Será coincidência? Médico Abreu Neto é demitido do Hospital Regional de Timon depois de anunciar intenção de se candidatar a prefeito de Matões

6.1.16
Crescimento do nome do médico Abreu Neto como candidato a 
prefeito ameaça o sonho de Ferdinando Coutinho um dia chegar a 
ser prefeito de Matões, o que seria um retrocesso para o município
As recentes movimentações do médico Abreu Neto com vistas a se candidatar a prefeito de Matões parece que assustaram o grupo dominante naquele município.

Usando seu perfil no facebook na noite desta terça-feira, 05, o médico anunciou que o diretor de uma das empresas que administram a saúde do Maranhão teria lhe comunicado que seus serviços no Hospital Regional Alarico Pacheco, haviam sido dispensados. “SERÁ COINCIDÊNCIA? Há duas semanas, veio de São Luis, um diretor da Corpore (uma das empresas que administram a saúde do Maranhão), me procurou e disse que não tinha nada contra mim, mas veio com ordem superior pra dispensar meus serviços.”, escreveu o médico na rede social.

Abordando o trabalho na área médica que faz a partir do Alarico Pacheco no atendimento aos pacientes oriundos de Matões, Abreu Neto falou da precariedade daquele serviço em solo matoense. “Em Matões, o atendimento à saúde, é precaríssimo e pessoas carentes de lá eu atendia com consultas, exames, partos, internações, cirurgias e etc.”, contou ele que estranhou o fato do anúncio do seu desligamento ter ocorrido pouco tempo depois de ter disponibilizado seu nome como postulante ao cargo de prefeito. “Há poucos meses, disponibilizei meu nome à população matoense como pré-candidato a prefeito. Hoje, meu nome desponta na preferência popular e, isso tem incomodado muita gente.Um fato com outro, SERÁ COINCIDÊNCIA?

Diretor do Hospital Alarico Pacheco nos dois mandatos da governadora Roseana Sarney, Abreu Neto ainda era médico da unidade hospitalar na gestão Flávio Dino desde janeiro de 2014 até agora.

Abreu Neto usou o facebook para anunciar seu desligamento do Alarico Pacheco
Em contato com o titular do blog na noite desta terça-feira, Abreu Neto disse não estranhar o seu desligamento, pois sabia que o crescimento do seu nome como candidato a prefeito traria represálias. “Isso me encoraja ainda mais”, disse ele.

Reunindo em torno da sua pré-candidatura as principais figuras da oposição em Matões, o médico Abreu Neto recebeu recentemente o apoio do advogado Gabriel Tenório, neto do ex-prefeito Tenório Alagoano.

Com uma folha de serviços prestados ao povo de Matões e dono de um forte carisma, o médico oposicionista provavelmente irá enfrentar nas urnas o atual vice-prefeito do município, Ferdinando Coutinho, um dos políticos mais impopulares da região leste maranhense.

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Sabá nós temos um empresário do Tocantins residente em Araguaína que sempre nos comunica seus passos em Matões comprou lá mais de 2000 hectares e pretende participar da política ,muito meu amigo pede opinião de grupo, já temos agora De Abreu..

Postar um comentário