Prefeito de Caxias faz pronunciamento e reforça necessidade do isolamento social

23.3.20

A Prefeitura de Caxias tem tomado diversas medidas para impedir a disseminação da covid-19,  doença causada pelo novo coronavírus. O prefeito Fábio Gentil, em pronunciamento, reforça aos caxienses a importância de todos ficarem em casa e lavar as mãos com água e sabão.

O Decreto Municipal n° 94/2020 traz medidas extremas para restringir cada vez mais a presença de pessoas nas ruas, pois o objetivo é a prevenção, e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caxias está sendo preparada para ser a unidade de referência para os casos confirmados.

“Lavar as mãos é um hábito que devemos adotar em nossas rotinas. A Prefeitura de Caxias está monitorando todas as unidades de saúde do município. Estamos preparando a UPA para ser uma unidade exclusiva de atendimento dos casos de coronavírus confirmados. Todos os outros serviços da UPA serão transferidos para o Complexo Hospitalar Gentil Filho. Mas, atenção, isto só acontecerá, a partir do momento que tivermos o primeiro caso confirmado”, afirma o prefeito.

Caxias até agora não registrou casos confirmados, mas acompanha 18 casos suspeitos, nos quais as pessoas estão em quarentena aguardando o resultado. O prefeito reforça a necessidade da família colaborar com a estrutura de saúde ficando em casa para que ninguém adoeça.

“Eu quero pedir a todos que façam as medidas de prevenção e, por favor, fiquem em casa. Pessoal, isso é muito sério. Não é apenas salvar infectados por coronavírus, temos que lembrar que UTIs lotadas não poderão receber vítimas de infartos, acidentes e outros problemas comuns do nosso dia a dia. Se já temos problemas para atender a todos sem a pandemia, pior com centenas de infectados. Informação é importante, mas a transparência também”, destaca Fábio Gentil.

Considerada a pandemia declarada pela Organização Mundial de Saúde, os organismos nacionais, estaduais e municipais têm baixado decretos que visam a proteção da população, respeitando realidades específicas enfrentadas por cada município. O objetivo é o mesmo, proteger a população que tem sofrido em todo mundo com o contágio que se espalha de forma avassaladora e com muita rapidez.

“Precisamos acabar com o contágio e, para isso, é preciso que as pessoas tenham o mínimo de contato umas com as outras. Estamos adotando medidas mais rígidas no nosso município para conter o vírus. A partir de agora, bares, churrascarias, restaurantes, pizzarias, lanchonetes e outros estabelecimentos que atendem presencialmente estão proibidos de funcionar, podendo apenas atender pedidos de entrega domiciliar. O comércio lojista deve fechar suas portas e dar férias coletivas de pelo menos 15 dias para os seus funcionários. Permanecerão abertos apenas serviços considerados indispensáveis para a população, como os supermercados de qualquer porte, considerando o número mínimo de pessoas dentro do estabelecimento, farmácias, postos de combustíveis, distribuidoras de gás, padarias, distribuidoras de energia elétrica, serviços de telecomunicações, bancos e serviços financeiros como lotéricas, devendo-se respeitar o limite de distância de dois metros entre as pessoas, serviços de deliverys e entrega em domicílio. Estão suspensas todas as atividades econômicas consideradas não essenciais a partir desta segunda-feira. Estas medidas são necessárias para diminuirmos ao máximo a contaminação entre as pessoas”, afirma o prefeito. (Da assessoria)

0 comentários:

Postar um comentário