Pai de estudante morto com tiro na cabeça pede prisão de autor: ‘ele é um assassino’

24.7.19

Segundo ele, o sonho do filho era integrar a escola de sargentos do Exército Brasileiro.

Evandro Silva, pai de Gabriel Brenno, disse que o sentimento é de muita dor. — Foto: Lorena Linhares/G1

“Tenho certeza que as autoridades vão botar as mãos nesse assassino”, declarou Evandro Silva, pai do jovem Gabriel Brenno Nogueira, de 21 anos, que morreu nessa terça-feira (23) no Hospital de Urgência de Teresina. Evandro falou que espera que o responsável por tanta dor causada à família seja pego.

“É um sentimento muito grande de muita dor, só sabe quem está passando. Mas tenho certeza que as autoridades vão botar as mãos nesse assassino. Hoje, ele é um assassino”, declarou.

Segundo ele, o sonho do filho era integrar a escola de sargentos do Exército Brasileiro. Desde fevereiro, o rapaz morava em Teresina, onde fazia um curso preparatório na tentativa de ingressar na carreira militar.

Gabriel Brenno, de 21 anos, foi baleado na cabeça no Centro de Teresina — Foto: Arquivo Pessoal

Ele teria sido morto após se envolver com uma mulher que era casada. O suspeito do crime, segundo o delegado Sérgio Alencar, do 1º Distrito Policial, seria o companheiro da mulher, que atirou em Gabriel por vingança. O delegado disse que ele premeditou o crime.

Um vídeo registrou o momento em que o rapaz foi atingido, quando saía da pensão onde morava desde fevereiro, na rua Paissandu, no Centro de Teresina:


Velório e sepultamento

O corpo de Gabriel foi liberado do Hospital de Urgência de Teresina para a família por volta de meio-dia, sendo encaminhado ao Instituto Médico Legal. De lá, ele foi levado para a cidade de Caxias, onde está sendo velado na casa onde morava. O enterro está marcado para a tarde desta quarta (24), no Cemitério Nossa Senhora de Nazaré, no bairro Fazendinha, também em Caxias. (G1 PI)

0 comentários:

Postar um comentário