Durante sessão alusiva ao “Outubro Rosa” na Câmara, prefeito Fábio Gentil lamenta falta de parceria com o governo do MA para funcionamento do Centro de Oncologia

12.10.17
A sessão especial da Câmara Municipal de Caxias alusiva ao “Outubro Rosa” contou com a participação de várias autoridades municipais, incluindo o prefeito Fábio Gentil (RB), seu vice, Paulinho (PMDB), secretários municipais, profissionais da saúde da Fundação Maria Carvalho Santos, de Teresina-PI, além da comunidade em geral.

Coube a nutricionista Aline Freire, da Fundação Maria Carvalho Santos, fazer uma excelente palestra sobre a importância da alimentação na prevenção contra o câncer de mama e o vereador Magno Magalhães, que também é médico, fazer um discurso sobre a falta de parcerias do governo do estado junto ao município para o funcionamento do Centro de Oncologia. “Sinto a carência de algo que já é nosso e ainda não conseguimos ter na plenitude, que é a Unacon, o serviço de oncologia que Caxias tanto precisa. Faltam-nos representatividades políticas que vistam a bandeira da nossa cidade. E hoje existe uma briga mais de vaidade do que política, não do Governo do Estado com o prefeito Fábio Gentil, mas sim com a cidade de Caxias”, disse o vereador.

Convidado a ocupar a tribuna que tantas vezes já usou para os debates políticos nos 20 anos que foi vereador, o prefeito Fábio Gentil relatou as conquistas já obtidas até o momento na área da saúde, mais especificamente no tratamento para pacientes com câncer, bem como também falou da falta de representatividade política do município junto ao governo do estado e no governo federal para angariar recursos. “... Dizer da ausência de um deputado estadual pra trazer, para comprar essa briga do município de Caxias. A ausência de um deputado federal para trazer os recursos que o governo federal tem para entregar ao povo de nossa cidade”, disse o prefeito.

No discurso do prefeito ficou claro o prejuízo que o município está tendo por conta dessa falta de representatividade junto ao poder estadual e o governo federal, haja vista que os deputados mais votados no município, Humberto Coutinho e Rubens Júnior, são adversários da atual administração local.

“Assumimos o governo sem nenhum mamógrafo funcionando, hoje temos dois. Tinha [apenas] um mastologista, hoje temos três. Nós estamos trabalhando. É evidente que falta muita coisa, mas eu posso dizer para quem está sozinho... nós estamos fazendo muito”, numa clara alusão a falta de apoio dos representantes na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados.

Gentil questionou o posicionamento do governador Flávio Dino em relação ao Centro de Oncologia de Caxias, que mesmo tendo sido construído com emenda do então deputado federal Flávio Dino, não recebe nenhuma ajuda, do agora governador, para o seu funcionamento. “O Governo do Estado está investindo na oncologia no Macrorregional. Nada contra, mas eu fico triste pois temos um centro de oncologia com 20 leitos. E até aonde as informações nos chegam, no Macrorregional deverá abrir com 9 leitos. E mais estranho é que a Unacon fora construída com uma emenda parlamentar do atual governador. Parece que é uma forma de nos chamar atenção, não sei porquê. Já gastamos recurso este ano na aquisição de novos equipamentos, na recuperação do prédio, está pronto para funcionar, resolvi até entrega-lo ao governador. Essa briga política só causa prejuízo ao povo do município”, lamentou o prefeito.

O presidente da Câmara, vereador Catulé, falou da importância do funcionamento do Centro de Oncologia do município e também lamentou o fato do governo do estado tentar oferecer o serviço de oncologia no Hospital Regional que, segundo ele, não seria o local mais adequado. “Nós sabemos que o Hospital Regional não foi preparado para receber um centro de oncologia. Eu não sou médico, mas eu sei que um instituto desse porte, dessa qualidade, deve ser feito com dependências físicas para receber única e exclusivamente esse Centro. Eu já dizia no passado e digo no presente: seja quem for administrar esse centro de oncologia em nossa cidade, é importante, porque a doença não diz o dia que chega e nem em ninguém em que vai chegar”, discursou Catulé.

2 comentários:

  1. Surfista Caxiense na Ilha disse...:

    Que governador mau caráter,como ele tem a coragem de abandonar Caxias?!!

    Qual a avenida que o governo do estado inaugurou em Caxias?

    Qual a avenida que o governo do estado duplicou em Caxias?

    Qual foi a praça que o governo do estado construiu em Caxias?

    Qual o parque urbano que o governo do estado construiu em Caxias?

    Qual a ponte que o governo do estado construiu em Caxias?

    Qual o viaduto que o governo do estado construiu em Caxias?

    Enquanto isso aqui na ilha de São Luís ele está derramando dinheiro,ajudando os prefeitos com toda dedicação e amparo. ..

    Em Imperatriz o governo do estado está reformando a avenida beira rio com novos quiosques e ciclovias...

    Caxias coitada sempre será a cidade apequenada , tantas avenidas que precisam ser duplicadas com ciclovias e faixas para pedestres , a impressão é que a população de Caxias prefere almoçar,jantar nas calçadas e andar em ruas estreitas e travessas medíocres do que almoçar e jantar em bons restaurantes e andar em grandes avenidas , ninguém reclama em Caxias!!!

  1. Anônimo disse...:

    Oh! surfista, acho que o sr.,está mal informado, toda oposição é assim, agora eles tem que ir atrás de emendas dos seus deputados, é simples ou você acha se fosse ao contrário, eles estariam aplaudindo???

Postar um comentário