(Tentam igualar desastre da gestão Léo Coutinho) – TV da família do ex-prefeito faz sensacionalismo com casos ocorridos na Carmosina Coutinho

16.6.17
“Aqui no bairro Teso Duro, é uma rua muito humilde como você ver aí...” “É uma imagem triste, são dois caixões na sala. Uma menina de 14 anos e uma criança...”, assim iniciou o apresentador e repórter da TV Sinal Verde, mais conhecida como “TV Recalque”, uma matéria que abordava, de forma sensacionalista, a morte de uma adolescente de 14 anos e o seu bebê.

Reportagem 1: “TV recalque” faz sensacionalismo com 
morte de adolescente
O autor da reportagem da morte da adolescente e dos seu bebê é o outrora polêmico Reginaldo Pinho, que sempre é escalado pela direção da emissora quando o objetivo é desqualificar o governo Fábio Gentil. “... agora o interessante é que... segundo informações lá do Hospital Maternidade Carmosina Coutinho, essa criança tava morta desde domingo, só que aahh, éééé, éééé... visto assim ah,ah,ah,ah... a criança tá perfeita e a família tá revoltada”, gaguejou o repórter ‘especial’ que adentrou a humilde residência em busca de mais relatos da família que, fragilizada pela perda prematura da adolescente e de sua filha, naturalmente, deram depoimentos emocionados.

Reportagem 2: Emissora faz outra ‘reportagem’ para explorar a 
falta de esclarecimentos sobre episódio
Ainda na tarde de quarta-feira, 14, outro ‘repórter’ da “TV Recalque” voltou na residência para produzir nova matéria sensacionalista, desta vez sobre a falta de informações da Maternidade sobre a causa da morte da mãe e da criança.

No início da noite de quarta-feira (14) a Maternidade divulgou nota de esclarecimento sobre o episódio. Nas explicações do Hospital, o histórico do atendimento da adolescente é relatado, bem como as prováveis causas da sua morte e também da criança.
Reportagem 3: Nova ‘reportagem’ para falar de mau atendimento
na Carmosina Coutinho

Já na quinta-feira, 15, em nova ‘reportagem’ da “TV Recalque”, o depoimento de uma mãe, feito em frente a Carmosina, onde ela relata um suposto mau atendimento, é novamente destaque no noticiário da emissora.

Nos editoriais da emissora coutinhiana, feitos sem nenhum embasamento oficial, fala-se em aumento dos casos de mortes na maternidade caxiense em relação a administração anterior, ou seja, tentam criar um clima de calamidade igual aquele protagonizado na gestão Léo Coutinho.

CONSTATAÇÃO: Em postagem do blog de 08 de junho, previ que
as viúvas de Léo Coutinho tentavam reconstruir (artificialmente)
fatos negativos do passado na gestão Fábio Gentil, bem como
disse que viviam “na busca frenética por defuntos
nos hospitais da cidade”
Como não possuem compromisso com o bom jornalismo, em nenhum momento a emissora cita o fim do convênio com o governo Flávio Dino que garantia R$ 1.350.000, 00 todos os meses para pagamento de médicos, enfermeiros e demais servidores da Maternidade.

A forma como a emissora da família Coutinho age, tentando criar um clima desfavorável à atual administração, já era esperado. Por várias vezes previ no blog as consequências provocadas pela crise de abstinência em que vivem os apoiadores dos ex-mandatários do município.

Tentam repetir (artificialmente) no governo Fábio Gentil todos os grandes males da gestão Léo Coutinho. Logicamente, tudo de negativo que acontece na Maternidade caxiense, palco de vários escândalos no passado, é um prato cheio para eles.

Parece que estão na torcida para que o infanticídio ocorrido na gestão anterior, volte a acontecer.

Trabalham para que o Governo do Estado não faça convênios com o município e que o pior aconteça.

Sonham em voltar ao poder e controlar os cofres da Prefeitura de Caxias.

Só que o povo não esquece o que fizeram quando estiveram no comando da administração e, com recursos consideráveis a disposição para fazer um grande trabalho no município, só entregaram tristeza e dor.

O povo está atento e consciente das condições e do esforço do prefeito Fábio Gentil para garantir uma saúde de qualidade para os caxienses.

A torcida pelo quanto pior, melhor não vai dar certo...

5 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Realmente o "senhor" Reginaldo Pinho não sabe o que fala! Pelo o que sabemos uma reportagem só pode ser divulgada depois de ouvidas as partes! Mais infelismente não é o que acontece com a sinal verde e o blog do irmão inaldo! Triste!

  1. Anônimo disse...:

    Eles promovem um verdadeiro terrorismo na mídia, tentando confundir a populção, que infelizmente, ainda assiste aquela programação fraca, sem conteúdo de qualidade. Aqueles pseudos-jornalistas que encabeçam os ataques, estão fazendo um desserviço para o povo quando tentam passar a notícia de que o caos impera, agora esquecem que quando estavam no governo, e possuiam recursos da ordem de milhões, nada fizeram, ou melhor quando tentaram fazer algo, foi no período eleitoral, apenas para continuar no governo. O tempo tá girando ex-mensalinhos e demais parasitas, acreditam que o "NOSSO GRUPO" seria eterno e continuariam mamando nas tetas e obtendo lucros absurdos com seus negócios e tendo vida de rei como alguns tinham de fato. Caxias é do povo e não de certos larapios e parasitas forasteiros.

  1. Anônimo disse...:

    Muito triste que ainda aconteça mortes de mãe e bebês, nessa maternidade, por mal atendimento.

  1. Anônimo disse...:

    Fora Coutinho essa foi minhas palavras antes das eleições e contínuo com ela fora Coutinho e fora Flávio Dino

  1. Anônimo disse...:

    Sr Sabá prfv seja imparcial, quer dizer que quando era o outro governo a outra tv fazia reportagens do mesmo naipe apelativas. Vamos mostrar o que está errado sem tapar o sol com a peneira, eu sou um grande admirador do seu trabalho porém o sr está como a TV sinal verde era até ano passado , represente o povo com suas palavras e não interesses desses que só servem pra tirar de nós!

Postar um comentário