Mário Assunção cobra ações concretas de deputados estaduais para Caxias

18.3.20

Sem dar nomes, o vereador Mário Assunção (Cidadania) cobrou, na sessão da última segunda-feira (16), ações concretas de deputados estaduais para Caxias.

"Estamos vivendo de muita mídia e de pouca ação concreta", disparou o vereador sobre deputados que somente gravam vídeos anunciando benfeitorias para o município.

Mário deu como exemplo a troca de comandos nas polícias Civil e Militar. "Nós tivemos a oportunidade de ver há alguns dias vídeos que foram gravados com o secretário de Segurança, onde ele anunciava essas mudanças, que foram, que aconteceram na nossa cidade. Como essas mudanças repercutiram de forma negativa, hoje ninguém quer ser o pai da criança. Se tivesse sido de forma positiva, aí já tinha não sei quantos vídeos gravados dizendo que tinha sido um pedido, um requerimento, é dessa forma que se faz, é dessa forma que se trabalha".

O parlamentar citou também o caso do serviço de neurocirurgia. "Nós tivemos agora, mais ou menos há uns 45 dias, falando sobre a neurocirurgia que será implantada, que acreditamos ser no Macrorregional. A Prefeitura Municipal, que nunca falou isso, mas o prefeito Fábio Gentil (Republicanos), sensibilizado com a necessidade da população, essa semana já vai começar a atender com a equipe neurocirurgica. E lá no Macrorregional, que fez um alarde tão grande, nada de iniciar esse serviço".

Na opinião de Mário Assunção, uma ação concreta seria "os deputados abrirem mão da grande quantidade de policiais que eles têm a disposição deles, para fazer uma segurança privada. Porque fazer segurança de um deputado é fazer segurança privada. Eles podem contratar seus seguranças, e botar esses policiais nas ruas para ajudar a população de Caxias".

De acordo com o vereador, ainda em relação à segurança pública, falta mais investimento na estrutura das polícias, que só têm funcionado com o apoio das prefeituras municipais. Para ele, troca de comando não resolve os problemas.

Ação concreta

Um exemplo de ação concreta, segundo Mário, foi o caso da Equatorial Energia. "Há quantas sessões nós falando e não tivemos um deputado para ir à tribuna da Assembleia, ou no pequeno expediente, para dizer lá que Caxias estava com problemas de energia, que os vereadores estão reclamando. Mas mesmo nós sendo uma cidade do interior, uma cidade pequena, mas nós temos voz, temos força e trouxemos para cá os diretores da Equatorial, e eles pediram desculpas pelo mau serviço que estavam prestando aqui. Foram na Veneza, mandaram colocar transformador; foram no 2º Distrito, mandaram podar as árvores para melhorar e diminuir o desligamento de energia; foram no 1º Distrito, no 3º Distrito. É claro que tem muita coisa para se fazer, mas eles estão tentando dar uma resposta ao clamor que nós fizemos aqui", ressaltou. (Asom/CMC)

0 comentários:

Postar um comentário