MEIO AMBIENTE – Estudantes da Escola Dr. João Viana participam de atividade pedagógica na Piscina do Ponte

21.7.17


Estudantes da Unidade Escolar Municipal Dr. João Viana, do Bairro João Viana, visitaram na manhã desta quinta-feira (20/07) a Piscina do Ponte, um dos tradicionais pontos turísticos da cidade, que está passando por um processo de revitalização, sendo o primeiro passo a limpeza realizada há aproximadamente um mês.

O passeio com os alunos do 5º ano da unidade de ensino faz parte da culminância de um projeto desenvolvido que visa à conscientização sobre a importância da preservação do meio ambiente. Daiane da Silva, de 11 anos, destacou a importância do trabalho de campo.

“É muito boa a aula aqui. Nós aprendemos a reciclar, a preservar, sobre a importância do meio ambiente. Nós aprendemos que não se deve jogar o lixo na rua, não jogar o óleo na pia, pois pode prejudicar a água e os seres vivos”, disse Daiane da Silva, estudante.

“Estamos trabalhando a culminância de um projeto. Trouxemos os nossos alunos aqui na Piscina do Ponte para ver, conhecer e despertar para a preservação do meio ambiente. É uma aula prática e nós repassamos isso na sala de aula, mas hoje é um momento ímpar para eles. A gente fica feliz em vê-los aprendendo de uma forma diferente”, destacou Antônia Cardoso, diretora da Escola Dr. João Viana.

A atividade pedagógica, que envolveu toda a comunidade escolar da Escola Dr. João Viana, contou com a parceria do Núcleo de Educação e Vigilância em Saúde, Centro de Controle de Zoonoses, Secretaria Ajunta de Limpeza Pública e o apoio da Organização Não Governamental Riacho do Ponte, que também luta pela despoluição e revitalização do manancial de água doce que abastece a piscina. Durante as palestras e explanações sobre o processo de coleta e destinação correta do lixo, jovens atendidos pelo Centro da Juventude do Bairro Ponte também apresentaram uma performance teatral, ilustrando o cuidado com a riqueza hídrica, a fauna e a flora.

“Essa é uma política que diz respeito a toda a sociedade. Ela representa a nossa sobrevivência. A água depende por sua vez da preservação das matas e dos biomas que hoje temos que preservar. Essa mobilização envolve principalmente o poder público, porque é ele que detém toda a política institucional que rege essa área, os recursos e organizações administrativas que colaboram com as questões ambientais” afirmou Prof. Arimatéia, educador.

“É uma luta que temos há dois anos. Estamos no começo, mas o movimento ganha força. A Piscina estava abandonada, mas hoje a todo o momento que você passa na piscina, você vê pessoas olhando e relembrando como era este local no passado. Mas esse é o nosso desejo, a despoluição, para que possamos tomar banho na Piscina do Ponte”, lembrou Anita Barbosa, da ONG Riacho do Ponte.

“A preservação é muito importante para nós da sociedade, porque é neste meio que nós vivemos. A visita dos alunos da escola Dr. João Viana nos dá uma alegria. São crianças que vieram ouvir o eco das vozes da sociedade. Nós temos que preservar os nossos mananciais, pois esses mananciais que dão vida a todos nós, esse é o motivo de nós estarmos aqui hoje”, finalizou Natanael dos Reis Pereira, coordenador do CCZ.

0 comentários:

Postar um comentário