“Esses dados do Carmosina foram manipulados”, diz Léo Coutinho em entrevista na TV Mirante sobre centenas de mortes de bebês na maternidade caxiense

21.9.16
Sobre as mortes na Carmosina Coutinho: “Esses dados foram manipulados”

Esqueça tudo o que você viu, ouviu, sabe, ou pensa que sabe sobre o flagelo ocorrido na Maternidade Carmosina Coutinho, que ficou conhecida nacionalmente como “a maternidade da morte”.

Esqueça também as reportagens do programa CQC, da TV Band e o Repórter Record, da TV Record/São Paulo sobre o escândalo caxiense.

Apague da sua memória todas aquelas cenas de mães chorando a morte dos seus filhos, bem como os relatos de várias delas na TV, pois isso tudo pode ter sido uma grande conspiração de seres das trevas para tentar prejudicar pessoas inocentes.

Pelo menos é o que se pensa após a entrevista concedida na noite deste terça-feira, 20, pelo prefeito Léo Coutinho no telejornal da TV Mirante, onde ficou-se sabendo que, na verdade, aquilo tudo teria sido “uma grande manipulação”.

Quando questionado pelo apresentador Davi Peres sobre o que é verdade ou inverdade na história das mortes na maternidade caxiense, o candidato a prefeito do PSB fez a incrível revelação:  “Na verdade nós fomos alvos de mani... esses dados do Carmosina foram manipulados”, revelou Léo Coutinho acrescentando que não teve responsabilidade pessoal no caso. “Não existe por parte do Ministério da Saúde ou os órgãos de controle nada em relação a, a... minha responsabilidade pessoal. Se a gente for comparar o índice de mortalidade do Maranhão nós estamos bem abaixo disso. Então, houve manipulação”, reafirmou o prefeito.

Para mostrar que o assunto [das mortes] não era sério, o prefeito alegou que a TV Globo não teria colocado o assunto adiante: “Nenhum órgão da imprensa sério colocou isso adiante, a prova é a própria Globo, a Mirante”, disse ele dando entender que, se a Globo não divulgou, então o assunto não era sério.

O fato de Léo Coutinho ter tratado o caso das mortes da Maternidade Carmosina Coutinho como “manipulação” revoltou muitas pessoas. O assunto foi bastante comentando nas redes sociais, onde imagens e compartilhamento de links das postagens da época foram feitos por vários internautas logo após a exibição da entrevista.

Outro ponto polêmico da entrevista de candidato do PSB foi a abordagem que ele fez sobre a sua participação ali. “Queria afirmar inicialmente que quando o debate, a entrevista é seria, quando a gente realmente tem a igualdade observada, a gente participa”, disse Léo Coutinho tentando dar satisfação aos telespectadores sobre não participar de um debate, já que é insistentemente desafiado pelo seu opositor.

A fala de Léo Coutinho não encontra muito sentido, uma vez que Fábio Gentil o desafiou para um debate na emissora pertencente a sua família “no dia e na hora” que ele quisesse, onde as regras seriam feitas pela própria TV Sinal Verde e onde, certamente, haveria seriedade e igualdade na condução de um debate.

Quando questionado pelo apresentador sobre geração de empregos e concurso público, e que no único concurso feito na sua gestão, “de 70 vagas, apenas 1 conseguiu aprovação” e sobre “o que aconteceu? Como essas vagas foram preenchidas?” o prefeito foi evasivo e justificou que assumiu num momento de crise. “Nós assumimos num momento difícil, num momento de crise. Nós sabemos que um servidor efetivo ele... ele... tem um custo muito maior do que um em comissão... nós fizemos um concurso”, disse Léo para em seguida falar de Fábio Gentil: “...o candidato, o outro candidato ontem afirmou que nós não fizemos concurso. Ele faltou com a verdade quando disse isso”, comentou o prefeito para em seguida abordar a crise financeira e que tudo que conquistou na vida foi através de concurso público: “... Nós esperamos que... com essa mudança no cenário econômico que a gente vive, eu inclusive sou concursado. Tudo que eu conquistei na minha vida foi com muito estudo”.

Como não poderia deixar de ser durante os quase 12 anos da família Coutinho no poder em Caxias, o candidato do PSB usou por várias vezes a obrigatoriedade do pagamento de salário em dia como uma grande qualidade da sua gestão. “...e com certeza a gente tem como prioridade o pagamento do salário em dia. Nós não queremos em nenhum momento comprometer esse compromisso que a gente tem com o comércio local. Inclusive, hoje, o salário do mês de setembro já foi pago. O único município, acredito do Maranhão e do Brasil que conseguiu fazer isso... então nossa preocupação é essa: ao, ao fazer um concurso, contratar um servidor efetivo, a gente tenha a garantia de que ele terá seu salário no dia 20. Esse é o compromisso do nosso grupo. Esse é um compromisso que sempre será honrado na nossa gestão”.

Confrontado com o não funcionamento do centro de oncologia do município, Léo Coutinho disse estar empenhado junto ao Governo do Estado para a construir um centro de alta complexidade em oncologia. “... Que é um centro de alta complexidade e assistência em oncologia. Porque... Não só Caxias como a nossa região dos cocais hoje, ou... qualquer município da região dos cocais tem que ir a Teresina ou São Luís. E nós convencemos o governador que aqui em Caxias é a cidade que é... que é... que é boa, que a gente já é... nós já somos um centro de referência em saúde, com certeza nós vamos conseguir habilitar”, declarou o candidato a reeleição.

10 comentários:

  1. Estou pasma de tanto cinismo e cara de pau deste dair, gente não dar mais, a hora é agora! Fora Léo!

  1. Anônimo disse...:

    Desespero deste cidadão é seus babões é grande. É 10

  1. Concurso? em Caxias? Quando foi isso mesmo? Ultimo concurso realizado para a área da saúde foi em 2006! Infelizmente, não tivemos a mesma sorte que o senhor candidato que é concursado, pelo menos não na nossa cidade. Sou concursada em Teresina. Consegui também com muito estudo, e depois de bastante tempo. Em Teresina! Porque minha cidade não me ofereceu NENHUMA oportunidade!

  1. Anônimo disse...:

    Olhando esse moço na TV mirante, dando entrevista, tive a certeza de que a Caxias, da qual ele se diz prefeito, não é a mesma cidade que nós vivemos, a Caxias que ele governa é virtual, pois todos os problemas que aconteceram ou que acontecem na cidade ele diz não ter conhecimento.

  1. Dianna Peace disse...:

    Vamos dar para Caxias nessas eleições a raiz cúbica de 1000. É 10, é 10, é 10 ...

  1. Acorda "CIDADÃOS CAXIENSES"! É hora de dar "UM BASTA" em tanta sujeira, incompetência e mentiras!
    Lembrando sempre que "O POVO TEM O QUE MERECE"! Portanto, façam por merecer coisa melhor, dias melhores!

  1. Anônimo disse...:

    Concurso Públicos e Processos Seletivos, só de fachada, para manter os contratados para manter voto, bajular. Esse Governo Coutinho não prioriza emprego pra todos através de mérito, só no QI. Acorda Caxias.

  1. É muito interessante o argumento apelativo de "PAGAMENTO EM DIA", como se isso não fosse obrigação! É o "PATERNALISMO", que, infelizmente, persiste desde os tempos da colonização.

    O pior de tudo isso é que o povo, infelizmente, tem isso como uma virtude e não como uma simples obrigação.

    Isso só muda com uma boa educação, e com ela, uma "VISÃO DE MUNDO" capaz saber diferenciar, além de muitas outras coisas importantes, a de saber que só um pagamento em dia não basta.

    Educação esta que infelizmente ainda está longe de chegar, enquanto isso, eles deitam e rolam em cima do povo!

  1. É triste ver, ainda em poucos, a falta de atitude, conformados com as migalhas, humilhados e rebaixados a serviçais, vivem de cabeça baixa, pois faltam-lhe coragem para conhecer a verdade e lutar por ela, a porta da escravidão é mais próxima do que a da liberdade, para eles. Bom saber que muitos já abandonaram a nau do algoz. Seja Gentil, vote 10.

  1. Anônimo disse...:

    Parabéns Francisco, bela visão isso que falo para meus companheiros, se quando os marinhos estava no comando do município não fazia o pagamento nas datas certas eram irresponsável e nós os tiramos, então pagamento de salários aos servidores e uma mera obrigação do gestor

Postar um comentário