Crise de pré-abstinência – Desesperados com o fim da “mamata” que se aproxima, comunicadores do grupo Coutinho transformam-se em profetas do apocalipse

5.12.16
Não está sendo fácil para a maioria dos integrantes do grupo Coutinho aceitar que o fim das benesses do poder está próximo.

Mensalinhos profissionais, do tipo que não dá um prego numa barra de sabão, que nos últimos 12 anos se acomodaram com o gordo salário no fim do mês, e já nem tem mais ideia de como é dura a vida de um trabalhador na luta diária pela sobrevivência, estão entrando em desespero nos últimos dias com a proximidade do fim desse ciclo.

A cada minuto que passa, a mensalada, por meio das redes sociais, aumenta a dose de pessimismo ao se referir à futura gestão de Fábio Gentil. É uma torcida desesperada, e até mesmo tresloucada ao fazer qualquer análise de um futuro sem a família Coutinho no comando do município.
  
Na área da comunicação do grupo Coutinho, os mensalinhos que estão perdendo os gordos salários da Prefeitura de Caxias, mas que aparentemente já estão bem alojados como fantasmas da Assembleia, levam o desespero as últimas consequências e se jogam em análises apocalípticas comprometendo a credibilidade ao abordar assuntos sérios.

O fato da equipe que auxiliares da futura administração de Fábio Gentil ainda não ter sido divulgada tem recebido as críticas mais absurdas, bem como absurdas tem sido a exploração de qualquer lista apócrifa de prováveis secretários.

As tratativas em torno da eleição da Câmara Municipal, onde o nome do vereador Catulé, apoiado pelo prefeito eleito tem sido bem recebido pela maioria dos colegas, é alvo de análises igualmente absurdas pela mídia ansiosa por agradar aos patrões.

A data de pagamento do funcionalismo municipal a partir de 2017 é abordada com opiniões desvairadas dos comunicadores coutinhianos.

Todo esse desespero trata-se simplesmente da pré-crise de abstinência financeira dos mensalinhos.

E se na pré-crise de abstinência eles estão assim, imagina quando janeiro chegar e a crise pegar pra valer...

Vai ter correligionário do deputado Humberto Coutinho vendo visagem pelas ruas de Caxias.

É bom o prefeito eleito Fábio Gentil reforçar o atendimento nas unidades do CAPS a partir de janeiro, pois a demanda promete aumentar consideravelmente.

Assistiremos uma oposição sem coerência e sem um mínimo de responsabilidade ao tratar qualquer assunto da administração 2017/2020.

Ainda bem que o caxiense é inteligente o suficiente para distinguir uma crítica justa de uma crítica provocada pela crise de abstinência financeira da mensalada.

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Agora voce imagina se estes parasitas desse grupo nao estivesse acomodado na assembleia, seria um desespero total, ja que muitos deles sao desprovidos da competencia e capacidade de trabalhar de forma honesta.

    Abrasos!

Postar um comentário