Novo comando da GCM de Caxias sairá de lista tríplice

6.12.16
O novo comando da Guarda Civil Municipal de Caxias vai ser escolhido em uma lista tríplice, que será encaminhada pela corporação no dia 12 de dezembro ao prefeito eleito Fábio Gentil (PRB). A decisão foi anunciada em uma reunião na tarde desta segunda-feira (5), na sede da GCM e com a presença do próximo gestor caxiense.

Durante o encontro, proposto pela própria corporação, os guardas municipais enumeraram à Fábio Gentil uma série de reivindicações, dentre elas; a não interferência do gestor na escolha do comando, implementação do PCCS – Plano de Cargos Carreiras e Salários, estruturação da GCM com novos uniformes, utilização de armamento e melhoria da frota veicular.

Quanto a escolha do comando da GCM, ficou decidido que os guardas municiais, durante formatura prevista para os próximos dias, elencará três nomes que serão entregues ao prefeito eleito para nomear um dos indicados.

Atualmente 109 oficiais estão na ativa. Todo e qualquer Guarda Municipal poderá se candidatar ao comando da GCM, mas, três nomes já estão sendo cogitados, dos inspetores: Marizálber, Vilanova e Roseane. 

Após definir o novo comandante da instituição, caberá ao prefeito eleito Fábio Gentil nomear o subcomandante, que necessariamente não precisa fazer parte da lista tríplice.

Com a definição do rito de escolha do comandante da GCM em Caxias, se desfaz as especulações de que nomes como Aderbal Malheiros ou Mesquita pudessem vir a assumir a corporação, aliás, um dos dois pode surgir como coordenador de Segurança Pública, já que Fábio Gentil deve extinguir a atual secretaria, transformando-a em pasta secundaria. 

Há também a intenção do prefeito eleito em fundir a coordenação de segurança pública com a Defesa Civil Municipal e o Departamento Municipal de Trânsito. (Fonte: Mano Santos/Blog Capital do Leste)

Há também a intenção do prefeito eleito em fundir a coordenação de segurança pública com a Defesa Civil Municipal e o Departamento Municipal de Trânsito. (Fonte: Mano Santos/Blog Capital do Leste)

0 comentários:

Postar um comentário