CÔMICO - Teriam encontrado 300 lideranças para sair na foto e apresentaram 5 pré-candidatos encenando interesse na candidatura oposicionista

28.9.19

Segundo a assessoria coutinhiana, evento teria acontecido com muita união e entusiasmo

Com capacidade para no máximo 120 pessoas, o auditório da Casa de Saúde, hospital da família Coutinho, recebeu nesta sexta-feira, 27, segundo material disponibilizado pela assessoria, 300 pseudo lideranças no evento organizado para revelar o que todos já sabiam: que o candidato a prefeito do grupo dar-se-á por meio de uma pesquisa de opinião.

A jogada, toda ela feita para ganhar mídia, serviu também para reparar um erro grosseiro quando da realização da primeira reunião, onde não tiveram o cuidado em fazer o registro fotográfico para demonstrar união e força do grupo, conforme abordado no Blog (reveja).

Entusiasmo das 300 pseudo lideranças presentes ao evento chega a ser emocionante

Como previsto, não faltaram as palavras clássicas para incentivar o grupo: “entusiasmo” e “muita união” foi a tônica do release distribuído aos blogs amigos.

Os 3 pré-candidatos  a prefeito do grupo agora são contabilizados em 5, e cujo número pode aumentar, o que demonstra a falta de rumo da turma.

Se colocar Magno Chaves no balaio como pré-candidato a prefeito já era demais para tirar o caráter sério da estratégia, resolveram colocar mais 2 amigos da família Coutinho (Constantino Neto e Luís Lacerda) numa tentativa quase desesperada de fortalecer o movimento.

Outra escorregada feia da assessoria oposicionista foi dizer que o processo para escolha do candidato a prefeito do grupo seria “inédito”, o que é uma tremenda falta de respeito com o movimento Frente Caxiense de Oposição, criado em 2004 e que teve Humberto Coutinho como candidato a prefeito e principal beneficiado daquela eleição.

Ressentimento e muito capim queimado

Em vida, Humberto Coutinho costumava adjetivar lideranças inexpressivas e com pouco voto para somar numa composição eleitoral como “capim queimado”.

E na reunião para apresentar os pré-candidatos nesta sexta-feira na Casa de Saúde o que faltou de liderança expressiva sobrou de “capim queimado”.

A ausência dos antigos aliados foi lembrada por Júnior Martins. “A dra Cleide perdeu 90% dos cabos eleitorais...” “...a mesma turma que está lá, esteve aqui...” “...o lado deles é o lado do poder...”, disse Martins sem esconder o ressentimento com os antigos correligionários.

Mas se a ausência dos antigos correligionários foi sentida pelo grupo que esteve 12 anos no poder e protagonizou tanta dor e sofrimento ao povo de Caxias, imagina quando forem confrontados com a realidade dura das urnas...

10 comentários:

  1. Unknown disse...:

    Só acho que existe nessa cidade é pseudônimo de blogueiro imparcial. No meu ponto de vista não interessa a quantidade, o que interessa é que no ano que vem teremos muito mais escolhas pra fazer ao invés de dois (como na eleição passada que só tivemos dois candidatos), assim a a população não precisa ficar dividida ao meio na sua escolha. Se Caxias existisse uma mídia imparcial as coisas seriam bem melhores também. Quem tá no poder nunca perde nada. Eleição pra todos eles é só um ganho a mais. Qualquer pessoa pode se lançar candidato do lado que melhor lhe convém. Agora ver certos comentários e postagens de pessoas imparciais mostra o "amor" que ela tem pela cidade (nenhum). Cobrar direitos é uma coisa, hostilizar é outra. Pensem nos mais necessitados. Poder só quem tem é Deus, aqui na terra somos meros mortais. Devemos usar as palavras de forma para que outras pessoas interpretem de forma correta, como por exemplo: capim queimado. Isso na minha opinião está querendo se referir as pessoas comuns que não fazem nenhuma liderança política e os que estavam atrás em pé. Eu quero que a eleição pegue fogo, mais não hostilizando um ou outro. Não é defendendo a Família Coutinho não, mais eles não perdem nada com sua reportagem, pois é apenas uma matéria, do mesmo jeito se hostilizasse o prefeito, não teria efeito nenhum pra ele. Blogueiros, sejam mais imparciais e fazem matérias verdadeiras, algo mais atrativo, para que a população realmente entenda os acontecimentos e não merda para se rolar descarga abaixo. Bom dia e que Deus abençoe a todos.

  1. Cláudio Sabá disse...:

    Caro anônimo, a expressão "capim queimado" era usada por Humberto Coutinho para nominar cabos eleitorais de pouca importância.

  1. Unknown disse...:

    Vc é arrogante. Não menospreze e nem subestime as pessoas. Essa turma aí toda já foi do lado do ex prefeito hc. Se ganharem todos voltam e a continuar nas tetas da viúva.

  1. Cláudio Sabá disse...:

    Caro anônimo, lembrar a forma que Humberto Coutinho chamava os cabos eleitorais de menor importância não é ser arrogante, mas apenas compromisso com a narrativa histórica da política caxiense.

  1. Anônimo disse...:

    Inclusive vc Saba ja mamou nas tetas da viúva e parece q assim continua

  1. Cláudio Sabá disse...:

    Caro anônimo, prestar serviço para um ou outro prefeito significa apenas uma forma de trabalho.

  1. Anônimo disse...:

    KKKK deixa esse doido pra lá Sabá ! kkkk É CAPIM QUEIMADO SIM !!! PRONTO ! KKKKKKKK

  1. Anônimo disse...:

    C-A-P-I-M Q-U-E-I-M-A-D-O !

  1. Anônimo disse...:

    Nome mais empático de todos seria o do "TINO".

    Mas pra prefeito não tem pra vez pra a turma dos coutinhos...

    A não ser que o sobrinho do Mestre Humberto tivesse feito uma excepcional gestão. O que foi totalmente inverso. Ali ele arruinou a carreira política dele e da família.

    Águia do Balaio de Fidié

  1. Anônimo disse...:

    agora já era doutora cleide deixa só a historia do seu esposo mesmo... história bonita. Não entra mais na política nao. . vai que o que a senhora colocar faz pior que o loirinho naquela época, vai ficar mais feio ainda. . .apoia o fabio com projetos.,caxias toda ganha.. só acho.

Postar um comentário