“Que as pessoas tenham o maior cuidado do mundo”, diz Silvano de Sousa, de 65 anos, que está vencendo a covid-19 em Caxias

9.6.20

Aos 65 anos, Silvano de Sousa afirma que não sabe como adquiriu a covid-19. Ele percebeu que havia algo diferente quando sentiu uma fraqueza nas pernas.

“Quando eu me espantei que não, eu estava com um dor nas pernas, as pernas fracas. Até que tossir, eu não tossia muito. Não tinha força pra me levantar. Não conseguia caminhar direito. Mas depois de que fez a tomografia, confirmou”, diz Silvano de Sousa, paciente que teve alta hospitalar e está vencendo a covid-19, sendo acompanhado em casa.

Atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caxias, onde foi assistido e foi internado. Agora, ele segue em quarentena em casa e aos poucos vai vencendo a doença.

“Graças a Deus o doutor me tratou bem, foi bom demais, maravilhoso. As profissionais de lá também”, diz.

Conversamos com Silvano no quintal da casa dele, no bairro Baixinha, onde passa a maior parte do dia para proteger a família. Ele alerta aos caxienses para que se previnam.

“Que as pessoas tenham o maior cuidado do mundo. Fique em casa! Não vá andar exposta ao tempo não”, frisa. (Da assessoria)

0 comentários:

Postar um comentário