GOVERNO DO ESTADO FORTALECE PARCERIAS COM ÓRGÃOS FEDERAIS PARA DESENVOLVER A AGRICULTURA FAMILIAR NO MARANHÃO

22.1.16
Juntos somos mais fortes. Esse tem sido o mote de gestão no Sistema de Agricultura Familiar do Estado, encabeçado pelo secretário Adelmo Soares.

A busca de parcerias dentro e fora do estado. Estratégia iniciada ainda em 2015, alcança janeiro do segundo ano de gestão já à todo vapor. Parcerias com a Companhia Nacional de Abastecimento, Ministério do Meio Ambiente (MMA) e Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDC) estão em desenvolvimento.

A Companhia Nacional de Abastecimento e a SAF estão delineando os termos de um acordo de cooperação para impulsionar a comercialização da Agricultura Familiar através do Programa de Aquisição de Alimentos.

"Não podemos esperar que as coisas aconteçam sozinhas, que a crise passe. Não podemos ficar de braços cruzados, mas abertos às parcerias. Nossa administração tem de ser ativa e sempre voltada para a melhoria da vida dos agricultores familiares do Maranhão, missão nos dada pelo governador Flávio Dino", comenta o gestor da SAF, Adelmo Soares.

Em entrevista concedida durante o evento "Diálogos com as Quebradeiras de Coco Babaçu", ocorrido na última terça-feira (19), representantes da Conab, MMA e MDC falaram sobre o estreitamento de diálogo e formação de parceira com o Sistema de Agricultura Familiar do Maranhão.

Para o diretor de Políticas Agrícolas e Informações da Conab nacional, João Marcelo Itini, o principal desafio em 2016 será reestruturar a execução de projetos.

"A Conab tem um histórico de atuação e parceria no Maranhão, entretanto ao longo do tempo problemas nos distanciaram de uma boa execução de projetos, mas agora é a hora da retomada. Primeiro vamos reorganizar o PAA que aqui passa necessariamente pela SAF. É uma aliança que vamos fazer para enfrentar questões de inspeção sanitária e certificação de produtos processados", ressaltou Itini.

Como parte do estreitamento do diálogo entre Governo do Estado e Conab, equipes da SAF e da Companhia se reuniram com a empresa Pernambucana Mister Bode, especializada em beneficiamento de carne de caprinos.

Durante mesa de abertura do Diálogo, a diretora de Extrativismo na Secretaria de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável do Ministério do Meio Ambiente, Juliana Simões, expressou a satisfação do Governo Federal com a nova gestão do Cadastro Ambiental Rural (CAR) no Maranhão. "Ficamos muito felizes em saber que o CAR agora está com a SAF", disse a diretora.

Com a mudança, o Maranhão se torna um dos poucos estados do país em que a condução do Cadastro se relaciona diretamente com a Agricultura Familiar.

"Como é de competência da SAF tratar as políticas públicas para a Agricultura Familiar, temos agora uma chance de avançar com o CAR, agregando ao Cadastro Ambiental Rural outras políticas para esse público. O CAR é o início e, a partir dele, é que criamos uma agenda de ações para o produtor rural", explicou Simões.

Já com o Ministério do Desenvolvimento Agrário o diálogo com a SAF já está consolidado em recursos para alavancar a agricultura familiar no estado.

Em dezembro, durante visita do secretário Nacional de Reordenamento Agrário do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SRA/MDA), Adhemar Almeida, à Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão - Agritec foi assinado convênio que destina R$ 5 milhões para o crédito fundiário no estado.

A parceria com o MDA vai permitir a aquisição de terras e além disso, vai nos dar a possibilidade de liberação de recursos por meio do Subprojetos de Investimentos Comunitários (SIC) e para que isso aconteça é necessário reestruturar a UTE e adquirir unidades móveis que vão auxiliar a realizar georreferenciamento para aquisição de terras, que é o que visa o convênio assinado,” disse o secretário Adelmo na ocasião.

O Diretor de Inclusão Produtiva do MDA, Danilo Campos, contou que o Ministério tem interesse em fazer chamadas para públicos específicos no Maranhão, como as Quebradeiras de Coco, tendo como aliado direto no governo a Secretaria de Agricultura Familiar.

"A SAF está preparada para essas demandas, possuimos uma secretaria adjunta de Extrativismo e Povos Tradicionais, sob comando da secretária Luciene Figueiredo, uma pessoa com estreitos laços com os movimentos sociais", enfatizou Adelmo Soares.

0 comentários:

Postar um comentário