Américo de Sousa: “É a história de um vendedor de picolé que virou prefeito”…

15.12.16
Sob fortes aplausos da plateia, Américo recebeu o diploma de
prefeito eleito de Coelho Neto
O prefeito eleito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), acompanhado de sua família, chegou pontualmente ontem (14), no final da tarde, para participar da Solenidade de Diplomação dos Eleitos.

Apesar de reservado como sempre foi, o petista não teve como escapar da tietagem de políticos, familiares, eleitores e correligionários que faziam questão de lhe cumprimentar e tirar fotos.

Bastante à vontade antes do início da solenidade, Américo conversou com os colegas prefeitos e com vereadores da cidade.

Américo ladeado pelo vice-prefeito eleito Antônio Pires e o
vereador reeleito Júnior Santos
Ao ser anunciado pelo mestre de cerimônia, o petista foi simplesmente ovacionado pela plateia e recebeu o diploma ao som de fortes aplausos.

Ele pousou para fotos ao lado do vice-prefeito eleito Antônio Pires (PCdoB), que foi diplomado logo em seguida.
Américo e o vice Antônio Pires exibem os diplomas
Ao fazer uso da palavra, o prefeito eleito fez um discurso firme e bastante contundente. Ele iniciou fazendo um resgate de sua história de lutas e destacou a consciência do tamanho de sua responsabilidade. Apesar do cenário de crise, afirmou que seu governo terá uma gestão de paz, onde o povo possa ser ouvido. Disse que o momento era de agradecimento e também de comprometimento, já que era a história de um vendedor de picolé que havia virado prefeito. Destacou o quadro precário da saúde, o clima de insegurança e do aspecto urbanístico dizendo que a cidade está feia e suja.

Américo também agradeceu a família, aos partidos aliados, a coordenação de campanha e fez uma homenagem póstuma ao pai. Frisou que a partir de 1 de janeiro, Coelho Neto terá um “governo presente, cuidando da gente”, encerrando o discurso sob fortes aplausos. (Do Portal Gaditas)

0 comentários:

Postar um comentário