PM de Caxias é preso por suspeita de assalto a posto de combustível em Teresina

11.4.16

O soldado da Polícia Militar do Maranhão Jackson Braga Alves de Melo Mesquita foi preso na noite deste domingo(10), na zona Leste de Teresina, suspeito de assaltar o posto Iguatemi, da avenida Presidente Kennedy. Se confirmada a participação do policial no crime, ele responderá a um processo administrativo e poderá ser expulso da corporação. 

Segundo comandante do 5° BPM, tenente coronel Costa Lima, o suspeito chegou ao posto em um veículo Vectra, de cor preta, por volta das 22 horas, abasteceu o carro e em seguida anunciou o assalto. Ele levou R$ 97 do frentista que o atendeu. 

Depois que ele pegou o dinheiro, ele fugiu e uma das viaturas do 5° Batalhão fez abordagem ao veículo, foi conduzido ao posto para reconhecimento e em seguida levado para Central de Flagrantes. Lá um tenente do 11° BPM do Maranhão fez um acompanhamento e o levou à unidade responsável em Timon”, declarou coronel Costa Lima.

Para o comandante, esse fato fragiliza ainda mais imagem da categoria diante da sociedade. “Para gente é bem ruim não por ter que prender uma pessoa assim, porque ele deve mesmo ser eliminado do nosso meio. Mas, a nossa classe que já é sofrida fica novamente penalizada, mesmo assim em casos como esse não haverá conivência”, afirmou. 

Foi encontrada, com o soldado, uma pistola ponto 40 da Polícia Militar do Maranhão. 

Versão do posto

A gerente do posto, que não quis se identificar destacou o comportamento atípico do policial. Segundo ela, ele abasteceu o carro no valor de R$ 10, pagou e foi embora. Em seguida, ele retornou ao posto, anunciou o assalto e fugiu com o dinheiro. Por fim, ele voltou mais uma vez ao estabelecimento e pediu para ser atendido, mas o frentista o reconheceu e não se aproximou do carro. 

O frentista contou que ele trocou de roupa e voltou com outro penteado usando ainda uns óculos, mas ele reconheceu pelo carro e não foi atendê-lo. Depois disso, ele saiu e os policiais retornaram com ele”, destacou a gerente. (Fonte: cidadeverde.com)

0 comentários:

Postar um comentário