Cemar esclarece sobre a gestão da iluminação pública (?!)

6.6.15
Sobre a postagem “O seu, o meu, o nosso dinheiro sendo desperdiçado! Luzes de postes em bairro de Caxias ficam ligadas o dia todo” (reveja aqui), a assessoria de imprensa da Cemar enviou nota de esclarecimento que publico abaixo.

Em seguida, minhas considerações sobre os esclarecimentos da Companhia Energética do Maranhão.

Cemar esclarece sobre a gestão da iluminação pública

A Cemar informa que a iluminação de ruas, praças e avenidas, assim como a troca das lâmpadas dos postes, a expansão e a manutenção de toda a rede de iluminação pública é dever da prefeitura de cada município.

A Companhia é responsável pelo fornecimento de energia elétrica para o Estado e repassa integralmente, todos os meses, a contribuição de iluminação pública arrecadada para a prefeitura de cada município, que tem a responsabilidade de fazer a gestão desse recurso, como determina a Lei.

A Cemar orienta que a comunidade entre em contato com a prefeitura do seu município, caso identifique que a iluminação pública de ruas e bairros não esteja funcionando. Conheça os números dos telefones de algumas prefeituras para tratar de iluminação pública:

São Luis: 0800 284 8082

São José de Ribamar: 0800 727 7173

Paço do Lumiar: (98) 3016-2586

Raposa: (98) 3229-0202

Timon: (99) 3212-2331

Imperatriz: 0800 727 7173

Estreito: 91571593/ 91636705

Açailândia: (99) 3538-5853

Caxias: 0800 727 7173

Balsas: (99) 3541 - 2197

Santa Inês: (98) 3653 -1391

Bacabal: 81198921/ 81214799

Caxias: 0800 727 7152

Codó: 84050476.

Assessoria de Imprensa da Cemar.

Eu novamente: A postagem feita no blog que motivou os esclarecimentos da Cemar tratava basicamente de duas coisas: As luzes dos postes da principal avenida do bairro Ponte e o pagamento que o município faz à Cemar por conta da iluminação pública, que em março deste ano foi de R$ 274.882,41 (duzentos e setenta e quatro mil, oitocentos e oitenta e dois mil reais e quarenta e um centavos).

Bem, a nota da Cemar não aborda as principais questões levantadas pelo blog, bem como resumiu-se a confirmar o que foi dito aqui na mesma postagem sobre a cobrança (legal) da taxa de iluminação pública.

O que questionei, e os leitores podem rever a matéria, é sobre o gasto do município com a iluminação de ruas da cidade e o fato que a Prefeitura deve ter mais atenção sobre cobrar da Cemar para luzes ligadas durante o dia, o que encarece a conta paga com iluminação pública.

Apesar dos pesares, fica o registro da Cemar de tentar esclarecer o episódio, numa demonstração dos novos tempos que vive a empresa.

0 comentários:

Postar um comentário