Te cuida, Flávio Dino!!! Irmão de assessor de Márcio Jerry une-se a Soliney Silva e promete oposição implacável ao prefeito de Coelho Neto

1.7.17
CONSTRANGIMENTO/ Márcio Jerry assiste seu subordinado provocar danos na articulação 
política de Flávio Dino em Coelho Neto

O governador Flávio Dino parece que dá de ombros para o leste maranhense.

Depois de decisões políticas equivocadas em Caxias, que tem lhe proporcionado muitos dissabores, agora é a vez de Coelho Neto, onde a tentativa do arqui-inimigo de Flávio Dino na região, ex-prefeito Soliney Silva, de sair do ostracismo político em que se encontra, encontrou na adesão do vereador Ricardo Chaves ao seu projeto oposicionista um apoio difícil de ser digerido pelos aliados do governador no município.

(Com uma articulação política dessas...) Flávio Dino 
vai de mal a pior na região leste
Ricardo Chaves é irmão do secretário adjunto de Articulação Política do Maranhão, Ronaldo Chaves, um pré-candidato a deputado estadual que apostou alto para ter em Coelho Neto um cabo eleitoral graduado para o seu projeto nas eleições de 2018.

A aproximação de Ricardo Chaves com o ex-prefeito de Coelho Neto acontece num momento delicado da política daquele município, já que as contas da gestão Soliney Silva, que já tem parecer da Comissão de Finanças e Orçamento pela sua rejeição, serão votadas nos próximos dias e podem ter em Ricardo Chaves um voto constrangedor.

Uma foto ao lado de Soliney Silva, consolidando o apoio ao ex-prefeito, emoldura matéria divulgada num blog oposicionista local, o que potencializa o efeito constrangedor da adesão aos inimigos de Flávio Dino no município.

Ronaldo Chaves, pré-candidato a deputado estadual, fará dobradinha com Márcio Jerry, pré-candidato a deputado federal, em 20 municípios maranhenses.

Pelo andar da carruagem, pelo menos 1 será subtraído dessa conta, pois em Coelho Neto, onde o irmão de Ronaldo une-se ao principal adversário de Flávio Dino na cidade, ficará praticamente impossível unir Dino, Américo, Márcio Jerry, Ricardo e Ronaldo Chaves num mesmo palanque.

Perguntar não ofende: ao se unir a Soliney Silva, alguém duvida que Ricardo Chaves faria uma movimentação dessa magnitude sem consultar o irmão/secretário adjunto de Márcio Jerry?

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Aceita que doe menos

Postar um comentário