Ministério da Integração quer incluir o Maranhão na Rota do Cordeiro

18.4.16
Como parte das ações para alavancar a agricultura familiar do estado do Maranhão, a Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF-Agerp-Iterma) vai realizar nos dias 18 a 20 de abril, uma missão técnica relacionada à inclusão do Maranhão às ações do Projeto Rota do Cordeiro. O projeto faz parte do programa Rotas da Integração Nacional, do Ministério da Integração Nacional em parceria com a Embrapa Caprinos e Ovinos.

A ovinocaprinocultura representa uma importante atividade econômica para o Nordeste Semiárido, graças às condições favoráveis da região para a exploração da atividade e à diversidade de produtos que podem ser explorados comercialmente como carnes, peles, leite e derivados.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a região Nordeste detém 91% e 57%, respectivamente, dos rebanhos caprinos e ovinos brasileiros .

A missão consiste na análise e conhecimento do potencial do rebanho de ovinos e caprinos do Estado. Para isso o representante do Ministério da Integração Nacional e responsável pelo Rota do Cordeiro, Vitarque Lucas Paes Coelho e o pesquisador da Embrapa Octávio Rossi farão visitas a áreas ligadas a esta cadeia produtiva.

O objetivo é apoiar a atividade de produção de cordeiros e cabritos no Nordeste e todas as atividades que estão ligadas a esta cadeia produtiva, desde os insumos básicos, passando pela produção até o comércio. O projeto ainda contribui com a inclusão socioeconômica das regiões mais pobres do país aos mercados nacionais e internacionais de produção, consumo e investimento.

A partir da análise e necessidades dos produtores de ovinos e caprinos do Maranhão é que o Rota do Cordeiro atuará na forma de capacitação, assistência técnica, edificação e até construção de centros de terminações. Com a inclusão do Maranhão na Rota do Cordeiro pretende-se modernizar a produção, melhorando a renda do produtor além, é claro, de beneficiar também o consumidor com produtos seguros, com melhor qualidade e boa oferta.

Para o secretário da SAF, Adelmo Soares o Estado só tem a ganhar com a Rota do Cordeiro. “Tanto a Rota do Cordeiro quanto a Rota do Mel são importantes para o Maranhão porque vão impulsionar dois setores e duas cadeias produtivas que são prioritárias no Governo Flávio Dino, haja vista que com o Programa Mais Produção e a viabilidade de investimentos nas duas cadeias com a parceria junto ao Ministério da Integração, isso só tem a ampliar ainda mais a produção de ovinos e caprinos. Acreditamos que estamos no caminho certo e somadas as forças iremos proporcionar ainda mais o desenvolvimento do nosso Estado”, disse.

Defesa

Na última sexta-feira (15) a equipe da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) representada pelo superintendente de Organização Produtiva, Josenildo Cardoso e a gerente da cadeia ovinocaprino, Rafaella Nascimento, foi até Recife (PE) defender a inclusão do Estado na Rota do Cordeiro. Além da defesa, foram discutidos  a inclusão dos territórios com maior rebanho, ações para a carteira de projetos, principais gargalos e ainda programas de governo. 


0 comentários:

Postar um comentário