Fábio Gentil diz que continua a perseguição contra proprietário da Clínica Santa Teresinha: “demitiram ele do HGM, onde era funcionário concursado”.

5.4.16
Em contundente discurso proferido nesta segunda-feira, 04, na Câmara Municipal de Caxias, o vereador Fábio Gentil denunciou o que ele chamou de “mais um caso de perseguição” contra o fisioterapeuta Ermando Filho, proprietário da Clínica Santa Teresinha, que foi abruptamente descredenciada recentemente da rede de prestadores de serviço de saúde do município. “Além de descredenciarem uma Clínica com mais de 20 anos de serviços prestados no município, eles agora demitiram o seu proprietário do emprego no Hospital Geral”, revelou Fábio ressaltando que Ermando Filho “era funcionário concursado do HGM há 15 anos”.

O oposicionista revelou ainda que o secretário de Saúde do município, Vinicius Araújo, não deu nenhuma explicação para a demissão. “Simplesmente disse que não seria mais possível para ele [Ermando] continuar trabalhando no Hospital Geral”, contou Fábio visivelmente revoltado com a perseguição sofrida pelo fisioterapeuta caxiense.

Num aparte ao discurso do colega Fábio Gentil, o vereador Catulé avaliou que a perseguição que ocorre hoje no município é uma consequência do resultado das pesquisas de opinião encomendadas pelo deputado Humberto Coutinho. “Quem tem consciência que uma eleição está ganha, quem trabalha com as pesquisas, não se preocupa de buscar coisas pequenas, de ir atrás de tirar empregos”, disse Catulé contando um episódio ocorrido ainda nesta segunda-feira, quando um funcionário da Casa de Saúde, que trabalha com análise da água da hemodiálise e que também é locutor da Rádio Tropical FM, foi chamado pela diretora da Clínica particular do deputado Humberto Coutinho e recebeu carta de demissão.  “Você acha, e até onde eu conheço, fariam uma política dessa, de medo e de terror, se não estivessem perdidos?”, questionou Catulé.

Por conta dessa onda de perseguição, Catulé avaliou que Fábio Gentil terá sucesso nas urnas e que será, “sem sombra de dúvida, o primeiro prefeito que sai desta Casa, exercendo ainda um mandato de vereador”.

No final do seu pronunciamento, Fábio lamentou a perseguição contra o fisioterapeuta Ermando Filho e disse que o mesmo, por ser concursado, garantirá na justiça o seu emprego de volta e deixou um duro recado ao prefeito Léo Coutinho: “ele vai colher tudo o que está plantando, pois o mal que aqui se faz, aqui se paga. Pode perseguir quem quer que seja, mas o feitiço vai virar contra o feiticeiro”.

1 comentários:

  1. Ermando Vieira de Moura Filho disse...:

    Fábula da Coletividade
    Uma senhora vivia numa pequena chácara e tinha alguns animais: vacas, porcos, galinhas etc. Para alimentá-los guardava milho na tulha.

    Lá havia muitos ratos. Esses ratos viviam sossegados até o dia em que a mulher resolveu colocar uma ratoeira na tulha. Um dos ratos, na hora que viu a armadilha preparada para ele, saiu desesperado.
    Logo à frente encontrou com uma vaca e disse:

    - Vaca, nós estamos com um problema sério; armaram uma ratoeira lá na tulha. A vaca, por incrível que possa parecer, deu risada.
    - Como nós? Você já viu ratoeira pegar vaca? Eu não tenho nada com isso. Me poupe. Isso é problema seu.
    E saiu ruminando. O rato desesperado saiu a procura do porco:

    Porco, nós estamos com uma encrenca danada, a mulher colocou uma ratoeira na tulha.
    - O que é isso? Eu estou bem longe da tulha, isso nunca vai me pegar, não. E tem mais, ratoeira não pega porco, olha o meu tamanho. O problema é muito seu,se vira.
    O rato, atônito, correu para conversar com a galinha:

    - Galinha, nós estamos com um problema muito sério.
    - Pelo amor de Deus, eu já não aguento mais problemas e vem você querendo me torturar. O máximo que posso fazer é rezar por você.
    - Mas tem uma ratoeira armada lá na tulha, bradou o rato num desespero de dar gosto!
    - Mas isso não é comigo, é contigo.
    O rato foi embora desapontado, pois não conseguiu sensibilizar ninguém.
    À noite todos dormiram e, de repente, splaft. A ratoeira desarmou. O barulho chamou a atenção de todos lá na chácara. Todos correram para ver o que aconteceu, inclusive o rato. Era uma cobra cascavel que havia sido pega na ratoeira.
    A mulher levantou-se e foi tirar a cascavel da ratoeira e num descuido, tomou uma picada. Foi imediatamente levada ao hospital,por seus parentes, em estado grave. Ficou internada por vinte dias e, na volta, com a saúde muito debilitada, precisava de muitos cuidados e uma laimentação especial.
    Qual a melhor dieta para recuperação da mulher?
    Canja. Lá se foi a galinha.
    Depois de um mês, com a saúde restabelecida, resolveu oferecer um almoço para todos seus parentes que a tinham ajudado, e lá se foi o porco (à pururuca).
    A questão é que o tratamento no hospital tinha ficado muito caro (novidade né), vinte dias de internação, e aí não teve alternativa, teve que vender a vaca para um açougueiro.

    Cuidado: A ratoeira que aparece ali num canto pode não te pegar num primeiro momento, mas os efeitos dela são fortíssimos. A nossa arrogância é tamanha que nos consideramos proprietários do planeta, assim como alguns se consideram proprietários daquele cargo, daquela área. Não somos proprietários, somos usuários compartilhantes.
    Esse planeta é o lugar onde nós nos abrigamos, onde nós nos protegemos assim como bilhões e bilhões de formas de vida também o fazem. Aliás, a ciência calcula que, afora a espécie humana, em nosso planeta haja mais de trinta milhões de espécies diferentes com bilhões de seres vivos. Aliás, para cada ser humano no planeta há sete bilhões de insetos. Já imaginou se, para entender o que estamos fazendo com o planeta partilhado, hoje à noite só os seus vierem lhe visitar?

Postar um comentário