Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola dialoga com movimentos sociais

6.4.16
A agenda da Missão do Fundo Internacional para Desenvolvimento Agrícola- FIDA do Fundo Internacional para Desenvolvimento Agrícola- FIDA no Maranhão segue a todo vapor. Na manhã desta terça-feira (5) os representantes do Fundo Internacional para Desenvolvimento Agrícola- FIDA receberam os movimentos sociais para dialogar sobre as necessidades e realidades de cada Movimento.

Nesta terça-feira (05) a comitiva do FIDA recebeu o Movimento de Trabalhadores Rurais sem Terra- MST, Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu- MIQCB, Associação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Maranhão- Aconeruq, Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado do Maranhão-Fetaema e Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar- Fetraf

Para Maria José Palhano, representante da Aconeruq, o Fida representa um olhar para o povo. “Todas as causas dos movimentos sociais vem de muita luta, de um povo digno que batalha por melhores condições de vida e de poder crescer através do que podemos produzir com as nossas mãos”, contou.

De acordo com o secretário da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, “a parceria com o FIDA está diretamente ligada ao fortalecimento das cadeias produtivas da agricultura familiar, bem como a garantia de sua soberania alimentar e segurança nutricional, com tecnologias adequadas à realidade de cada bioma, de modo a aumentar a eficiência produtiva das unidades familiares, com um melhor aproveitamento dos recursos naturais existentes”, disse.

Pela primeira vez, o Maranhão receberá investimentos no valor de US$ 40 milhões (quarenta milhões de dólares americanos), equivalente a mais de R$ 156 milhões de reais para a implantação do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável dos Territórios do Baixo Parnaíba, Cocais, Campos e Lagos, Lençóis Maranhenses, Médio Mearim e Vale do Itapecuru.

0 comentários:

Postar um comentário