TV led de 32 polegadas (para quadrante cheio) + R$ 1 mil reais (para quem menos marcar).

3º PRÊMIO: Uma TV led de 32 polegadas (para quadrante cheio) + R$ 1 mil reais (para quem menos marcar).

4º PRÊMIO: Uma TV led de 32 polegadas (para quadrante cheio) + R$ 1 mil reais (para quem menos marcar).
 
5º PRÊMIO: Uma TV led de 32 polegadas (para quadrante cheio) + R$ 1 mil reais (para quem menos marcar).

6º PRÊMIO: Uma Honda Biz 100 + 1 tv led de 50 polegadas (para quadrante cheio) + R$ 1 mil reais (para quem menos marcar).

Isso mesmo! Uma motocicleta Honda Biz 100 + 1 tv led de 50 polegadas para quem marcar o quadrante inteiro e 1 poupança de R$ 1 mil reais no último prêmio para quem marcar menos.
(imagem ilustrativa)

São muitas chances para ganhar.

Ao adquirir sua cartela do Sabiá dá Sorte, você estará ajudando o projeto da escolinha de base do Sabiá Futebol Clube, onde mais de 400 crianças são assistidas regularmente.

E atenção!

O sorteio será transmitido ao vivo pela TV Sinal Verde (Caxias) canal 11, Rádio Sinal Verde (103,3)  a partir das 10h, TV Difusora Coelho Neto e nas rádios da sua cidade,

(Resultados pelos telefones (99) 98115-7061 e (99) 98815-9037)

Não fique de fora!

COERÊNCIA - Neto do Sindicato aponta ‘herança maldita’ como responsável por falta de carteiras em escola, anuncia investimentos no campo e reafirma apoio a Fábio Gentil: “tem mais de 70% de aprovação”.

27.4.18

Na sessão desta quarta-feira, 25, o vereador Neto do Sindicato (PC do B) botou ‘os pingos no is’ na tentativa patética da oposição, que usou um vídeo gravado numa escola da zona rural, mostrando estudantes sentados de forma improvisada, para tentar faturar politicamente e atingir o prefeito Fábio Gentil.

Neto enumerou várias ações da atual administração e apontou as diferenças com a gestão anterior.

Dizendo que eram verdadeiras as imagens veiculadas nas redes sociais, Neto relatou o que culminou com aquilo. “O homem público tem que ter, acima de tudo, coerência. Mas pra se ter coerência, primeiro de tudo tem que se saber onde nasceu essa problemática. E eu disse aqui no pequeno expediente, de que o prefeito Fábio Gentil herdou vários e vários problemas e que foi realmente uma herança pervesa que ele adquiriu”, iniciou o vereador que continuou “porque a escola, quando foi feita, nós recebemos de braços abertos, mas, diga-se de passagem, a escola foi mal planejada. Não tinha sala de professor, e a responsabilidade foi de quem construiu”, disse ele revelando ainda a existência de uma sala de informática, que não funcionou e a culpa “era de quem planejou e construiu a escola e não conseguiu colocar para funcionar”.

Problemas estão sendo resolvidos

“Eu também já apresentei ao secretário de infraestrutura outro problema estrutural da escola, pois recebendo cerca de 300 alunos por dia, construíram uma fossa para atender uma residência de 8 pessoas. E o prefeito prontamente entendeu os problemas e já autorizou a reforma da escola”, disse Neto. “E as carteiras também já estão chegando”.

Oposição quer o quanto pior, melhor

“Então o prefeito Fábio Gentil terá muitos e muitos desses problemas, porque aqui, como se sabe, a oposição quer sempre, como diz o vereador Mário Assunção, vereadores que querem e torcem pro quanto pior, melhor. Então, temos que ter coerência. Não adianta vereador dizer aqui, como disse Edilson Martins, que a administração Fábio Gentil está caótica, “mamãe, me acuda!”, não existe isso, vereador, vossa excelência sabe, se formos falar o que é nossa cidade hoje e o que era nossa cidade no passado, faz uma pesquisa que o povo de Caxias dirá que a nossa cidade tá bem melhor”, reconheceu.

Elogio as intervenções no trânsito e alfinetada na oposição: “Faltou inteligência na administração passada e a abstinência é causada em função disso”

“Na administração passada eu sempre falava sobre o trânsito caótico da cidade, e o prefeito Fábio Gentil, como engenheiro que é, melhorou e muito o nosso trânsito”, apontou ele citando a avenida em frente ao Colégio São José, que passou por uma reorganização, tirando o estacionamento do lado esquerdo da Rua, garantindo 3 pistas que colocaram fim ao engarrafamento nos horários de pico. “Agora nós temos guardas de trânsito e um trânsito organizado e fluindo normalmente desde as 7 da manhã. Em pequenas coisas você melhora. O prefeito alargou a curva da Praça do Panteon e colocou placas proibindo estacionamento. Era isso que a administração passada precisava fazer e faltou inteligência. Talvez, a abstinência é causada em função disso. A abstinência é causada em função da falta de inteligência, a falta de amor próprio”

Amor pelo patrimônio público

Neto também citou o cuidado com a coisa pública praticado pelo prefeito Fábio Gentil ao reformar o prédio da Prefeitura, que estava “caindo aos pedaços”. “O prefeito está restaurando e deixando a prefeitura novinha, pois, como estava, corria o risco de se perder documentos importantes por conta da ação das fortes chuvas, porque a administração passada não teve o cuidado com a coisa pública”, continuou Neto citando o caso do Centro de Cultura, que teve uma parte incendiada no governo anterior. “Por pouco não pegou fogo no prédio todo e o prefeito está restaurando, e isso quer dizer respeito com a coisa pública e é isso que um administrador tem que fazer”. “Mas não é só isso. É só olhar as obras sendo feitas na cidade, e com recursos próprios, sem dinheiro do governo do estado, sem dinheiro do governo federal, mas existe o compromisso da administração municipal de realizar as obras mesmo assim”.

Diferente da administração passada

Neto lembrou que na administração passada, o prefeito Léo Coutinho atendeu a um pedido seu “com muita briga para arar 50 hectares de terra para os trabalhadores rurais” e que o prefeito Fábio Gentil “já atendeu o nosso pedido mandando arar 3 vezes mais, com mais de 200 hectares de chão que foram beneficiados e que estão produzindo e servindo para a melhoria da qualidade de vida do nosso povo”.

“Nós tivemos na administração passada só o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), mas agora o prefeito Fábio Gentil colocou mais R$ 300 mil reais no PAA (Programa de Alimentação Escolar) para comprar os produtos da agricultura familiar e que tá melhorando a vida dos trabalhadores rurais do município inteiro”.

Destaque para o investimento em infraestrutura

“E as grandes obras que o prefeito anunciou estão sendo feitas”, lembrou o parlamentar para em seguida destacar a Praça da Chapada (Praça Dom Luis Marelim) “umas das mais bonitas do Nordeste” e o Mirante da Balaiada, “uma das obras turísticas mais importantes do leste maranhense e hoje reconhecida nacionalmente”.

“E além dessas obras, outras já estão planejadas pelo prefeito, onde teremos a Praça do povoado Chapada, que já está em processo licitatório”, anunciou ele reconhecendo o péssimo estado das estradas da zona rural após o forte inverno que tivemos, “mas tudo em decorrência das fortes chuvas, e a solução para esses problemas o prefeito já conseguiu: vai restaurar todas as estradas vicinais do nosso município”.

Prefeito aprovado e no rumo certo

“Eu teria muito mais coisas para falar, para dizer para o nobre vereador Edilson Martins que a administração não está um caos, pra não falar que a cidade está acabada, pelo contrário, aumentou a perspectiva e a confiança do nosso povo. O nosso povo confia no prefeito Fábio Gentil, sabe que ele vai fazer uma grande administração. Não é a toa que o prefeito hoje tem mais de 70% de aprovação dos caxienses, e eu tenho certeza, que ao final do governo do prefeito Fábio Gentil, com certeza será realmente a cidade que a gente quer”.

Núcleo de Educação Permanente do SAMU, Regional Caxias, realiza treinamento em Coelho Neto


A Prefeitura de Coelho Neto, através da Secretaria Municipal de Saúde, está realizado nos dias 26 e 27 de abril, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais- STTR, um curso de capacitação em urgência e emergência para os profissionais da base descentralizada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e motoristas da Secretaria Municipal de Saúde de Coelho Neto.

O treinamento está sendo ministrado através do Núcleo de Educação Permanente (NEP) do SAMU, Regional Caxias. Além da teoria, os profissionais participarão de aulas práticas, com treinamentos, simulando diversas situações de atendimento.

A Coordenadora da Média Complexidade em Saúde e do Samu, Edinalda Santos, destaca a importância do cursor cujo objetivo é um alinhamento e novidades para as equipes, deixando os profissionais atualizados e capacitados para bem melhor atender a população que necessita dos serviços de urgência e emergência do município. (Da assessoria)

Vereador Darlan critica Edilson Martins por tentar se aproveitar do seu trabalho: “essa política da mentira, do oportunismo, acabou. Isso é uma vergonha”.

26.4.18

Crítica de Darlan foi motivada por requerimento do colega pedindo reforma de posto de saúde que já estava sendo reformado

Darlan fez duro discurso contra tentativas de Edilson Martins em
se apropriar de ações dos colegas: “Isso é oportunismo”
Sem conseguir construir críticas coerentes, e discursos que possam empolgar os ex-mensalinhos nas redes sociais, os vereadores oposicionistas de Caxias estão apelando para qualquer tipo de ação, mesmo que sejam elas patéticas e desprovidas de lógica ou fundamento, para mostrarem que ainda existem.

A última da vez, dentre tantas que tentam fabricar todos os dias, foi a tentativa de se apropriar da ação parlamentar do vereador Darlan Almeida.

Morador do bairro Castelo Branco, Darlan havia requisitado ao prefeito Fábio Gentil a reforma do Posto de Saúde do bairro, cuja ordem de serviço foi dada na última segunda-feira, 23, e as obras iniciadas na terça-feira, 24.

Tentando faturar politicamente com a ação política/ administrativa da gestão Fábio Gentil, o oposicionista Edilson Martins teria tomado conhecimento da reforma e se apressou em apresentar um requerimento na Câmara, ainda na segunda-feira (23), pedindo a reforma da referida unidade de saúde. Com o início da reforma na terça-feira, Martins usou um blog local para reivindicar que a obra só havia sido iniciada devido a sua cobrança, e tudo com um texto emoldurado com expressões de que o governo municipal “só vai na pressão”.

Ciente da malandragem do colega, Darlan Almeida o colocou no devido lugar e desferiu palavras duras com a ação do ‘fura olho’. “Agora está querendo ser o pai da criança, então isso é uma vergonha, essa política da mentira, do oportunismo, acabou, nós temos é que trabalhar, e trabalhar com responsabilidade, caráter e honestidade”, disparou Darlan relatando que teve o cuidado de perguntar aos funcionários do posto de saúde se Edilson Martins teria andando por lá em busca de melhorias e todos afirmaram que ele “nunca havia ido ao PS”. “Nós estamos trabalhando. Você [Edilson Martins] passou 4 anos e nunca pisou lá (no posto de saúde do bairro Castelo Branco) e eu quero mostrar que esse requerimento [de reforma do posto de saúde] é nosso”, enfatizou Darlan, que, além de ser um forte aliado do prefeito Fábio Gentil, é seu amigo pessoal.


Registro da visita do prefeito Fábio Gentil e do vereador Darlan no PS do Castelo Branco ainda no início do ano quando foi decidido a reforma

Mamãe, acuda o ‘fura olho’!

Apesar de ter ouvido o que precisava ouvir ao tentar se apropriar de iniciativas de colegas, o vereador Edilson Martins mostrou na sessão desta quarta-feira que, daqui por diante, não terá mais nenhuma cerimônia ao tentar se colocar como ‘pai’ de todas as ações do governo municipal.

Ao apresentar requerimentos na Câmara pedindo reforma em vários ginásios poliesportivos da cidade, e da construção de uma praça com academia ao ar livre no suvaco da jumenta, que são ações administrativas que já constam no cronograma da Prefeitura de Caxias, Edilson já projeta o discurso que foi ideia dele e que só foram feitas porque a atual administração “só vai na pressão”.

Depois do ridículo grito de “mamãe, me acuda!”, Edilson procura agora se vender como atuante, trabalhador, corajoso e valente.

Mas ele não está de todo errado, pois alimentar esperanças na decadente oposição, que vive sonhando e chorando de saudades da gestão Léo Coutinho, é o que resta para aqueles que o povo rejeitou nas urnas.

Acudam ele, por favor!

(Acreditem, ela disse isso!!!) Thais Coutinho vê crime em pagamento antecipado de diárias do SAMU e diz que vai acionar até o MP: “é estarrecedor e merece investigação”

Vereadora enxerga crime em pagamento antecipado de
diárias para custeio de equipes do SAMU

Na sessão da Câmara Municipal de Caxias desta quarta-feira, 25, a vereadora Thais Coutinho, mais uma vez, deixou o público presente perplexo pela forma surpreendente que interpretou uma mensagem de texto extraída do aplicativo whatsapp.

Escalando a tribuna com ares de quem iria fazer uma grave denúncia, a vereadora oposicionista mostrava-se indignada com o que iria relatar.

A presença de uma equipe da TV Sinal Verde, que não dava as caras na Casa do Povo há um bom tempo, e de assessores da parlamentar na sessão, era o sinal de que algo muito grave de fato estaria sendo revelado naquela noite.

Pois bem, logo no primeiro minuto do discurso, viu-se que Thais Coutinho continua sendo Thais Coutinho.

“Como é que o SAMU, um órgão municipal pega em dinheiro em espécie para diária? Isso é improbidade administrativa meus amigos. Precisa de uma investigação. Eu vou no Ministério Público, porque sabemos que órgão público não pega-se dinheiro em espécie, tem que cair direto no seu contracheque”, iniciou ela deixando atônitos os colegas de parlamento ao revelar que iria levar aquele assunto a um Promotor de Justiça.

“E isso é estarrecedor, merece uma investigação”, continuou ela estendendo ainda mais o que ela tratou como grave irregularidade: “E outros funcionários mandaram [os prints] dizendo o mesmo: nós recebemos dinheiro antes de viajar. Como se pode receber dinheiro antes de viajar?” Questionou ela para um público incrédulo com o seu discurso. “Isso é improbidade administrativa. Isso é ilegal. Dinheiro pra sua alimentação, dinheiro pra gasolina?”, continuava a vereadora diante da incredulidade de todos os presentes.

Mário Assunção explicou didaticamente a sensatez, praticidade e 
legalidade do pagamento antecipado de diárias: “como é 
que vão se alimentar e abastecer o carro numa viagem?”
O vereador Mário Assunção, este sim estarrecido com o que estava sendo dito por Thais, só faltou desenhar para a colega e explicou tintim por tintim a legalidade, praticidade e sensatez da administração Fábio Gentil em assim proceder no pagamento antecipado das diárias das equipes do SAMU. “O Samu é um serviço médico de urgência e emergência. Como é que um médico, um motorista e um enfermeiro, que tem que fazer uma viagem de emergência, para Coroatá ou Presidente Dutra, ele vai esperar a diária, o dinheiro para abastecer o carro vir no contracheque dele, no mês seguinte? Aí o paciente pode morrer e isso é o maior crime que se poderia fazer”, disse ele de forma didática e com calma para melhor compreensão da oposicionista.

Continuando sua explicação, e para que não pairassem dúvidas na colega sobre o assunto, Assunção enfatizou: “O que é que é uma diária? É um adiantamento da viagem. A pessoa tem que viajar mesmo é com dinheiro no bolso e é lá que ela vai pagar o almoço, o jantar, o abastecimento do carro e o que se precisar. Então, o que foi implantado aqui no governo, e não é crime, porque existia em outros governos tanto municipais, estaduais e federais, é uma coisa que se chama de adiantamento. Esse adiantamento tem um limite previsto por lei que é prestado conta, e você só pega um adiantamento subsequente quando se presta conta do que recebeu e isso é o que está acontecendo”.

“Agora se você pegar a Constituição, se pegar a Lei Orgânica do Município e do Estado, e me dizer aonde é que tem o crime, que disponibilizar dinheiro para pagamento de diária é crime de improbidade, então vamos cassar todos os prefeitos do Brasil, vamos cassar os governadores”, ponderou Mário lembrando que na gestão anterior da Unidade Regional de Educação de Caxias, quando uma tia sua era a gestora, “ela recebia adiantamento para fazer as despesas da Unidade e prestava conta. O seu marido [Daniel Barros, esposo de Thais Coutinho], quando foi subsecretário de Saúde também recebia adiantamento, porque toda Secretaria recebe e prestava conta, então, isso é uma coisa normal de se fazer, não existe crime nisso. Crime existia quando os motoristas, médicos e enfermeiros viajavam sem receber as suas diárias”, esclareceu o vereador surpreso com o teor da denúncia infundada da colega. “Mas eu nunca vi aqui se reclamar quando a pessoa recebe adiantado, que é o correto, que é o justo e que é o certo”.

Atento ao discurso sem lógica de Thais Coutinho, Durval Júnior foi preciso ao analisar o momento que a colega está passando. “Vereadora, eu sei que não é fácil, não é fácil para vossa excelência aceitar uma derrota duma Prefeitura dessa. Não é fácil...”

Realmente, não está sendo fácil...

INFRAESTRUTURA – Prefeito Fábio Gentil autoriza reforma da Creche da Vila Lobão

25.4.18

O prefeito de Caxias, Fábio Gentil, em visita aos professores e alunos da Creche da Vila Lobão autorizou a reforma e ampliação da unidade de ensino, que há 11 anos não recebia reparos.

A diretora Wilma Gutelaine agradeceu ao prefeito por atender a comunidade.

“A última reforma ocorreu em 2017, mas só aquela reforma paliativa mesmo; agora vamos ser contemplados com a reforma geral e ampliação. Vamos poder atender um número maior de crianças e oferecer mais conforto, mais comodidade”, disse Wilma Gutelaine, diretora.

Provisoriamente os 121 alunos, de 1 a 3 anos de idade, e os funcionários foram transferidos para a Escola São Raimundo, no Centro de Caxias, até que a reforma seja concluída, garantiu o prefeito Fábio Gentil.

“Estamos colocando o transporte adequado para essas crianças que são da educação infantil. Com certeza vamos pôr a obra em intenso vapor, para que no prazo mais breve possível a gente possa entregar”, explicou Fábio Gentil, prefeito de Caxias. (Ascom)

MÚSICA - Espetáculo ''Andarilho Parador'' chega a Caxias no domingo


Após uma turnê de sucesso que percorreu Imperatriz/MA e as capitais São Luís/MA, Belém/PA, Brasília/DF, Fortaleza/CE e Teresina/PI, realizada entre o fim de 2015 e o início de 2016, os músicos Djalma Chaves e Nosly retornam à estrada com "Andarilho Parador", show que reúne no palco estes dois talentosos e versáteis artistas. Desta vez, o espetáculo percorrerá 10 municípios maranhenses, entre eles Caxias.

O evento chega à Caxias no próximo domingo (29), às 19h, no Memorial da Balaiada. Ao público, recomenda-se a doação de alimentos não perecíveis, que serão destinados às vítimas das enchentes no Maranhão.

No show, Djalma Chaves (violão e voz) e Nosly (violão, guitarra e voz) percorrem suas trajetórias artísticas, relembrando grandes sucessos seus, de conterrâneos, e nomes consagrados da música popular brasileira. A banda que os acompanha é formada por Murilo Rego (teclados e vocal), Rui Mário (teclados e sanfona), Mauro Travincas (contrabaixo), Sued Richarllys (guitarra) e Fleming Bastos (bateria). A produção é de Tatiana Ramos.

O show Andarilho Parador toma emprestado os títulos dos discos mais recentes dos artistas: Andarilho, de Djalma Chaves, e Parador, de Nosly.

Fonte: Com informações do sitevolts.com.br

Rafael Leitoa critica ataques sistemáticos ao governo de Flávio Dino e destaca ações positivas da administração estadual

Atraso nunca mais, afirma Rafael em discurso de defesa ao
governo de Flávio Dino  (Fonte: Elias Auê)

Em defesa do governador Flávio Dino, da forma de administrar o Maranhão e dos secretários estaduais, o deputado Rafael Leitoa (PDT), em pronunciamento nesta terça-feira, foi enfático ao afirmar que a oligarquia sente saudades e quer voltar da pior maneira, inventando e disseminando a mentira e a desinformação no seu veículo de comunicação.

Com várias informações acerca dos avanços ocorridos desde janeiro de 2015, data da posse do governo Flávio Dino, Rafael Leitoa destacou, dentre outras coisas, que o Maranhão não pode retroceder. Segundo ele, a saúde, educação e segurança pública, principais eixos atacados pelas mentiras da oposição, tem direcionamento e o intuito de prejudicar as políticas positivas do governo do Maranhão.

“É essa política que a gente vem defender e resistir a todos esses ataques feitos agora. Na educação, na saúde e na segurança pública e na área da administração penitenciária o Maranhão é outro estado. O tempo em que Pedrinhas virou notícia internacional pela violência é passado. Hoje, somos destaque na ressocialização de apenados com as APACs”, destacou Rafael Leitoa.

Rafael Leitoa afirmou que as políticas sociais e avanços conquistados até hoje pelo governo do Maranhão são percebidos pela sociedade. Segundo ele, esse é o maior motivo da fúria da oposição. “A oligarquia Sarney está cada vez mais distante do Palácio dos Leões e vai continuar assim, porque os avanços não vão parar, porque, a cada ataque a gente inaugura uma escola, inaugura um refeitório popular, entrega viaturas, entrega ambulâncias, assim, avançando sempre nas políticas sociais. Contra fatos nunca existirão argumentos. As mentiras, criadas a todo o momento, são facilmente desmontadas e não se sustentarão”, reforçou o deputado.

INFRAESTRUTURA – Construção do Shopping da Gente chega à segunda etapa

24.4.18

A construção do Shopping da Gente chegou nessa sexta-feira (20) à segunda etapa do processo de construção, finalizando a parte da fundação. De acordo com o engenheiro Kilson Garreto, esta fase da obra é demorada para garantir a segurança da edificação.

“Estamos fazendo o trabalho de fundação, já fizemos 1/3 da viga baldrame e os blocos de coroamento que já estão praticamente terminados”, destacou.

Ainda de acordo com Kilson Garreto, foram instaladas 145 estacas no solo com 8 m de profundidade.

“A obra anda devagar porque estamos fazendo algo pensando na segurança das pessoas, evitando assim problemas futuros na estrutura, sem fugir do projeto apresentado”, concluiu o engenheiro.

O secretário municipal de Infraestrutura, Murilo Novais, e sua equipe estiveram no canteiro de obras acompanhando os trabalhos. O Shopping da Gente está sendo construído no espaço onde funcionavam as antigas instalações das secretarias municipais, na Avenida Otávio Passos, Centro de Caxias.

A obra possui uma área de 1.115 m² e terá 5 pavimentos, 4 andares e 253 box’s, garantindo condições dignas de trabalho aos camelôs, que esperam ansiosos pela entrega. (Ascom)

DENÚNCIA - TRT pede que Ministério Público investigue vinculo do piloto particular de Soliney com a prefeitura de Coelho Neto


Ex-prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva
O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 16ª Região, agindo através da 5ª Vara do Trabalho, encaminhou ao Ministério Público grave denuncia de irregularidade que teria sido cometido pelo ex-prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva (MDB), quando este estava a frente do governo municipal. 

Segundo o TRT Soliney "simulou um vínculo administrativo entre a PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE COELHO NETO/MA, onde exercia o cargo de PREFEITO, e o reclamante, Senhor CELSO HENRIQUE CAMPOS MATOS, a fim de remunerar serviços particulares que foram contratados pelo reclamado [...] Ademais, para remunerar os mesmos serviços, o reclamado ainda teria simulado mais três vínculos administrativos com a Prefeitura através dos senhores MARIA DE NAZARÉ FREIRE MACIEL, JAMES (sem sobrenome informado) e JULCILENE (sem sobrenome informado)".

Em decisão Judicial Tribunal do Trabalho encaminha denuncia ao Ministério Publico Estadual
Contracheque comprova vinculo do Piloto com a prefeitura de Coelho Neto em 2015

O TRT ainda demonstra que existe a confissão de uma das partes nas irregularidades, fazendo então ser imprescindível que o Ministério Público investigue os atos do ex-prefeito na suposta utilização de recursos federais em benefício próprio.

(Com informações do Blog Observatório dos Cocais)

“Mamãe, me acuda”!!! Crise de abstinência faz vereador Edilson Martins enxergar um suposto “caos” e gritar por socorro



Na noite desta segunda-feira, 23, aos gritos de “mamãe, me acuda!”, o vereador oposicionista Edilson Martins tentou saracotear na Câmara Municipal ao abordar a existência de um vídeo, gravado numa escola da zona rural, onde estudantes estão sentados de forma inadequada, pois na falta das carteiras, recorrem ao improviso. “Mamãe, me acuda!”, disse Edilson por várias vezes ao falar no pequeno expediente da sessão legislativa e discorrendo sobre um suposto ‘caos’ na cidade.

Calado durante 4 anos da gestão Léo Coutinho, onde centenas de recém-nascidos morreram de forma irresponsável na Carmosina Coutinho, que na época foi batizada de “maternidade da morte”, Edilson tenta aproveitar a existência de um vídeo, mostrando falta de carteiras escolares, para tentar criar uma comoção maior que a morte de inocentes ocorridas numa época que ele deveria usar a voz (e não usou) e tentar impedir a dor e o sofrimento daqueles pais e mães que perderam seus pequeninos.

Mário Assunção apontou a raiz do problema na falta de carteiras 
escolares: 2014, 2015 e 2016 sem aquisição de novas carteiras
O vereador Neto do Sindicato, cuja escola onde as imagens teriam sido feitas, reconheceu a falta de carteiras escolares em número suficiente, mas que aquilo, era “uma herança maldita do governo anterior”.

Por sua vez, o vereador Mário Assunção deixou Edilson Martins sem argumentos ao explicar a raiz do problema vivido atualmente pelos estudantes, e cutucou o oposicionista ao referir-se aqueles que, aparentemente, “não tem o que fazer”.

“Tem gente que gosta de fazer o jogo de quanto pior melhor. Em vez de procurar resolver, entrar com requerimento nesta Casa, procurar a secretária de Educação, fica nos grupos de whatsapp, facebook, instagram... parece que não tem o que fazer, pois fica fazendo esse tipo de coisa, porque ele acha que quanto pior estiver nossa cidade, melhor seria pra ele, pro grupo [oposicionista] voltar ao poder nessa cidade, mas a cidade, no momento que se libertou não vai voltar a viver acorrentada novamente”, alfinetou Mário Assunção estendendo sua fala para a questão dos postos de saúde, que em um dos últimos atos do governo Léo Coutinho, logo após a derrota nas últimas eleições, “foi devolver recursos para o Ministério da Saúde que seriam para reformar 6 UBSs do município”. “E o prefeito Fábio Gentil não governa olhando para o retrovisor e vai reformar, até o próximo ano, 19 postos de saúde”, revelou Assunção acrescentando que o prefeito quer fazer, até o término do seu mandato, “a reforma de todos os postos de saúde do município”.

Quanto a falta de carteiras escolares em poucas salas de aula do município, Mário lembrou que esse problema foi ocasionado pelo descaso da gestão anterior, pois não existiu licitação para a aquisição de carteiras desde o ano de 2014. “Se você pegar as licitações que foram feitas em 2014, 2015 e 2016 no governo passado, não foi comprado nenhuma carteira escolar pras escolas e é por isso que hoje está faltando, e não tem como resolver isso de uma vez só”, justificou o vereador defendendo o equilíbrio nas contas da Educação e apontando a raiz do problema que ocasionou falta de carteiras em algumas salas de aula e que, agora, o problema está sendo resolvido. “Foram compradas 2 mil, se o recurso sobrar, se compra mais mil, até que você possa suprir as necessidades de todas as escolas”, finalizou ele.

Com a crescente aprovação do governo Fábio Gentil, a tentativa de Edilson Martins em ‘surfar’ num vídeo desfavorável ao governo, mostra que a turma da abstinência busca se agarrar em qualquer coisa que possa lhes garantir uma chance, mínima e improvável que seja, de um dia voltarem ao poder.

Com estranhos gritos de “mamãe, me acuda!” num vídeo com estudantes sentados de forma inapropriada, imagina como seriam os gritos de Edilson Martins caso existisse um escândalo igual aquele da “maternidade da morte” ocorrido quando ele defendia Léo Coutinho com intensidade e carinho na Câmara!

Essa turma da abstinência não cansa de surpreender...

Artigo - Bons engenhos e homens de brilho próprio

23.4.18

Por Wybson Carvalho

Aparelhamentos humano-culturais caxienses

Há muito tempo, o caxiense mais, genuinamente, ilustre desta terra, Caxias, de palmeiras e sabiá: Gonçalves Dias, analisando o cunho produtivo nas linguagens artístico-humano-culturais, obteve a seguinte convicção:
"É, pois, para todos os brasileiros, mas cabe mais, particularmente, aos filhos desta terra pugnar pelas suas glórias. Caxias, que tão dignamente figura na República das Letras, deve dar o exemplo de como se estimar os bons engenhos, de como zelar a fama própria, de como se respeitam esses grandes vultos que são o Panteon da Posteridade"... Antônio Gonçalves Dias.

E, assim, muito tempo depois, outros filhos desta Caxias, com o convencionado perfil acima descrito, criam aparelhamentos preenchidos com homens de brilho próprio para o desenvolvimento cultural de seus conterrâneos, tais como: Centro de Cultura Acadêmico José Sarney, Escola Municipal de Música Josino Frazão, Biblioteca Pública Municipal Odylo Costa, filho, Academia Caxiense de Letras (ACL), Memorial da Balaiada, Instituto Geográfico de Caxias, e Academia Ateniense de Letras, Educação e Artes do Leste Maranhense.

Centro de Cultura, um bem secular caxiense

No passado, a antiga Companhia da União Têxtil Caxiense e, no presente, o Centro de Cultura Acadêmico José Sarney. São estas as fases cronológicas de um prédio localizado à aresta direita da Praça Dias Carneiro - Panteon Caxiense -. Na realidade, uma construção fabril de origem inglesa com fachada em estilo neoclássico, planta quadrangular, cobertura em estrutura metálica e estreita área livre, onde se localiza uma imponente chaminé.

A antiga Companhia da União Têxtil Caxiense, foi fundada em 1889, pelos sócios Antônio Joaquim Ferreira Guimarães, Dr. Francisco Dias Carneiro e Manoel Correia Baima de Lago, sob a denominação de "Companhia Manufatora Gonçalves Dias S. A". Com um capital inicial de 850 contos, esta empresa foi uma potência no gênero da produção de tecidos, em sua época. Seu motor de 400 cavalos movimentava 220 teares, pondo 350 pessoas em atividade. Sua produção anual era de um milhão de metros de tecidos crus, em grade parte exportada para os países europeus. Falar desta extinta Companhia, que fora assentada numa região na qual a cultura algodoeira era abundante, é voltar ao período áureo de desenvolvimento da indústria têxtil no Maranhão, cujo parque fabril compunha-se de 17 empresas, contando com 2.336 teares, 71.608 fusos, e que atingia uma produção anual de 13.974.411 metros de tecidos crus e uma capacidade de empregar 3.557 operários.

A atividade têxtil teve seu apogeu na época da II Guerra Mundial, quando os Estados Unidos, também, passaram a importar produtos brasileiros. Com o fim da guerra, muitas empresas entraram em decadência motivada pela volta do livre comércio e, sobretudo, pelo rápido desenvolvimento industrial que os empresários maranhenses do gênero não conseguiram acompanhar.

Assim, das 17 empresas, que integravam o parque fabril maranhense, apenas 8 conseguiram resistir até a década de 60. A Companhia da União Têxtil Caxiense foi extinta em 1954 e, ao longo de um tempo, precisamente, até 1985, o prédio sofreu um forte processo de abandono. Porém, em 1986, com uma ajuda substancial, através de verba federal, o Governo Municipal, naquela época, restaurou o velho prédio alvirrubro e transformou-o em um Centro Cultural com denominação de Centro de Cultura Acadêmico José Sarney. Atualmente, o prédio abriga inúmeros secretarias e órgãos da administração pública municipal, dentre os quais: Posto de Identificação do Município, Setor de Tributação e Arrecadação Municipal, Escola de Música Santa Cecília e as secretarias municipais de Educação, Cultura, Trabalho, e, ainda, uma Unidade Estadual de Ensino do Maranhão (IEMA).

Escola de música Josina Frazão

Escola Municipal de Música "Jozino Frazão", organismo cultural da Administração Pública Municipal, na área da Cultura, criado na década de 70, pelo então prefeito, Tem. Aluízio de Abreu Lobo. Inicialmente, teve localização, na Travessa Alfredo Beleza, s/n, centro, e, posteriormente, em uma das dependências do Centro de Cultura Acadêmico José Sarney.

A Escola de Música Josino Frazão oferece cursos com iniciação musical de musicalidade infantil, flauta doce, instrumentos de sopro, teclado prático, violão prático, acordeon prático regional, bateria e fanfarra. Atende com um corpo docente de 30 professores e um corpo discente compreendido entre 10 funcionários e 300 alunos. Mantém uma Banda de Música "A Lira Municipal", criada, também, no mesmo período de criação da Escola e executa tocatas em eventos oficiais do Governo Municipal, nas atividades educativas e culturais da cidade.

Nos anos que se seguiram, a oferta de cursos foi ampliada, abrangendo áreas de música popular, percussão e música contemporânea. Em conseqüência, surgiram inúmeros grupos musicais desenvolvendo trabalhos tanto no campo da música erudita como também no campo da instrumentalização popular.

Atualmente, por determinação do governo municipal, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo formulou e está articulando, junto ao MINC e, ainda, com emenda parlamentar federal, um projeto para reestruturação do espaço físico, mobiliário, instrumental e de toda a sua grade curricular, objetivando a formação profissional de músicos caxienses.

A Escola Municipal de Música Jozino Frazão, é a única instituição educativa musical do interior do Maranhão que vem contribuindo, veementemente, na formação musical de instrumentistas demandados pelo mercado de trabalho local, regional e nacional, ofertando cursos técnicos e cursos básicos de qualificação profissional em modalidades instrumentais e vocais (eruditas e populares).

Biblioteca Pública Municipal Odylio Costa, Filho

Um aparelhamento educativo e cultural da Administração Pública Municipal criado através de Lei Municipal, em 1966. Inicialmente, teve sua localização à Rua Aarão Reis, s/n, centro, e, posteriormente, em uma das dependências do Centro de Cultura da cidade.

Com um acervo de seis mil exemplares nos cunhos: técnico, didático, literário recebia, mensalmente, um público de mil e oitocentas pessoas, que para lá acorria em busca de ampliar seus conhecimentos sob o procedimento de pesquisas e trabalhos extra-classe. Na maioria, estudantes das Unidades Escolares das Redes de Ensino Público e Particular.

Porém, em agosto de 1998, em face à implantação, na cidade de Caxias, da Biblioteca "Farol da Educação", e, após um acordo entre as pastas das pastas municipais de governo da Educação e Cultura, o acervo da antiga Biblioteca foi distribuído entre algumas Unidades Escolares da Rede Pública Municipal de Ensino, consideradas Pólo, e, ainda, para a Biblioteca "Farol da Educação".

Mas, em 2008, por determinação e empenho do Governo Municipal, através de um projeto elaborado pela equipe da Secretaria Municipal de Cultura, e enviado ao Ministério da Cultura (MINC), houve, após aprovação, uma revitalização e modernização Biblioteca Pública Municipal "Odylo Costa, Filho.".

A nova Biblioteca Pública Municipal "Odylo Costa, filho", foi contemplada no Programa Livro Aberto da Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP), com bens que formam um kit compreendendo: computadores, televisão, aparelho de som, circuladores de ar, vasto acervo de livros, estantes de aço para acomodação dos livros, mesas e cadeiras para os leitores, cadeira giratória.

Com uma incansável dedicação à leitura e ao livro, a secretária municipal de Cultura, Profª. Valquíria Araújo, solicitou em sua gestão, recebeu, ainda, para a nova Biblioteca Pública Municipal "Odylo Costa, filho", uma substancial ajuda do Governo Municipal, em utensílios que possibilitam uma ótima comodidade a quem a ela freqüenta.

E, neste dia de 26 de junho de 2009, a revitalizada e moderna Biblioteca Pública Municipal "Odylo Costa, filho." é entregue à comunidade caxiense, nesta sexta-feira, 26.

Quem foi Odylo Costa, Filho

Odylo Costa, Filho. Jornalista, cronista, novelista e poeta, nasceu em São Luís- MA, em 14 de dezembro de 1914, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 19 de agosto de 1979. Eleito em 20 de novembro de 1969 para a Cadeira n. 15, da Academia Brasileira de Letras, na sucessão de Guilherme de Almeida, foi recebido em 24 de julho de 1970 pelo acadêmico Peregrino Júnior.

Academia Caxiense de Letras

Caxias do Maranhão é uma cidade que, ainda hoje, serve de referência para o país quando o assunto é a Literatura - por ser o berço de uma considerável quantidade de poetas e escritores de grande expressão no Brasil, a exemplo de Gonçalves Dias, Coelho Neto, Raimundo Teixeira Mendes, Teófilo Dias, César Marques e muitos outros de uma constelação de literatos que brilha desde meados do século XIX e dois dos quais são patronos de cadeiras na Casa de Machado de Assis, a Academia Brasileira de Letras. Mas, Caxias, ainda, nestes primeiros anos de um novo milênio, insiste em dar luz a novos escritores e poetas e pode ser chamada, sem exageros de "cidade dos escritores e poetas", dentre os quais: Déo Silva, Cid Teixeira de Abreu, Libânio da Costa Lobo, Jacques Inandy Medeiros, Salgado Maranhão, Firmino Freitas, Antônio Augusto Ribeiro Brandão, Frederico Brandão, José Ribeiro Brandão, Antônio Pedro Carneiro, Renato Meneses, Inês Maciel, José de Ribamar Cardoso, Naldson Carvalho, Silvana Meneses, Adailton Medeiros, Wybson Carvalho, e outros tantos...

A Academia Caxiense de Letras (ACL), fundada em 15 de agosto de 1997, com sede à Rua 1º de Agosto, 737, nesta cidade de Caxias do Maranhão, tem 40 membros efetivos e realiza atividades em cunhos educacional e cultural, para o alunado da rede municipal de ensino, a fim de fomentar uma conscientização escolar sobre a maior característica da personalidade histórico-literária do povo desta terra de escritores e poetas.

A Academia Caxiense de Letras, além de editar, publicar e fazer lançamentos das obras de seus membros e outros, profere também palestras sobre biografias e bibliografias de escritores e poetas caxienses nas Unidades Escolares das Redes municipal, estadual e particular de ensino As palestras são proferidas por membros acadêmicos da Casa de Coelho Neto.

A Academia Caxiense de Letras, recebe, anualmente, em sua sede mais de dez mil estudantes que para lá acorrem em busca de conhecimentos. Para o público freqüentador da Casa de Coelho Neto, há um cine clube com exibição de películas à arte e, ainda, realiza uma exposição de artes denominada: EXPOARTE; evento que congrega todas as manifestações e linguagens artístico-culturais da cidade e, ainda, um Festival de Poesia com a participação de alunos das Unidades Escolares locais.

Memorial da Balaiada

A cidade de Caxias, localizada no leste maranhense, distante da capital a 360 Km, tem, hoje, a realidade histórica de maior bravura do povo caxiense retratada em uma obra com cunho cultural e, conseqüentemente, de um profícuo apoio do Ministério da Cultura e, ainda, de modo indubitável, do Banco da Amazônia S/A - via Lei Rouanet: o Memorial da Balaiada.

A obra, iniciada, em 1997, com a prospecção arqueológica, no sítio do Quartel, Morro do Alecrim, que abrigou as tropas da Guarda Nacional e do Exército Brasileiro durante a maior revolução social, ocorrida em terras maranhenses - a Balaiada - secundou, em 2004, com as instalações de um Museu Escola, um Centro de Documentação e um Laboratório de restauração em documentos antigos e uma Biblioteca específica em assuntos de História do Maranhão, visando organizar e preservar a memória escrita e oral de Caxias, a fim de, também, estimular a cidadania, fortalecer a auto-estima e garantir a identidade dos caxienses.

Como Museu-escola, atende a comunidade estudantil dos ensinos público e particular, em níveis: fundamental, médio e superior, mantendo uma exposição museológica permanente que fala direta e(ou) indiretamente sobre a Balaiada (1838-1841) e seus personagens, principalmente, sob o olhar dos vencidos (excluídos).

O prédio apresenta sala para exposição permanente de um acervo eclético, mas de caráter histórico, com mobiliário de época, armaria, numismática e material arqueológico encontrado durante prospecção realizada nas Ruínas do Quartel da Balaiada, em 1997.

Dispõe de um Auditório, com capacidade para 60 pessoas, onde são realizadas palestras, debates, seminários, cursos e, ainda, de um Centro de Documentação, que é o local para a guarda dos documentos encontrados em Caxias, tais como: contratos, escrituras, testamentos, cartas de liberdade de escravos, entre outros, dos séculos XVIII e XIX. O Memorial da Balaiada, mantém um Site de pesquisa e divulgação (www.memorialdabalaiada.com.br) sobre o acervo, a história e sua finalidade. Até final de 2005, estima-se que mais de 10 mil pessoas tenham visitado o Memorial da Balaiada. Para este ano de 2006, há projetos que serão lançados, precisamente, em fevereiro, tais como: "Documentos da Nossa História"; um livro que mergulha no registro de documentos inéditos em número de 85 preciosidades que desmente a tão custosa tese de que os balaios, ao invadirem Caxias, extraviam sua memória, e um Documentário acerca do Memorial, que poderá ser exibido em CD ROM e DVD.

Instituto Histórico e Geográfico de Caxias

O Instituto Histórico e Geográfico de Caxias foi fundado, em 12 de dezembro de 2003, com o objetivo de ser um órgão a preservar a história e geografia da cidade. O instituto adota a denominação de "Casa de CÉSAR MARQUES", em homenagem ao ilustre médico e historiador caxiense.

É uma pessoa jurídica de direito privado regulado pela legislação civil, sem fins lucrativos, com autonomia administrativa, financeira e patrimonial, formada por número limitado de associados.

O IHGC zela pelo patrimônio histórico e geográfico de Caxias, portanto, é reconhecido de Utilidade Pública por lei Municipal e Estadual, e, hoje, situa-se em um prédio histórico da antiga Rede Ferroviária Federal S. A. (RFFSA), na Av. Getúlio Vargas, nº 951, Centro, Caxias-MA.

Abriga um valioso acervo documental-histórico sobre a Cidade de Caxias, na sua Biblioteca Maria das Mercês Silva Lima, além de obras importantes sobre a História e Geografia do Maranhão representativos da memória coletiva.
Hoje, este espaço é referência de pesquisas por parte de estudantes de Ensino Fundamental, Médio, Superior, e da comunidade em geral; não se restringindo apenas à população local, atingindo também estudantes de outras cidades maranhenses e, ainda, de outros Estados, como que é o caso do Piauí.

Possui uma Biblioteca, denominada Maria das Mercês da Silva Lima, que homenageia a ilustre caxiense, professora, pesquisadora, historiadora e confreira do Instituto Histórico e Geográfico de Caxias, possui um acervo com mais de 3.000 (três mil) livros, distribuídos em coleções, enciclopédias, biografias, livros de história geral, história do Brasil, do Maranhão, de Caxias, de outros Estados e cidades, livros raros, livros de literatura e romance, de poesias, religiosos, didáticos e de variados assuntos; revistas da década de 40, percorrendo os idos até a atualidade, além de jornais que marcaram época no Brasil e cadernos de colagens da professora Miroca.

Outra valiosa guarda e um maravilhoso estoque de monografias, livros didáticos e de literatura, pertencentes à biblioteca pessoal da ilustre e saudosa confreira do Instituto, professora Maria do Carmo Bezerra Paiva, doados pela família, para compor esta vitrine cultural.

Academia Sertaneja de Letras, Educação e Artes do Sertão Maranhense

Congregação de intelectuais com a dimensão de três estrelas: literatura, educação e arte; resgatando a memória de homens e mulheres para a imortalidade da cultura caxiense. Sua cátedra é oferecida ao idealizador do Lema do Positivismo, eternizado na Bandeira Nacional Brasileira, o filósofo Teixeira Mendes.

Por congregar membros que se doam sob seus exercícios profissionais, em benefício da cidade de Caxias e de seu cunho cultural, a Academia Atheniense de Letras, Educação e Artes do Sertão Maranhenses; o mais caçula aparelhamento cultural caxiense tem, por ideal de todos os seus membros, a função social de dar continuidade ao amor cívico pautado em um ente tríplice: a cidade, a pátria e a humanidade, conseqüentemente, primando pela melhoria do bem-estar e da satisfação cultural do homem caxiense a fim de torná-lo partícipe eficiente ao conhecimento como base, à criação como produção cultural, ao amor como alimento, e, ainda, à vida como imprescindível fim.

Wybson Carvalho, poeta caxiense e imortal da Academia Caxiense de Letras