“Não restringimos empresa, nós queremos qualidade”, diz Luciano Leitoa

4.4.16
Prefeito disse que o serviço de ônibus coletivo urbano do município para Teresina já movimenta R$ 18 milhões ao ano.

O prefeito de Timon (MA), Luciano Leitoa (PSB), disse, em entrevista ao Jornal Meio Norte, que o serviço de ônibus coletivo urbano do município para Teresina já movimenta R$ 18 milhões ao ano e atende nove milhões de passagens. Ele anunciou que a Prefeitura está desenvolvendo obras importantes de mobilidade urbana em Timon. “Uma delas é a quarta ponte entre Teresina e Timon, a avenida Piauí está sendo prolongada e estamos fazendo o contorno que sai do Povoado Pinto, na rodovia BR-316, tirando o trânsito pesado de Timon”, afirmou Luciano Leitoa.

Jornal Meio Norte – Em que a constituição do Consórcio de Transporte Intermunicipal Timon-Teresina favorece a população de Timon?

Luciano Leitoa Favorece muito porque instituímos o Consórcio e precisávamos ter uma delegação por parte da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) para que tivéssemos todo o controle da fiscalização e sobre tudo aquilo que a legislação permite ao transporte coletivo semiurbano intermunicipal e interestadual entre Timon e Teresina. A população passará a ter um órgão delegado pela ANTT para fazer reclamações e a gente vai poder fiscalizar de mais perto o serviço prestado pelas empresas de transporte coletivo. A ANTT chegou a um entendimento com a gente que faria um chamamento público. Ou seja, a gente faz um chamamento público e se tem um prazo de um ano e seis meses para fazer a licitação. Aí sim, a partir daí, vamos ter uma fiscalização maior do serviço prestado do transporte coletivo. A nossa reivindicação maior foi para que se tenha uma linha de ônibus que saia de Timon e possa ir para o shopping, para a Universidade Estadual do Piauí e para a Universidade Federal do Piauí. A preço de hoje, um cidadão que sai de Timon para ir a Uespi, no Piauí, tem que pegar dois ônibus porque o ônibus de Timon só vai até a avenida Campo Sales. Ou seja, agora o ônibus vai passar pela Alameda Parnaíba facilitando muito mais para o estudante da Uespi. Nós temos muitos habitantes que são estudantes da Uespi e da Ufpi. Então, vamos poder discutir tarifa e tudo aquilo do sistema público de transporte coletivo, vamos poder definir linhas e trajeto para facilitar a vida do usuário.

Antes, Timon tinha ônibus com tarifa mais barata, com ar-condicionado e wi-fi, com a delegação da ANTT é possível que esse serviço retorne ao sistema de transporte coletivo entre Timon e Teresina? Não temos restrição a nenhuma empresa. Na realidade, nós queremos empresas que ofereçam o melhor serviço para a população de Timon. Qual era a preocupação que a gente tinha? A Timon City trabalhava com liminar. Quem deu a concessão foi, na realidade, a Justiça e quem tirou foi a própria Justiça, através do desembargador. O que nós queremos é um serviço de qualidade. Afinal de contas, a população paga pelo serviço. Para se ter uma ideia, segundo a ANTT, em 2015 foram 9 milhões de passagens, cada passagem a R$ 2,00, são R$ 18 milhões por ano. Esse serviço não é gratuito, ele é pago. A população deve saber a quem exigir, quem presta o serviço tem que estar todo regularizado e tudo aquilo o que manda a legislação. O que nos preocupa é a qualidade dos serviços para a população.

As empresas já se inscreveram para o chamamento público? No dia 6 de abril já sai o resultado do chamamento e as empresas podem se habilitar dentro dos critérios e vão ficar em funcionamento até que seja feita a licitação. O chamamento público fica a cargo da ANTT e da nossa parte, vamos ter o Plano de Mobilidade das Linhas. Timon tem bairros que surgiram, bairros grandes que surgiram através do Programa Minha Casa, Minha Vida, como o bairro Novo Tempo, o Miguel Arrais, que está surgindo com mil residências. Temos o Residencial Padre Delfino e Júlio Almeida, que não tinham as linhas de ônibus. A população cresceu e as linhas têm que crescer também. A oferta dos serviços de transporte de qualidade na cidade tem que crescer. É um problema que temos há anos porque só tínhamos uma empresa trabalhando e a concorrência é boa para que melhore o serviço.

Quais são as obras de mobilidade urbana que estão sendo realizadas em Timon? Uma delas é a quarta ponte entre Teresina e Timon, a avenida Piauí está sendo prolongada para que saia o trânsito pesado do centro de Timon e estamos fazendo o contorno que sai do Povoado Pinto, na rodovia BR-316, tirando o trânsito pesado de Timon. (Jornal Meio Norte)

0 comentários:

Postar um comentário