Agerp realiza planejamento para fortalecer a assistência técnica aos agricultores familiares

31.8.16
O Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), está dando continuidade à atualização da sua metodologia de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), que tem como principal objetivo melhorar o desempenho dos técnicos para assessorar e contribuir no desenvolvimento dos agricultores familiares assistidos pela Agência.

Para desenvolver essa nova metodologia, a Agerp adotou um planejamento operacional que visa programar e orientar a equipe técnica para obter resultados mais que apenas numéricos, propõe executar melhor as ações no campo.

Foram visitados até o momento, para apresentar e orientar sobre o funcionamento do planejamento, os escritórios regionais em Pinheiro, Viana, Pedreiras, Rosário, Chapadinha, Itapecuru-Mirim, São João dos Patos, Balsas. E a partir desta terça-feira (30), as Regionais de Caxias, Codó, Timon, Bacabal, Presidente Dutra, Zé Doca e Santa Inês receberão visitas para alinhar o planejamento.

De acordo com o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, detectou-se a necessidade de refazer o planejamento junto às Regionais tendo em vista as demandas que estão cada vez mais frequentes no órgão, que é a instituição responsável, junto à Secretaria da Agricultura Familiar, pelo acompanhamento técnico ao pequeno agricultor e executar as políticas públicas voltadas para o meio rural.

Por meio de um mapeamento do quadro de pessoal, estamos adequando nossa equipe técnica para que possamos cobrir a maior parte dos municípios com Assistência Técnica continuada. Esse planejamento é necessário para adequarmos nossa capacidade operacional, pessoal, de transporte e estrutural para melhor atender os agricultores. O governador Flávio Dino aposta na melhoria dos indicadores sociais do Maranhão a partir da agricultura familiar, então, todo o Sistema SAF, e em especial a Agerp, está reformulando sua metodologia de atuação para alcançar resultados na agricultura”, afirmou o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça.

Fizemos essa proposta de planejamento nas Regionais com base em vincular o técnico com a atividade a se realizar no campo, pois até então eram repassadas demandas, mas não a forma como atingir as metas definidas. Nosso próximo passo, após a apresentação e esclarecimento sobre o planejamento, é desenvolvermos futuramente, um acompanhamento via online do que cada técnico está realizando nos municípios”, explicou o chefe da Assessoria de Planejamento da Agerp, Artur Costa.

Agerp sustentável e solidária

Baseada na adoção dessa nova metodologia de acompanhamento de resultados, a Agerp está buscando fortalecer uma linha de coerência, não apenas no modo de trabalhar e de gerir a instituição, mas nas ações perante a sociedade. Com isso, a Agência está desenvolvendo o projeto “Agerp Sustentável e Solidária”, com o objetivo de conscientizar sobre o meio ambiente, agroecologia e social dentro e fora da instituição.  O projeto foi lançado na última segunda-feira (29) com a presença de todos os servidores da instituição e representantes da SAF, Iterma, Sagrima, Cemar e Hemomar.

Nós somos aquilo que pensamos e agimos. O projeto nada mais é do que fazermos uma linha direta disso e repensarmos nosso papel na sociedade e na agricultura familiar. Queremos adotar práticas sustentáveis no ambiente de trabalho e levar estas atitudes para onde formos, então, a Agerp está assumindo o papel de ser disseminador da sustentabilidade em todos os sentidos, ambiental e social,” disse o presidente da Agerp, Júlio Mendonça.

0 comentários:

Postar um comentário