Câmara Municipal de Caxias promove sessão especial alusiva ao Setembro Amarelo

18.9.18

A Câmara Municipal de Caxias realizou, na noite dessa segunda-feira (17), uma sessão especial alusiva ao Setembro Amarelo, campanha brasileira de prevenção ao suicídio. A solenidade atendeu solicitação do vereador Magno Magalhães (PSD).

“Essa Casa se reúne para debater um dos temas mais discutidos não só na nossa cidade, mas em todo o país”, destacou o presidente da Câmara, vereador Catulé (PRB), no início da sessão.

Magno Magalhães conduziu a programação. Segundo o parlamentar, “a sessão partiu de um projeto do presidente da Associação Espírita de Caxias, Carlos Denilson Coimbra Soares, que, percebendo a grande quantidade de suicídios acontecidos em Caxias desde o ano passado, propôs debater esse grave problema de saúde pública e espiritual”.

Na galeria estavam presentes representantes dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps). Três líderes religiosos foram convidados a subir a tribuna e explanar sobre o assunto.

Padre Ribamar, da Paróquia de São Benedito, apresentou a pessoa humana como um ser de relações, de possibilidades e de convivências. “E como ser de relações, apresentar a relação primeira consigo mesmo, sua relação com Deus, com o próximo e com a natureza”.

Segundo o pastor Gilberto Lima, da Igreja Assembleia de Deus, “não se pode julgar alguém que, por um momento de tribulação, talvez de depressão ou de uma busca não concretizada em sua vida, comete tal ato. Não podemos jamais dizer que uma pessoa dessas está perdida na eternidade, porque não temos a última palavra”.

“Queria agradecer a cada membro desta Casa por nos proporcionar esse debate de tamanha relevância para a nossa cidade. O suicídio é algo que vem assolando as nossas famílias, dilacerando nossa alma, que vem realmente fazer com que tenhamos percebido o que tem acontecido com a nossa existência”, comentou Carlos Denilson.

O vereador Mário Assunção (PPS) parabenizou pela sessão especial. “Esse é um momento ímpar na Câmara. É importante para nós, acostumados a versar em leis, projetos e requerimentos, adentrarmos neste tema que é muito espiritual”, frisou.

“Quando Magno Magalhães trouxe o tema para esta Casa eu fui um dos primeiros a parabenizar pela iniciativa, tendo em vista que a nossa cidade é uma das que fazem parte desses índices lamentáveis”, afirmou o vereador Neto do Sindicato (PC do B).

Darlan (PHS) também elogiou a discussão acerca da temática, lembrando o falecimento do colega de parlamento Evilásio do Pam (SD).  “Não é um tema novo, pois se vê até na bíblia já no Velho Testamento, mas abrange a todas as camadas sociais”, ressaltou o vereador. (Ascom)

1 comentários:

  1. Setembro amarelo. Que Deus livre os aflitos de espirito.

Postar um comentário