Técnicos do ‘Mais IDH’ relatam mudança de realidade de agricultores familiares do Maranhão

8.9.16

Noventa técnicos do Plano ‘Mais IDH’ que trabalham prestando apoio ao desenvolvimento da agricultura familiar nos 30 municípios mais pobres do Maranhão participaram de reunião de balanço das ações de um ano do programa com o governador Flávio Dino. Em conversa no auditório do Palácio Henrique de La Rocque nesta segunda-feira (05), os técnicos relataram as experiências exitosas, reconheceram a importância e os efeitos positivos da iniciativa e debateram acerca de melhorias para o futuro.

Durante a reunião, coordenada pelo Sistema SAF (composto pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar- SAF, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural- Agerp e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão – Iterma), foi feita uma apresentação com os resultados nos últimos 12 meses de ação. Ao todo, 3.232 famílias já foram atendidas com ações dos técnicos da SAF, superando a meta de atender 3 mil famílias nos 30 municípios do ‘Mais IDH’.

Para o governador Flávio Dino, é muito importante ver os resultados dessas ações do Governo, pois se trata de um conjunto de iniciativas relevantes em todas as áreas, com políticas públicas voltadas para a saúde, educação, entre outras áreas, sobretudo o trabalho específico de assistência técnica com os produtores. “Essa reunião é importante para que a gente possa fazer esse agradecimento, esse reconhecimento pelo gigantesco esforço que vocês tem feito. Em muitos casos começando do zero. Eu acho que foi uma iniciativa desbravadora”, disse Flávio Dino aos técnicos.


Componente da equipe técnica de Centro Novo do Maranhão, o veterinário Luís Carlos destacou que a equipe do ‘Mais IDH’ foi recebida de braços abertos pela população, pois, apesar da situação de vulnerabilidade das pessoas, era perceptível no rosto de cada um deles a esperança de dias melhores. “Pessoas que não tinham nada em seu quintal, hoje já tem galinheiros, frangos de corte, hortas implantadas. Eu trago aqui, como porta-voz dos agricultores familiares do programa, o agradecimento que eles fazem ao Governo”, destacou o extensionista.

Além do importante apoio aos produtores familiares, o veterinário ressaltou o papel de cada técnico que faz parte do programa. “Aqui estão verdadeiros guerreiros, pessoas que estão levando as palavras, as ações do Governo de Todos Nós, estamos diuturnamente oferecendo assistência técnica. Nada paga o reconhecimento e o agradecimento desses beneficiários que eram de extrema pobreza, pois já estamos mudando essa realidade. Estamos no caminho certo, transformando a realidade dos municípios, dessas pessoas, dessas famílias”, reiterou.

O engenheiro agrônomo da equipe do município de Satubinha, Laércio Oliveira, explicou as dificuldades encontradas no início do ‘Mais IDH’. De acordo com ele, a população desses municípios estava totalmente cética em relação aos benefícios que estavam chegando, já que passaram décadas ouvindo promessas que nunca se concretizaram. “De um tempo pra cá, as pessoas passaram a nos procurar para quando ia ter mais vaga para se cadastrar. Agora estão vendo resultados”, realçou.

O governador ouviu atentamente cada depoimento, e disse que é gratificante ver o entusiasmo nessa visão de desenvolvimento inclusiva, para que os produtores consigam ascender a patamares cada vez maiores de capacidade produtiva e de acesso à tecnologia. “Significa dizer que o programa ‘Mais IDH’ está no caminho certo. Nós estamos plantando sementes de grande importância nestas 30 cidades outrora esquecidas, abandonas e invisíveis e que hoje recebe esse conjunto de ações que eu tenho certeza que vão elevar em médio prazo o IDH de todas as 30 cidades servindo de laboratório para experiências positivas que nós estamos levando a todo o Maranhão”, sublinhou Flávio Dino.

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, disse que o trabalho desenvolvido ao longo desse ano é positivo. “Eu acho que é um momento ímpar na história do Maranhão essa transformação que vem acontecendo a partir da agricultura familiar, que é um dos principais eixos de desenvolvimento que o Maranhão precisa”, relatou.

Famílias assistidas pelo Plano ‘Mais IDH’ comercializaram seus produtos na feira da agricultura familiar do Palácio Henrique de La Rocque. Doze agricultores dos municípios de Aldeias Altas, São João do Sóter, Brejo de Areia, Satubinha, Araioses, Belágua, Santa Filomena, São Bernardo, Primeira Cruz, Pedro do Rosário e Governador Newton Bello, venderam seus produtos durante toda a tarde.

A agricultora Nilvam Santos, de Belágua, estava só alegria durante a feira. Feliz pelo aumento da sua produção depois da assistência técnica recebida pelo Governo do Estado, ela disse que o que antes era só para subsistência, agora se transformou em renda extra para a família.“Antes eu colhia pouco e só dava para alimentar a família. Agora já virou nosso principal meio de vida”, contou a agricultora.

0 comentários:

Postar um comentário