Fim do IML e viaturas no prego – Suposto poder de Humberto Coutinho no governo Flávio Dino não é visto em Caxias

15.12.15
Suposto poder de Humberto Coutinho no governo FD não é sentido pelos caxienses

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Humberto Coutinho, é um homem orgulhoso, vaidoso e tem nas demonstrações do exercício do poder o maior combustível da sua vida.

Não são poucos os aliados que comentam que seu estado de saúde relativamente bom, mesmo enfrentando um câncer, deve-se sobretudo pela atividade politica e pelo poder que ele exerce atualmente na estrutura do governo do Estado.

Mas é bom que Humberto Coutinho se atente que o exercício de poder que ele pensa que tem, ao ser festejado em eventos e nas portas sempre abertas nos palácios da capital, é um poder abstrato, efêmero, pois seus conterrâneos na princesa do sertão, com exceção dos mensalinhos e fantasmas da Assembleia, estão comendo “o pão que o diabo amassou” em relação aos serviços oferecidos pelo Palácio dos Leões no município.

O flagrante de policiais civis tentando fazer com que a surrada viatura da PC de Caxias consiga fazer mais uma missão, em plena luz do dia em frente a Delegacia Regional de Caxias nesta segunda-feira, 14, é o retrato do tratamento dispensado ao setor na terra do presidente da AL.

A retirada do IML de Caxias para Timon, o que revolta centenas de caxienses que perderam seus entes queridos desde a chegada de Flávio Dino ao poder, é outra demonstração da falta de prestígio de Humberto Coutinho no núcleo do poder estadual, pois fosse ele preocupado com o dia a dia dos caxienses, casos como esses (retirada do IML e viatura da Polícia no prego), jamais aconteceriam.

Paparicado  e recebido com tapete vermelho por onde anda em São Luís, o deputado caxiense parece que esqueceu que a força de um político dá-se pelo respeito que outros políticos tem pela seu berço partidário.

E isso, definitivamente, não está acontecendo!

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Tem que arrumar um IML p caxias ou ele pensa que é só pobre que morre!

Postar um comentário