(Só desespero explica!!!) Com índices positivos na gestão Fábio Gentil, fatalidade ocorrida na Maternidade Carmosina Coutinho é explorada pela oposição; Direção lamenta e explica o caso

23.5.18
QUANTO DESESPERO... / Esposo da vereadora Thais Coutinho e
gestor Regional da Saúde em Caxias, Daniel Barros, usa termos
chulos para se referir ao prefeito e blogueiro oposicionista insinua
que pode ter acontecido assassinato na Maternidade

A oposição ao prefeito Fábio Gentil, não satisfeita com os índices positivos apresentados pela Maternidade Carmosina Coutinho na atual gestão, busca, incansavelmente, produzir notícias desfavoráveis naquele hospital. As ações dos oposicionistas tem o objetivo sórdido de conseguir ganhos políticos com qualquer detalhe que possa soar negativamente nas redes sociais.

A recente investida do trio de vereadores oposicionistas, Thais Coutinho, Tevi e Edilson Martins, em apurar denúncias sobre falta de lençóis e de detergentes na Maternidade, soou como piada na cidade e serviu para mostrar o grau de desespero dos opositores da atual administração.

Embora frustrados em obter êxito no “escândalo dos lençóis”, a oposição não descansa, e nesta quarta-feira, 23, conseguiu produzir mais um vídeo para tentar atingir seus objetivos. Trata-se do caso da paciente M. R. S. D., gestante de 37 semanas, que após dar entrada na Maternidade Carmosina e ser avaliada pelo médico de plantão, foi constatado ausência de batimentos cardíacos no bebê, sendo então declarado óbito fetal após a realização do exame de ultrassonografia.

Pronto. A oposição usou e está usando a fatalidade para, finalmente, conseguir contrapor os números positivos da administração na área da saúde, cuja Maternidade do município apresenta índices extremamente diferentes que aqueles da época que Léo Coutinho era o prefeito da cidade.

A equipe do quanto pior, melhor mostra que realmente está preparada para disseminar a ideia do caos em todas as áreas da gestão municipal.  

Com equipes de filmagem e de edição de vídeo, cuja estrutura e custo para manter esses profissionais é de fazer inveja a qualquer um, esteve na residência da família e, como manda o script do caos, fez imagens da criança morta e do seu pai chorando e reclamando do ocorrido.

Bem, ninguém pode esperar de um pai ou de uma mãe, ainda durante o velório de um filho, palavras que não sejam fortes cobrando ou procurando culpados pela fatalidade. As imagens e os depoimentos sempre são fortes, o que propicia a captação de material para ser usado para fins políticos diversos.

O desejo e até a torcida para que um depoimento como esse pudesse acontecer sempre foi o sonho de consumo dos opositores do governo Fábio Gentil que, diante da nova visão administrativa, e da atenção que o prefeito dá para aquele Hospital, apresenta dados positivos mês a mês.

Fazendo uma média de 400 partos por mês, a Maternidade Carmosina Coutinho conseguiu, em abril deste ano, alcançar a marca de nenhuma morte neonatal. De outubro de 2017 a abril de 2018, os dados são igualmente positivos, também com zero mortes materno neonatal.

Em nota, a direção da Maternidade Carmosina lamenta o ocorrido e reafirma que o óbito não ocorreu no Hospital, pois a mãe deu entrada já com o bebê sem vida.

Felizmente, o desejo doentio naqueles que procuram qualquer desgraça para sonharem em um dia voltarem ao poder, não é encontrado na atual administração, que conseguiu transformar a Carmosina Coutinho na “maternidade da vida”.

Quanta diferença dos tempos sombrios do governo Léo Coutinho, que tanta dor e tristeza causou em centenas de famílias...

0 comentários:

Postar um comentário