Vereadores voltam a criticar atendimento nos bancos em Caxias

27.4.17
Na sessão desta quarta-feira, 26, na Câmara Municipal de Caxias, os serviços prestados pelas agências bancárias voltaram a dominar o debate dos vereadores.

Coube ao vereador Antonio José Ximenes (que é bancário) tocar no assunto. “Eu estive observando o atendimento prestado pelas agências bancárias de nossa cidade e vi que existe uma falta de respeito com os usuários”, disse Ximenes que cobrou a realização de uma audiência pública com as instituições bancárias para discutir o assunto.

O vereador Jerônimo Cavalcanti destacou a falta de interesse dos bancos instalados em Caxias para resolver os problemas cobrados pela sociedade, com ênfase para as enormes filas existentes. “Numa audiência que nós fizemos aqui [na legislatura passada], o Banco Bradesco nem justificou e disse que não vinha aqui; o Basa também não compareceu, então é muito bom a iniciativa do vereador Ximenes de trazer agora a esta Casa, não só convidando, mas convocando”, sugeriu Jerônimo que continuou: “Os bancos em Caxias usam e abusam do poder que eles tem e maltratam muito a população de Caxias, e o pior, ainda deixa a população a ver navios no final de semana sem nenhum recurso, principalmente na época de pagamento dos salários dos servidores”, lembrou ele referindo-se aos finais de semana que coincidem com o pagamento dos salários dos servidores estaduais e municipais.

Na esteira das reclamações sobre a falta de dinheiro nos caixas eletrônicos nos finais de semana e também pelas longas filas, o vereador Repórter Puliça abordou a falta de banheiros nas agências bancárias de Caxias.

Sempre adotando uma postura crítica quanto ao descaso das instituições bancárias em Caxias, o presidente da Câmara, Catulé, disse que na audiência pública que debaterá o tema com os bancos instalados na cidade, terá a presença do Procon, órgão que, pelo menos na capital, tem cumprido um papel de destaque na defesa dos direitos do consumidor.

Em tempo

No início desta legislatura, os vereadores caxienses aprovaram alteração na Lei Municipal que limitava em 30 minutos o tempo máximo de espera dos clientes na fila para atendimento nos bancos. Após a alteração, a multa que era de R$ 200,00 (duzentos) após a sexta infração notificada, foi elevada para R$ 10 mil a cada reincidência. A alteração da Lei, que foi aprovada por unanimidade, foi de autoria do vereador Catulé.

0 comentários:

Postar um comentário