Codevasf apresenta no Maranhão plano para revitalizar rio Itapecuru

7.7.17
Assunto foi tema de palestra no seminário “Revitalização dos rios maranhenses e suas nascentes”, nesta sexta-feira, em Caxias (MA)

O planejamento das ações da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para a bacia hidrográfica do rio Itapecuru, no Maranhão, foi apresentado no seminário “Revitalização dos rios maranhenses e suas nascentes”, realizado nesta sexta-feira (7), na cidade de Caxias. Um dos objetivos do evento foi traçar estratégias e apresentar políticas públicas para recuperação dos rios maranhenses em razão da preocupante situação em que se encontram.

“Discussões como essa servem para nortear onde devemos agir de imediato com nossos planos e trabalhos técnicos, contribuindo para a revitalização das áreas dos rios Itapecuru e Mearim que necessitam de recuperação”, explicou o diretor da Área de Revitalização das Bacias Hidrográficas da Codevasf, Inaldo Guerra, na solenidade de abertura do evento, representando a presidente da Companhia, Kênia Marcelino.

Guerra ressaltou a atuação da Codevasf no estado desde a implantação da sede da Superintendência Regional da Companhia, em São Luís, em 2012. “Por ser uma empresa de desenvolvimento regional, a Codevasf tem procurado cumprir o seu papel, atuando em 70% dos municípios maranhenses, investindo em diversas ações, como esgotamento sanitário, apoio à apicultura, acesso à água, capacitação de jovens, por meio do Projeto Amanhã, entre outras”, enfatizou.

A chefe da Unidade de Meio Ambiente da Codevasf no Maranhão, Ericka Cunha, fez a explanação sobre o planejamento das ações da empresa na região. Ela destacou a importância das ações, principalmente no âmbito da revitalização do rio Itapecuru. “Queremos mostrar para a sociedade o que a Codevasf está fazendo como parceira no desenvolvimento do estado. Neste evento, o foco principal é o rio Itapecuru, um dos mais importantes do Maranhão que, inclusive, abastece a capital São Luís”, apontou.

Entre as ações apresentadas, ela abordou os dois convênios assinados entre a Codevasf e a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), que totalizam um investimento de R$ 5 milhões. Um deles, no valor de R$ 1,5 milhão, resultará na elaboração do Plano de Recursos Hídricos da Bacia do Itapecuru; o outro tem valor de R$ 3,5 milhões e prevê a construção de uma Estação de Monitoramento de Águas na Bacia do Itapecuru e a aquisição de equipamentos para a estação.

Ericka Cunha salientou ainda a elaboração dos Planos Nascentes do Itapecuru e do Mearim, que estão em fase final de elaboração pela Codevasf. As publicações visam propor intervenções para preservação e recuperação das nascentes das bacias. “São planos que servirão de um balizamento para as nossas ações. A revitalização atua para sanar ou minimizar os efeitos causados pela degradação ambiental seja oriundo da ação humana ou pelas mudanças climáticas”, disse.

Seguindo os moldes dos Planos Nascentes do São Francisco e do Parnaíba, lançados pela Companhia em 2016, os documentos possuem propostas de atuação da empresa em ações de revitalização das bacias voltadas para o aumento da disponibilidade de recursos hídricos. O foco das ações são a preservação e a recuperação ambiental de nascentes e das áreas de recarga hídrica.

Sobre o evento

O seminário é uma das ações do programa SOS Águas do Maranhão, idealizado pelo senador Roberto Rocha, em parceira com o Instituto Cidade Solidária. O objetivo do programa é traçar estratégias e apresentar políticas públicas para recuperação de todos os rios maranhenses, cujo cenário é preocupante devido a problemas como esgoto, perda de volume da água, assoreamento, poluição, entre outros danos causados, não somente por desgastes naturais, mas, sobretudo, pela ação do homem.

As duas primeiras edições do evento ocorreram neste ano: a primeira, em São Luís e a segunda, em Pedreiras. Nesta edição, em Caxias, o evento foi prestigiado por diversas autoridades, entre elas senador Roberto Rocha; prefeito de Caxias, Fábio José Rosa; diretor-executivo do Instituto Cidade Solidária, Liviomar Macatrão; presidente da Câmara de Vereadores de Caxias, Catulé; e coordenador do Comitê das Bacias do rio Itapecuru, Carlos Maciel.

0 comentários:

Postar um comentário