Luciano Luciano afirma que é “totalmente compatível” ser prefeito e presidente de partido

30.4.16
Clodoaldo Corrêa - O prefeito de Timon e presidente estadual do PSB, Luciano Leitoa, respondeu às declarações do senador Roberto Rocha, de que ele não poderia ser presidente do partido por ser prefeito e “por estar focado em sua reeleição e nas complexidades da gestão de seu município”.

Ser prefeito é uma coisa e ser dirigente partidário é outra. Sabemos que estar à frente de partido tem muitas atribuições, mas é uma situação totalmente compatível. O maior exemplo, mesmo eu não querendo me comparar com ele, é o Eduardo Campos, que se tornou presidente nacional quando se lançou candidato a governador de Pernambuco. O próprio Miguel Arrais, foi governador e presidente. Quem colocou, não quero crer que tenha sido o senador, não conhece a história do PSB”, afirmou.

A confusão continua grande dentro do PSB.

Bastidores & bastidores

Pesquisa verdadeira?!
Nesta sexta-feira, 29, vários integrantes do grupo Coutinho estavam comemorando uma nova pesquisa de opinião feita para consumo interno. Na suposta sondagem, uma incoerência sem tamanho: o principal nome da oposição teria diminuído a vantagem sobre o segundo colocado. Como assim?! E o oposicionista não estava bem atrás na última sondagem divulgada?!

Medo
E o deputado Humberto Coutinho continua com sua obsessão em falar sobre o vereador Fábio Gentil para seus interlocutores. Em qualquer lugar, e a qualquer hora, o deputado não consegue mais nem disfarçar: “qui, qui como é que tá o Fábio...?”, questiona o presidente da Assembleia.

Cronômetro
Já virou piada entre os correligionários de HC sobre em quanto tempo desde o início do bate-papo, o deputado vai começar a fazer perguntas sobre por onde anda, como faz campanha e como Fábio Gentil consegue reunir tantos aliados em torno dele.

As quase “pedaladas caxienses”
Para cobrir o rombo nas contas do Funprev, a Prefeitura de Caxias teve que pedir que a Câmara Municipal autorizasse a abertura de crédito suplementar para pagar dívidas com o Fundo de Previdência do município. Na justificativa para o rombo no Fundo, a culpa, mais uma vez, caiu nos governos da família Marinho.

Grave
É assustador os danos causados pelo terrível mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus em Caxias. Nunca se viu algo tão grave na cidade.

Mosquito ‘para todos’
‘Imparcial’ com suas vítimas, o aedes não diferencia cor, religião, estatura, nível econômico ou cor partidária. O deputado Humberto Coutinho e o vereador Fábio Gentil foram acometidos pela febre chikungunya.

Sintomas para todos os gostos
Dor nos olhos e nas articulações, febre alta, cansaço extremo, hipersensibilidade a luz, coceira no corpo, dor de cabeça, vômito e diarreia são os sintomas mais comuns durante a chikungunya. Mas, como sempre inovando, o vereador Léo Barata ‘estrelou’ um novo sintoma da doença. Teve depressão. A informação foi dada pela presidente da Câmara, Ana Lúcia Ximenes, em plena sessão e arrancou risos do público presente.

Propaganda
Embora a Prefeitura de Caxias tenha cometido todas as falhas para evitar que o mosquito aedes aegypti se proliferasse pela cidade e provocasse tanto mal aos caxienses, pelo menos numa coisa a atual administração tem tido uma atuação impecável. A propaganda do governo Léo Coutinho em torno do assunto tem sido gigantesca. Uma pena que os resultados dessa mídia não tenha servido para muita coisa, uma vez que os números das doenças transmitidas pelo mosquito aumentam cada vez mais.

Parceria tímida
A ex-governadora Roseana Sarney era crucificada pelos coutinhianos sobre todos os males administrativos de Caxias. Tinham na ponta da língua a desculpa de que um buraco na rua ou a falta de uma dipirona nos postos de saúde era “por conta da falta de parceria com o governo do Estado”. Saiu Roseana, a ‘perseguidora’, e tomou posse Flávio Dino, o “amigo de Caxias”, mas nenhuma melhora sensível na saúde é sentida pelos caxienses.

A incompetência dos milhões
Mas, se por um lado Roseana era culpada por todo o caos na saúde de Caxias porque não fazia convênios com o município, por outro lado Flávio Dino tem sido generoso. São muitos milhões já enviados à cidade, mas a incompetência colossal do governo Léo Coutinho não sabe aplicar corretamente esses recursos. Ou talvez saiba...

E o Sabiá dá Sorte deste domingo continua incrível!!! São prêmios que totalizam mais de R$ 20 mil reais

E tem 10 rodadas da sorte de R$ 100 reais

O Sabiá dá Sorte deste domingo está simplesmente incrível.

Tem muita grana nos prêmios principais.

E na compra do seu termo de doação, 50% do valor retorna para você na recarga do seu gás de cozinha (confira mais detalhes no termo de doação disponível nos pontos credenciados)

E o preço da sua cartela continua em conta: somente R$ 5,00 (cinco reais) no seu termo de doação.

Confira a premiação completa:

1o PRÊMIO: 01 poupança de R$ 3 mil reais.

2o PRÊMIO: 01 poupança de R$ 3 mil reais.

3o PRÊMIO: 01 poupança de R$ 4 mil reais.

4o PRÊMIO: 01 poupança de R$ 10 mil reais.

Isso mesmo. 01 poupança de R$ 10 mil reais. no prêmio principal.

O Sabiá dá Sorte é importante para manutenção de mais de 400 crianças que dependem da Escolinha de base do Sabiá Futebol Clube e também faz doações semanais para a Fazenda da Esperança.

E atenção

O sorteio será transmitido ao vivo pela  TV Sinal Verde, a partir das 10h deste domingo, pela Rádio Tropical FM, além da rádio FM Nova Cidade do município de São João do Sóter.

Não fique de fora!

Aldeias Altas mobiliza população para vacinar contra o vírus da gripe

29.4.16
A Prefeitura de Aldeias Altas, por meio da Secretaria de Saúde do Município, realiza nesta sábado, 30, o Dia “D” da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Estarão sendo imunizadas contra a gripe (H1N1), crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, parturientes, idosos, pessoas com doenças crônicas e trabalhadores da saúde.

Para que o trabalho de imunização alcance a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde que é de 95% do público alvo, a Secretaria de Saúde através de seus profissionais, cerca de 60 pessoas, entre ACS - agentes comunitários de saúde, enfermeiros técnicos e notificantes, vai atender em cinco pontos de vacinação descentralizados.

Para a zona rural, quatro equipes itinerantes irão percorrer as comunidades entre os dias 10 a 22 de maio.  Cada equipe será formada por 3 profissionais que farão a vacinação contra a gripe durante este período.

Para ter acesso à dose da vacina contra a gripe é necessário levar ao Posto de Saúde o Cartão de Vacinação. O atendimento ocorre das 8h às 17h.

Após a mobilização do Dia “D” neste sábado, 30 de abril, as equipes continuarão vacinando no Centro de Saúde, Agência do INSS, e nos Centros de Referência em Assistência Social – CRAS da Vila Costa Pinto e Erasmo Marcelino, até o dia 20 de maio quando se encerra a Campanha Nacional.

É muito importante que as pessoas possam se prevenir das diferentes variantes da gripe. Nós, disponibilizamos toda a rede de saúde para que possamos alcançar a meta e vacinar um maior número possível de pessoas, Por isso, fazemos esse chamamento para que neste Dia “D”, todos aqueles que fazem parte do público alvo compareça nos locais de vacinação e não deixe para depois, pois com saúde não se brinca e o mais importante é prevenir”, frisa o prefeito Dr. Tinoco.

Locais de Vacinação contra a Gripe em Aldeias Altas

- Centro de Saúde
- Igreja de São Francisco (bairro Greenville)
- Posto de Saúde da Vila Costa Pinto
- Posto de Saúde do Bairro São Francisco
- Escola Maria da Conceição

O que é a Influenza A/H1N1?

A influenza suína (gripe suína) é uma doença respiratória dos porcos causada por um vírus de influenza do tipo A, que é motivo de surtos regulares em porcos. As pessoas, normalmente, não contraem a gripe suína, porém infecções em seres humanos podem acontecer e de fato acontecem. Estudos mostraram que os vírus da gripe suína podem se disseminar de pessoa para pessoa; porém, no passado, essa transmissão era limitada e não sustentada para além de três pessoas.

ASCOM: Aldeias Altas 2016

Menos de 48 horas depois do blog cobrar os carros fumacê em Caxias... Não é que eles apareceram!!!

Com medo de mais cobranças, começaram logo a propaganda 
para ganhar dividendos com a população
Que o governo Léo Coutinho é um desastre administrativo, isso não é novidade para ninguém. E que só funciona na base da pressão, também é do conhecimento de todos.

Após as postagens do blog sobre o grave surto de chikungunya que assola o município (reveja aqui e aqui), políticos caxienses de A a Z colocaram o assunto como prioridade. Como não poderia deixar de ser, a administração coutinhiana entrou na ‘onda’ das cobranças do blog e resolveu tomar as providências que esta página eletrônica recomendou.

O reforço da mídia palaciana no combate ao mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika, acaba de anunciar que os carros fumacê, cobrados duramente no blog na última terça-feira, 26, estarão novamente em Caxias.

Como o titular do blog cobrou uma ação rápida do prefeito Léo Coutinho, infelizmente, como tudo no seu governo, esses carros fumacê, que pertencem ao governo do Estado, só estarão em Caxias a partir da próxima semana.

Mas antes de reforçar o combate ao mosquito, os carros fumacê já estão trabalhando a todo vapor, só que numa área onde eles não servem pra nada: o marketing da mídia palaciana.

O blog também cobrou nesta semana que o prefeito monte brigadas de agentes de saúde, que podem ser com voluntários e/ou recrutas do Exército, para livrar nossa cidade das doenças transmitidas pelo aedes. Além disso, pedi para que Léo Coutinho equipare os salários dos agentes de saúde e de endemias com os demais profissionais da região, o que acho pouco provável que aconteça.

No início da sua gestão, Léo Coutinho contratou, por uma fortuna, a Fundação Dom Cabral para ministrar uma espécie de curso intensivo com secretários e coordenadores no intuito de dinamizar a sua gestão.

Como o blog costuma fazer muitas cobranças, e o prefeito costuma segui-las, já começo a pensar em receber alguma recompensa pelos meus préstimos.

Se nem a Fundação Dom Cabral conseguiu colocar algum rumo nessa administração, o blog do Sabá tem feito uma diferença danada.

Vou começar a cobrar...

Agritec Codó: Maranhão recebe mais de R$ 14 milhões para investir na agricultura familiar

28.4.16

A Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec) do Território dos Cocais iniciou, nesta quinta-feira (28), em Codó, com uma novidade para o Maranhão. O estado receberá mais de R$ 14,5 milhões do Governo Federal para ampliar a capacidade produtiva e qualidade de vida das famílias rurais no interior do estado.

Na abertura da Agritec Codó, Solange Amarilis, da coordenação do Projeto Água Doce do Ministério do Meio Ambiente (MMA), oficializou junto ao Executivo Estadual, o investimento de R$ 9.667.110,79 milhões para beneficiar 11.500 pessoas.

O convênio tem o objetivo de fornecer água de qualidade para consumo humano e pretende instalar 30 sistemas de dessalinização, entre eles, três serão sistemas de arranjo produtivos abrangendo os municípios de Codó, Caxias, Coroatá, São João do Sóter, Timbiras, Aldeias Altas, Duque Bacelar, Itapecuru, Pirapemas, Araioses, Água Doce, Primeira Cruz e Chapadinha. O público alvo são agricultores familiares, comunidades quilombolas e assentados de programas dos governos estadual e federal.

Com a assinatura do convênio, o Maranhão passa a ser o décimo estado da federação a ser beneficiado com as ações do Programa. É uma satisfação trabalhar em parceria com um governo que trabalha para que os recursos cheguem a quem mais precisa”, enfatizou Solange Amarilis, da coordenação do Projeto Água Doce do Ministério do Meio Ambiente.

O secretário de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração, Glauco Mendes, também firmou parceria com o Governo do Estado e assinou acordo de responsabilidade de empenho na ordem de R$ 5 milhões do Programa ‘Água Para Todos’ para construção de barreiro e kit de sistema simplificado para beneficiar produtores dos municípios de Duque Bacelar, Chapadinha, Vargem Grande, Codó e Caxias.

O secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares disse que, passo a passo, estão sendo construídas políticas públicas para todos os maranhenses ao serem aplicados corretamente os recursos públicos.“Vamos continuar apoiando a produção e os agricultores familiares. Acreditamos que esse é o caminho correto, investir na educação e na produção. Nós temos uma crença profunda de que estamos no caminho correto”, destacou o secretário.

Adhemar Lopes, secretário Nacional de Reordenamento Agrário do Ministério do Desenvolvimento Agrário, durante o evento parabenizou a SAF pelo empenho para destravar os recursos do crédito fundiário na ordem de R$ 11.781.232,55 para execução de Subprojetos de Investimentos Comunitários (SIC).

A ação está garantindo as condições de infraestrutura básica e produtiva aos agricultores familiares por meio de associações de trabalhadores rurais. A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF) operacionaliza os empreendimentos rurais que beneficiam centenas de famílias assentadas pelo programa no Maranhão. A ação é executada por meio da Unidade Técnica Estadual (UTE), que coordena o crédito fundiário no estado.

Dona Maria de Jesus (Dijé), coordenadora do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu, representando todos os movimentos sociais, agradeceu a oportunidade que o Estado está dando para as quebradeiras mostrarem seus trabalhos e como cuidar da natureza. “Nós tiramos nosso alimento da natureza e a preservamos. Sem agricultura familiar não é possível a sobrevivência das famílias, aqui é um espaço de muito aprendizado”, declarou.

Abertura da Agritec

Além dos importantes anúncios de investimento do Governo Federal, na abertura da Feira foi entregue três motos e três GPS para a regional da Agerp de Codó executar o Cadastro Ambiental Rural (CAR), e beneficiar agricultores familiares, comunidades e povos tradicionais. O CAR é uma ferramenta utilizada para auxiliar o processo de regularização ambiental de propriedades e posses rurais.


Na ocasião, foram firmados contratos de financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) que beneficiarão agricultores do município de Codó com a concessão de créditos bancários para ampliar a produção da família produtora rural. Foram entregues ainda 18 kits feira para atender a regional de Codó. O kit é composto por: barracas, balanças, caixas plásticas, gaiolas, caixas de isopor, pallet, jalecos, bonés e camisas.

O Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma) entregou títulos de terra de 1.517 hectares para a Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Riacho Seco, beneficiando 32 famílias.

A Agritec é uma realização do Governo do Estado do Maranhão, por meio do Sistema SAF, composto pela Secretaria de Agricultura Familiar (SAF), a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e o Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), em parceria com Embrapa/Cocais, Sebrae, Prefeitura municipal de Codó e Movimentos Sociais como a Aconeruq, Fetaema, Fetraf-MA, MIQCB e MST.

A Feira é uma verdadeira vitrine de oportunidades para o homem do campo, pois é um espaço de capacitação e acesso às novas tecnologias, de modo que ele possa melhorar sua produção quantitativa e qualitativamente.

Participaram da abertura o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, presidente do Iterma, Mauro Jorge, prefeito de Codó Zito Rolim, vereador de Codó Pedro Belo, secretários estaduais e municipais, vereadores, lideranças e representantes dos movimentos sociais.

Rafael Leitoa defende funcionamento das “Farmácias Familiares” em Timon

Deputado Rafael Leitoa defende funcionamento das farmácias
que estão mais próximas da população (Fonte: Agência Assembleia)
A exigência da Lei Federal LEI Nº 13.021, de agosto de 2014, que versa em seu Capítulo III, Artigo 6º, sobre o funcionamento das farmácias de qualquer natureza, exigindo obrigatoriedade da presença de um farmacêutico, foi debatida pelo deputado Rafael Leitoa (PDT) na tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã desta quinta-feira (28).

Em seu discurso, Rafael Leitoa relatou a preocupação da Associação dos Farmacêuticos de Timon em atender a Lei, visto o tamanho dos estabelecimentos e a baixa receita. Após encontro com o presidente da Associação, Senhor Ronaldo, o deputado avaliou que na maioria das vezes, em quase todo o estado, as farmácias que estão mais próximas da população não têm estrutura para manter um farmacêutico durante o funcionamento diário.

O deputado reforçou que a medida é salutar, porém, o lado econômico deve ser levado também em consideração. Completando o raciocínio, Rafael lembrou que no Maranhão existem vários estabelecimentos chamados “Farmácias familiares”, onde o dono da farmácia é proprietário do ponto comercial e a mesma pessoa que faz o atendimento mais próximo da população carente.

Como tentativa de solução para esse embate, o deputado pedetista se comprometeu em apresentar um Requerimento à Mesa Diretora da Assembleia, solicitando à Comissão de Saúde, que convoque uma reunião com o Conselho Regional de Farmácia, Sindicato dos Farmacêuticos e entidades ligadas à atividade. Objetivando para as farmácias de menor porte, tempo hábil para se organizar e atender os requisitos, de uma forma menos impactante financeiramente para seu funcionamento.

Para finalizar, Rafael Leitoa informou que em Timon, dos 36 sócios da Associação Farmacêutica do município, 18 já têm farmacêuticos e outros 18 estão com os filhos ou mulheres fazendo curso superior de Farmácia para se profissionalizar. “Essa situação não pode ser de uma hora para outra, isso leva tempo e a gente não pode fechar todas as farmácias do estado do Maranhão com uma caneta só”, completou o deputado. 

Medidas Cautelares

Por Edson Vidigal, advogado, foi Presidente do Superior de Justiça e do Conselho da Justiça Federal.

Ninguém mais duvida que a Dilma depois de afastada do cargo, já a partir da primeira quinzena do mês que está chegando, será, definitivamente, como ela própria anunciou, uma carta fora do baralho. Ou seja, não retornará nunca mais a ser Presidente da República.

Digo nunca mais porque a condenação que a espera no plenário do Senado não será apenas à perda do cargo, mas também à suspensão dos seus direitos políticos por 8 anos.

O Lula que tira essa onda toda de indignado taxando o impeachment de golpe, no que apenas declama o mantra engendrado pelos que se fazem passar por ignorantes no alto comando do seu partido, pois até o Lula sabe que aquele corvo do poema de Edgar Allan Poe já está a postos para o voo rasante sobre o leito da Dilma quando ela insone e revoltada estiver pensando em para onde ir, no dia seguinte.

John Kennedy quando chegou ao Senado escreveu que estava sempre atento à maldição do corvo. Ah que maldição era essa? Quem chegasse a qualquer cargo na República, no Legislativo ou no Executivo, e não trabalhasse com afinco sempre respeitando não só as regras legais, mas também  igualmente a dignidade dos outros, estava fadado às maldição do corvo do poema de Edgar Allan Poe.

É de se imaginar a Dilma se remexendo insone em sua ultima noite no Palácio da Alvorada e o corvo sacana, em seu chilreado inimitável, como se fosse um Zé do Caixão, a esconjurar a Presidenta – há, há, há, nunca mais, Dilminha, nunca mais!

No que lhe resta de calendários, noites de luas cheias e de pneus calibrados para suas pedaladas matinais, se parar um pouco para se olhar por dentro e contemplar o horizonte, verá que a ponte para a travessia ao desconhecido não está assim tão distante, não. Da miríade carregará a certeza de que Presidente da República no Brasil, nunca mais, nunca mais!

Porém, ah porém, até que essa noite aconteça e o Edgard tire da gaiola do seu poema o malfadado corvo, alguma coisa horrível e previsível poderá acontecer contra a ordem constitucional, a paz nacional, enfim, contra o Estado de Direito, se o afastamento da Dilma não contiver medidas cautelares acessórias.

Já não é segredo e está escrito nos jornais que a ordem da Dilma e do seu partido é infernizar o quanto possível a vida do Temer, enquanto seu substituto e depois pelos 2 anos à frente como seu constitucional sucessor.

O Vice Presidente estaria mais para Ministro do Turismo do que para Chefe da Nação e do Poder Executivo se assumindo, primeiro como substituto por 180 dias, depois como o sucessor legitimo, até o fim do mandato do qual ainda restam 2 anos, subestimasse tamanha insanidade.

A lógica do afastamento do titular do cargo em razão do impeachment é a mesma em relação todo e qualquer pessoa acusada de um delito.

No serviço publico, pode atrapalhar a investigação, a colheita de provas, intimidar testemunhas, enfim, obstruir a realização da justiça. Por isso, uma vez recebida a denúncia e instaurada a investigação ou depois no curso da ação penal, poderá o delegado do inquérito ou o Ministério Público pedir a adoção de medidas cautelares contra servidor acusado exatamente para que, no exercício do cargo não possa, aproveitando-se do prestigio da função, atrapalhar a investigação ou a instrução processual.

O que o Senado da Republica fará nos próximos dias será a simples admissibilidade da acusação sobre a qual a Câmara dos Deputados entendeu haver indícios suficientes de provas a ensejarem uma investigação e um processo.

E aí? Nos 180 dias em que será investigada a Dilma ficará no Palácio da Alvorada aguando plantas, dando comidinhas aos passarinhos, malhando na piscina, vendo filminhos, sorvendo seu uisquinho. E tal? Nécas de olhar prá trás, diriam os Novos Baianos em “Ferro na Boneca”, a alegre canção.

Então, é da maior importância o Senado, via Comissão do Impeachment, ir logo se articulando com o Supremo, cujo Presidente presidirá ao final o julgamento, para que medidas cautelares sejam adotadas de forma acessória no decreto legislativo do afastamento. A lógica, repito, é a mesma das medidas cautelares.

Leitoa reage a articulações de Roberto Rocha pelo controle do PSB


O prefeito de Timon, Luciano Leitoa, presidente estadual do PSB, reagiu ontem (27), nas redes sociais, aos recentes movimentos do senador Roberto Rocha que, dizem nos bastidores, tenta tomar para si, via direção nacional, o controle do partido, de olho nas eleições deste ano principalmente em São Luís.

Num longo comunicado, Leitoa diz que Rocha tem o direito de discordar, mas insinua que ele aje por um projeto pessoal.

Tenho procurado, ao longo do nosso mandato à frente do PSB, alimentar a democracia interna do partido ouvindo nossas bases, dando espaço aos movimentos organizados e, principalmente, buscando a construção coletiva de um partido que esteja a serviço do nosso povo e de nossa sociedade, e jamais a reboque de um projeto político pessoal”, escreveu.

Conta ainda que ajudou na eleição do senador – ao garantir as condições para que o ex-governador José Reinaldo abdicasse da disputa – e reclama que isso custou ao seu grupo político a não eleição direta de Rafael Leitoa (PDT), seu primo, que acabou como primeiro suplente na Assembleia Legislativa.

Ganharam as eleições em Timon os nossos candidatos a governador, Flávio Dino, com 46.359 (64,98%), e, para senador, Roberto Rocha, com 37.370 (54,68%), o que lhe deu uma margem de mais de 10% acima de seu oponente direto. Como não há vitórias sem custos, coube ao nosso grupo político arcar com o ônus de sacrificar a candidatura de nosso grupo a deputado estadual que não obteve êxito por menos de três mil votos. Como ficamos impossibilitados de trocar apoio com quaisquer outros candidatos diante do compromisso com Roberto Rocha e Zé Reinaldo, amargamos a primeira suplência”, completou Leitoa, que finaliza o texto fazendo uma espécie de convocação a Roberto Rocha.

Convido-o a participar da reunião do diretório estadual do partido no próximo sábado (30) e, diante de dirigentes, militantes e movimentos organizados, exponha sua posição e faça valer seu direito de discordar”, concluiu. (Do blog do Gilberto Léda)

Bomba de água do SAAE – Catulé pede CPI e bate forte em promotor de justiça: “é aliado do prefeito; o parquet está mudo e está surdo”

Vereador Catulé
Embora a manobra governista da última segunda-feira, 25, tenha evitado o debate sobre o escândalo da doação de uma bomba de água do SAAE, o assunto foi finalmente abordado nesta quarta-feira na Casa do Povo.

E a tentativa de adiar o assunto acabou servindo para aumentar a expectativa em torno da doação irregular e também para que novos lances fossem trazidos a tona, pois segundo informação publicada no JP, esta não foi a primeira vez que a Prefeitura de Caxias doou uma bomba de água.

O vereador Catulé fez um duro discurso na tribuna denunciando o caso e deixou a maioria governista mergulhada num silêncio sepulcral. Por alguns momentos, o público presente na Câmara chegou a pensar que a base aliada do prefeito Léo Coutinho estava gostando dos ataques desferidos ao prefeito, pois nenhum quis defendê-lo para tentar amenizar o prejuízo coutinhiano. Nem mesmo a presidente Ana Lúcia, tão rigorosa com o tempo dos discursos na tribuna, que é de 15 minutos, deixou Catulé extrapolá-lo em mais de 6, o que nunca é visto na Casa do Povo.

 Daqui pra frente o prefeito não pode se reclamar de falta de recursos. Não pode se reclamar de nada”, iniciou Catulé. “O prefeito pega um bem público e doa ao povo de Bacabal, uma bomba de 100cv para o deputado estadual Roberto Costa instalar naquela cidade”, continuou ele.

E nós sabemos que um bem público, qualquer que seja, para ser doado, tem que passar por esta Casa”. “Não me interessa se foi o deputado Humberto Coutinho que intermediou. Me interessa, pois sou vereador de Caxias, que quem deu a bomba foi o prefeito de Caxias”, continuou Catulé afirmando: “cometeu um crime de responsabilidade”.

Se nós tivéssemos um promotor que cuida dessa área, o prefeito, no mínimo, já estaria preso ou cassado”, asseverou ele dando como exemplo a cidade de São Vicente de Férrer, “que foi afastada por uma ação de uma promotora de justiça, por coisa bem menor que o que está acontecendo em Caxias”.

Citando o Jornal Pequeno, onde na coluna desta quarta-feira, assinada pelo jornalista Jotônio Viana, foi revelado outra ação semelhante do SAAE de Caxias, Catulé reagiu mais indignado ainda. “O mais grave de tudo isso é que esta prática não é a primeira, pois o jornal diz que o prefeito doou uma bomba da mesma capacidade pra cidade de Colinas”, protestou o oposicionista lembrando que, nesta semana, recebeu em sua residência, moradores de um povoado reclamando que tanto a caixa d’água como a bomba de água estavam danificados. “Uma caixa d’água e uma bomba de água de R$ 3 mil reais e a Prefeitura de Caxias não tem esse dinheiro”, lamentou ele informando ainda que o povoado Santa Rita fica próximo a fazenda do tio do prefeito de Caxias.

Quanto a informação disseminada pelo grupo Coutinho nos bastidores, que tenta diminuir o desgaste do mandatário da cidade diante do escândalo, de que o prefeito de Bacabal teria, supostamente devolvido a bomba de água, Catulé não deixou barato: “isso aí é como ladrão, roubou 100, 10, ou 1 real, é furto”. “Devolveu? Não interessa. Cometeu o crime. E a bomba não foi devolvida coisa nenhuma. Está lá na cidade de Bacabal”.

O oposicionista ressaltou que o dinheiro despediçado pela Prefeitura de Caxias com a doação das bombas de água do SAAE para as cidades de Bacabal e Colinas, poderia, pelo menos, ajudar no combate ao mosquito aedes aegypti, responsável pelo surto de chikungunya que assola Caxias. “Esse dinheiro dessas duas bombas daria para pelo menos aliviar esse problema, pois sabemos que se combate doença é com dinheiro”.

Eu acho que caberia uma Comissão Parlamentar de Inquérito para nós investigarmos, além do prefeito, os diretores do SAAE, que eu chamo de cúmplices nesse assalto que fizeram com o povo de Caxias”, conclamou Catulé que ressaltou ainda que, “a todo instante nós assistimos o povo falar da falta d’água na cidade e lá no SAAE, para se tirar uma segunda via se paga R$ 5 reais e além do custo de outras taxas”. “O SAAE de Caxias está rico e o povo paga uma taxa de água cara”.

Promotor de justiça é “aliado” do prefeito

Falando do bom trabalho do Ministério Público no Maranhão, que é célere e tem avançado no combate aos crimes contra o erário, Catulé fez uma ressalva. “Mas, não na cidade Caxias”, iniciou ele que emendou: “Em Caxias, o promotor que é responsável por esta matéria [improbidade administrativa], é aliado do prefeito. Uma cidade de mais de 160 mil habitantes e nos parece que não existe Ministério Público”, criticou o parlamentar ressaltando que os juízes da comarca de Caxias, “estão esperando uma ação do Ministério Público”.

Nós da oposição já estamos gastando solado de sapato de tanto ir ao Ministério Público”, disse ele acrescentando que o atual titular da promotoria que trata de crimes de improbidade, teria pedido para ocupar o cargo. “O promotor de justiça que está nesse setor, pediu para ir e o povo de Caxias está descoberto. O parquet está mudo e está surdo”.

Muita coisa ainda vai rolar na história dessa doação da bomba de água do SAAE de Caxias.

“Operação Mar de Lama” - Corrupção no SAAE afasta 5 vereadores

27.4.16
NA PRIMEIRA FASE, 8 PARLAMENTARES FORAM AFASTADOS

Cinco vereadores foram afastados dos cargos por determinação da Justiça durante a segunda fase da "Operação Mar de Lama", realizada pela Polícia Federal em Governador Valadares (MG) nesta quarta-feira (27). Segundo a PF, o objetivo é combater crimes de corrupção praticados por agentes públicos e políticos. Um gestor corporativo do SAAE também foi afastado e estão sendo cumpridos sete mandados de busca e apreensão.

A primeira fase da operação ocorreu no início deste mês, 20 agentes públicos foram afastados, dentre os quais oito dos 21 vereadores. Foram cumpridos também oito mandados de prisão. De acordo com a PF, a ação foi desencadeada para desarticular uma organização criminosa instalada na Prefeitura e no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE). As investigações apontam que os envolvidos teriam se aproveitado dos estragos causados pela chuva no município em 2013 para fraudar licitações.

Segundo a Polícia Federal, a nova fase da operação decorre da análise de materiais apreendidos na empresa do tesoureiro da organização criminosa investigada, que apontou indícios de que além dois oito vereadores que já tinham sido afastados, outros cinco e um gestor do SAAE recebiam propinas.

"Os nomes dos vereadores e do gestor corporativo do SAAE afastados foram encontrados em uma espécie de contabilidade de propinas, recebidas e pagas pela organização criminosa investigada, sempre vinculados a valores", diz a PF.

Caxias ganha 3 motos para realização do Cadastro Ambiental Rural e 35 Quintais Produtivos


Mais uma parceria entre a Prefeitura de Caxias e o Governo do Estado beneficia os agricultores familiares do município. Em solenidade realizada na manhã desta quarta-feira (27), na Secretaria Municipal de Agricultura, foram entregues 3 motos para o levantamento do Cadastro Ambiental Rural (CAR), além de 35 Quintais Produtivo de meio hectare para agricultores que fornecem para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Segundo o secretário de Agricultura de Caxias, Manoel Silveira, “as motos destinadas ao CAR, bem como os kits que atenderão 35 famílias, irão ajudar a alavancar mais ainda a produção local, e os produtores da zona rural que necessitem de investimento na produção”.

Na oportunidade, o prefeito de Caxias, Leo Coutinho, enfatizou a importante parceria com o Governo do Estado. “Nesse quase um ano e meio de governo Flávio Dino, desde ações pequenas a ações mais complexas, quase todo mês a zona rural de Caxias é contemplada com alguma novidade. Esse é o nosso compromisso, dizer ao homem do campo que estamos aqui do lado. E quanto mais apoio e suporte tivermos, é claro que quem ganha é a população”.

Para o homem do campo

Para o vereador Neto do Sindicato, também representando a classe de trabalhadores rurais, “o município está de parabéns por ser contemplado com mais equipamentos que visam criar e fortalecer espaços de promoção e comercialização dos produtos da agricultura familiar”.


O município de Caxias é prioritário dentro das nossas diretrizes de trabalho no desenvolvimento da agricultura familiar no Maranhão”, afirmou o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares. (Fonte: Ascom/ Prefeitura de Caxias)

O santo do andor é de barro

Por Edson Vidigal, advogado, foi presidente do Superior Tribunal de Justiça e do Conselho de Justiça Federal

Quando a sociedade se vê ameaçada por prenúncios de desorganização do Estado, as instituições, por seus agentes, em muitas ocasiões como esta que vivemos se excitam em espasmos de arrogância ou de indiferença. Ou em ensaios de autoritarismo.

Quem não sabe como lidar com essas coisas e já se acha no salve-se quem puder, farinha pouca meu pirão primeiro, estufa o peito e pigarreia todo dono ou dona da autoridade que já não mais lhe resolve, mas que precisa ostentar.

Aí a compaixão é tangenciada junto com a cidadania. As leis do direito se desgarram da moral e da ética. O processo civilizatório não estanca, mas decai. A interpretação das normas só conhece a conclusão ignóbil – é até certo que o fato não se reveste de moral, mas o que fazer se não é legal? Velhos chavões a serviço do jeitinho brasileiro.

E assim as leis do direito, editadas sob os pressupostos morais e éticos, vão sendo desgarradas dos bons costumes que as inspiraram e servindo à facilidade de julgamentos que dispensam da inteligência humana o compromisso com a paz social, pois com injustiças, com maus exemplos e com impunidades não há sociedade que se segure organizada.

A justiça não pode ser aquela temeridade. Há que ser preservada como a cidadela em que todos possam depositar confiadamente as suas esperanças. Sobre ela não pode pairar a mínima suspeita de desconfiança. É operada por seres humanos e porque somos todos humanos nos resumimos a uma única meta – a perfeição. Se não a alcançamos conclusivamente, é nosso dever seguir perseguindo. Só assim nos aprimoramos como criaturas de Deus.

Se nos descuidamos podemos parecer que somos maus. Mas não basta parecer. Temos que acreditar na força do bem, praticar o bem do qual somos aliados porque só com atitudes firmes das pessoas de bem é possível estancar a enxurrada do mal cujos operadores são incansáveis.

Ora, quem iria imaginar que de um simples posto de lava jato se tiraria a ponta do enorme novelo dessa novela quase interminável? Gangues com imensa capilaridade pelo país a furtarem fortunas dos cofres públicos e a repassarem propinas milionárias a políticos, a candidatos e a partidos?

E os que embolsaram as propinas comprando eleições e a se investirem em mandatos sem legitimidade popular nenhuma se entregando ao desserviço à democracia. Não sabem e nem querem saber o sacrifício que deu e o trabalho que ainda está dando restabelecer no Brasil a plenitude democrática.

Os milicos do golpe militar de 64 acharam que cassando, exilando, enfim, deletando toda a geração dos políticos de então – gerações formadas sob valores firmes brotados da tradição secular, tradição judaico-cristã, acharam aquelas pessoas que banindo o que ainda tínhamos de melhor, ensejariam o surgimento de novas gerações de políticos dotados de mais espirito publico e imantados de firme patriotismo.
Agora, é só olharmos os partidos da chamada primeira linha e os seus quadros, raríssimas exceções à parte. Quanto às linhas restantes, não há falar-se.

Toda corrupção com o dinheiro publico no que temos de mais publico e notório brotou das maquinações dessa gente. Pequena parte já está na cadeia. O restante ainda estrebucha aqui fora achando que pode escapulir.

Não podemos nos contentar com uma simples troca de Governo. O País está desarranjado, a sociedade perplexa, a economia em queda se aliando ao caos, o verde das esperanças quase murchando sob esse causticante sol de deserto de políticos sérios e de ideias respeitáveis conquanto cabíveis nesta imensa moldura deste momento.

Cuidado com o andor, gente. Todos os santos desta procissão têm, como nós outros, os pés de barro.

PV de Matões vai oficializar a pré-candidatura de Gabriel Tenório


Do blog do Ludwig Almeida - Será na dia 29 de maio deste ano a data escolhida pelo Partido Verde (PV), de Matões para oficializar a pré-candidatura a prefeito do advogado Gabriel Tenório em evento bastante prestigiado pela classe política do Maranhão. Entre os nomes na lista convidados estão os deputados Alexandre Almeida e Adriano Sarney; o presidente do PSD-MA, Cláudio Trinchão; a ex-governadora Roseana Sarney, além de várias outras lideranças políticas da região.

Deliberamos na última quinta-feira (21), em reunião com os membros de nosso partido esse grande ato político que será o lançamento oficial de nossa pré-candidatura a prefeito de Matões”, disse o presidente municipal do PV, Gabriel Tenório.

Esse evento que vai acontece em maio no Clube Chapa Quente a partir das 16 horas, deve também servir para anunciar toda a chapa das oposições de Matões.

Prefeitura de Caxias investe no atendimento a pacientes com dengue e chikungunya, mas nem sinal do carro fumacê para prevenção

26.4.16
Prefeitura amplia atendimento, mas carro fumacê, que é fundamental para combater e 
eliminar o mosquito causador da dengue e da chikungunnya, só existe em fotografia

Diante do crescente número de casos de dengue e chinkungunya em Caxias, e do protesto de milhares de pessoas acometidas pela doença, a Prefeitura de Caxias dá sinais de que está preocupada com a situação.

Desde segunda-feira, 25, foi montado um ambulatório no Centro de Especialidade em Assistência Materno Infantil (Ceami), para desafogar o grande fluxo de pacientes que se dirigem ao Hospital Geral em busca de socorro.

A medida, embora possa parecer nobre, pode não ser tão nobre assim.

Investindo no atendimento aos doentes e não na causa da doença, que é o mosquito aedes aegypti, a Prefeitura de Caxias parece querer tapar o sol com a peneira.

Enquanto a atual administração não encarar o problema de frente, contratando ou organizando brigadas de agentes de combate a endemias, que poderiam ser recrutas do Exército ou mesmo voluntários, os casos de dengue e chinkungunya irão continuar atormentando as famílias caxienses e levando as indesejáveis consequências da moléstia.

Mas isso precisa ser feito com urgência, pois a cidade pede socorro e o momento pede coragem e ação do gestor.

Ah! Mas antes disso, seria bom a Prefeitura de Caxias pagar um salário digno aos atuais agentes de saúde e aos agentes de combate a endemias e aproveitar para colocar o carro fumacê nas ruas.

Ou então, pelo menos equiparar os salários desses profissionais caxienses com os colegas de Aldeias Altas, São João do Sóter, Codó, Coelho Neto, Timon, Matões e o restante do Maranhão.

Corre, Léo!

A cidade pede socorro...

Política se faz com juventude

Bruno Cantalice
Qual é realmente o lugar da juventude na sociedade? Será que só servimos para engordar estatísticas e balançar bandeiras em período de campanhas eleitorais? Pois bem, a juventude nunca foi prioridade dos governos e nem dos governantes.

Não há de fato política pública para os jovens, embora existam diversos órgãos destinados a este fim, seja em ministérios no Governo Federal ou nas secretarias estaduais, órgãos com recursos para se trabalhar programas para a juventude. No âmbito dos municípios nem se fala, porque a situação é mais crítica. Como dizem que somos futuro do país se não há, por exemplo, oportunidades de emprego?

Agora me dirijo aos jovens. Será que estamos lutando pelos nossos direitos? Estamos buscando nossos espaços de direito? Realmente não estamos. Vejo uma juventude ociosa, caindo no mundo das drogas, prostituição e alcoolismo. Muitos casos desses são por conta de não haver oportunidades de melhoria. Se olharmos as estatísticas de crimes no Brasil, vê-se que a grande maioria das mortes são de jovens.

Por outro lado, quantas conquistas já demos ao país? Tiramos presidentes, protagonizamos os maiores manifestos já ocorridos na história recente brasileira. Devemos, sim, nos interessar pela vida pública. Se tem alguém que pode mudar essa política que existe aí somos nós. Já dizia Ulisses Guimarães: “O povo na rua mete medo nos políticos corruptos”.

Por isso eles, os poderosos, não investem na juventude, porque quanto mais jovens na política menos não irão se perpetuar no poder. Temos, sim, que ir à luta e reivindicar nossos direitos. Vamos nos tornar lideranças nos nossos bairros, nos municípios, no estado e no nosso país.

Eu não aceito de forma nenhuma um jovem inteligente, que tem perspectiva de futuro, dizer que não gosta de política, que não se discute política. Política é para se discutir sim. Eu quero o melhor para o meu país, para que as futuras gerações não sofram tanto quanto nós estamos sofrendo.

Faça uma reflexão. Se alguém pode mudar essa realidade é você mesmo. Quantos políticos estadistas não começaram como nós jovens em movimentos estudantis e se tornaram referencias nacionalmente. Chegou o nosso momento.

A população acredita na gente e sabe que somos o futuro. Praticamente clamam pela essa juventude entrar na política. Lugar de jovem é na política. Nós podemos, sim, ser o futuro desse país. Mas temos que nós tornar o presente pois “Política se Faz com Juventude”.

Brunno Cantalice
Presidente Estadual do PV Jovem – Maranhão

Manobra governista esvazia sessão da Câmara e impede protesto de oposicionistas sobre a doação irregular de bomba de água do SAAE

25.4.16
Subserviência governista garantiu esvaziamento da sessão e protesto contra doação de 
bomba de água do SAAE não foi feito na Câmara Municipal de Caxias

Quando prefeito, Humberto Coutinho ordenava aos vereadores de sua base aliada que os mesmos não comparecessem na Câmara Municipal quando um assunto grave fosse abordado pela bancada oposicionista. Na atual gestão, mudou o prefeito, mas o sobrenome continua. Inclusive as mesmas práticas de esvaziar sessões do Parlamento quando o assunto a ser abordado indica um provável mal-estar palaciano.

Desde quando foi denunciada aqui no blog, a “doação” de uma bomba de água pertencente ao SAAE de Caxias, o assunto tem provocado inúmeros debates nos bastidores. Os vereadores Catulé e Fábio Gentil também denunciaram a doação do equipamento durante entrevista no rádio.

A irregularidade está repleta de lances espetaculares e com a participação ativa e devidamente clara de todos os atores envolvidos, ou seja, o deputado Roberto Costa, que pediu a ajuda do presidente da AL, Humberto Coutinho; uma reportagem feita pela assessoria de comunicação do legislativo estadual, que traz todos os detalhes, que vão desde o pedido de Roberto Costa até a confirmação de Humberto Coutinho, de que teria entrado em contato com o prefeito de Caxias e que o mesmo viabilizou a “doação” da bomba de água e ainda um vídeo feito pelo próprio prefeito Leonardo Coutinho, dirigindo-se à população de Bacabal, em que informa ao povo sobre a cessão da bomba de água.

Em nova postagem do blog feita na tarde desta segunda-feira, 25, um vídeo do próprio deputado Roberto Costa, feito na tribuna da Assembleia Legislativa, em que afirma categoricamente que não se tratou “de um empréstimo, mas sim a doação da bomba de água de Caxias para o povo de Bacabal”, completa a trama. No vídeo, os agradecimentos da doação são dirigidos ao presidente da AL, Humberto Coutinho.

Diante de um enredo tão explosivo, era natural que a oposição na Câmara Municipal de Caxias fosse dirigir fortes críticas ao Palácio da Cidade, no que, logicamente, provocou o esvaziamento da sessão, levando ao cancelamento da reunião por falta de quórum.

Não tenho dúvidas de que a falta de quórum aconteceu por conta dos discursos que a oposição iria fazer na noite de hoje”, declararam uníssonos os vereadores oposicionistas presentes na Câmara Municipal.

Da base governista, apenas os vereadores Luis Lacerda, Mário Assunção e Neto do Sindicato estavam presentes na sessão desta segunda-feira, sendo que a garantia de falta de quórum ficou a cargo da turma do baixo clero.

Mesmo em minoria, a oposição caxiense promete levar o caso até as últimas consequências.

“Não fizeram empréstimo, fizeram uma doação para a cidade de Bacabal”, diz deputado Roberto Costa sobre a bomba de água pertencente ao povo de Caxias


O grave caso da doação de uma bomba de água do SAAE/Caxias para a cidade de Bacabal, tem sido um dos assuntos mais comentados nos bastidores da política caxiense.

No último sábado, 23, os vereadores Catulé e Fábio Gentil debateram o assunto na Rádio Tropical FM, e mostraram-se indignados com o assunto.

O caso é de uma gravidade sem tamanho, pois de acordo com reportagem feita pela Assessoria de Comunicação da AL, portanto uma notícia oficial, a bomba de água do SAAE de Caxias foi doada à cidade de Bacabal, conforme consta na referida matéria: “Na manhã desta quarta-feira (20), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho (PDT), anunciou a doação de uma bomba de água, de capacidade de 100 cv, para a cidade de Bacabal”.

Após denúncia deste blog, e em seguida a veiculação de um vídeo feito pelo próprio prefeito Léo Coutinho, anunciando a boa nova da “cessão” da bomba de água ao povo de Bacabal, as redes sociais em Caxias foram dominadas pelo assunto.

Por sua vez, mensalinhos e demais lacaios do grupo Coutinho tentaram rebater a denúncia tratando o caso como um simples empréstimo do equipamento, o que seria uma prática rotineira entre os SAAEs.

Só que mais uma vez, é o próprio deputado Roberto Costa, que é pré-candidato a prefeito de Bacabal, que diz com todas as letras, em discurso feito na tribuna da AL, que a bomba de água não foi ‘emprestada’, mas sim, “doada” à cidade de Bacabal. “Não fizeram empréstimo”, enfatizou ele. “Fizeram uma doação para a cidade de Bacabal, para que a gente possa acabar com esse sofrimento do nosso povo da nossa cidade”, diz o deputado, cujo discurso está disponível no you tube (veja aqui) para que qualquer um possa tirar suas dúvidas da ilegalidade do ato praticado.

Todo dinheiro arrecadado pelo SAAE de Caxias, através da cobrança pelo fornecimento de água em nossas residências, é usado para pagar os custos de produção e distribuição do produto, sendo que parte desses recursos é destinado para aquisição de equipamentos como forma de garantir a segurança na prestação do serviço, sendo portanto, inadmissível que o prefeito, atendendo pedido do tio, possa doar uma caríssima bomba de água de 100 cv para agradar um colega.

Quando, e se o Ministério Público em Caxias resolver fazer alguma coisa, o caso da doação da bomba de água pertencente ao povo de Caxias, e doada pelo prefeito Léo Coutinho, através de um pedido do deputado Humberto Coutinho, é um prato cheio para qualquer promotor de justiça que queira honrar o cargo.

Pesadelo sem fim!!! Em nota, Maternidade Carmosina Coutinho tenta explicar morte de mais um recém-nascido, mas confunde ainda mais

Depois de denúncia dando conta da morte de mais um recém-nascido na Maternidade Carmosina Coutinho no último final de semana, nesta segunda-feira, 25, a direção do Hospital deu uma nota para esclarecer o episódio, mas as explicações não resistem a uma análise mais apurada.

Primeiro a direção da Maternidade aponta claramente as causas da morte do bebê, que teriam sido “pré-eclâmpsia (pressão alta da mãe) e hipóxia intrauterina (falta de oxigênio no útero para o feto)”, para em seguida afirmar que a gravidez seria de “alto risco”.

No entanto, na mesma nota, a Maternidade diz que, “entre os dias 18 e 23” a gestante Francisca José da Conceição “foi medicada e passou por exames de ultrassom, sendo o último na quinta-feira (21), mostrando que o bebê estava vivo, com batimentos cardíacos normais”, o que afastaria qualquer indício de gravidez de “alto risco”, uma vez que a mesma estava devidamente medicada e o bebê apresentava situação normal.

Durante o parto cesariana, no sábado (23), a obstetra Yoneide Maria retirou um natimorto do sexo masculino”, explica a Maternidade citando palavras da diretora geral, Juliana Linhares, que irá “apurar os fatos, e caso sejam descobertas imperícias ou negligências, um processo administrativo será instaurado”.

Gostaria de acreditar nas palavras duras da diretora da Maternidade Carmosina Coutinho e que ela realmente tome medidas enérgicas que o caso requer, mas duvido que até o último dia da administração Léo Coutinho seja feita alguma coisa nesse sentido.

Depois, todas as medidas cabíveis vão ser tomadas junto aos conselhos de Medicina e de Enfermagem, para que os responsáveis sofram as punições previstas por lei”, encerra a nota explicativa sugerindo que alguém poderá ser punido nessa história.

Caso Caxias tivesse um Ministério Público atuante e o caso fosse apurado corretamente, no decorrer das investigações, e após muitas cobranças, a Martenidade iria, no máximo, colocar a culpa do triste episódio na mãe do bebê que não fez um pré-natal adequado.

Enquanto isso, mães e bebês inocentes pagam o preço por uma situação de calamidade naquela que já ficou conhecida nacionalmente como “Maternidade da Morte”.

Veja abaixo a nota da Maternidade Carmosina Coutinho:

Nota de esclarecimento - Maternidade Carmosina Coutinho (MCC)


A Maternidade Carmosina Coutinho (MCC) apura informações para saber o que aconteceu com o bebê de Francisca José da Conceição, que nasceu morto nesse sábado (23), por volta das 16h. Na certidão de óbito entregue à família, as causas foram pré-eclâmpsia (pressão alta da mãe) e hipóxia intrauterina (falta de oxigênio no útero para o feto).

A gestante de 25 anos, natural do Povoado Lagoa Seca, em Coelho Neto, chegou à MCC no dia 18, referenciada pelo seu município de origem, porque tinha uma gestação de risco.

Entre os dias 18 e 23, Francisca José foi atendida pelos médicos Edson da Paz, Eduardo Santos e Yoneide Maria. Nesse período, também foi medicada e passou por exames de ultrassom, sendo o último na quinta-feira (21), mostrando que o bebê estava vivo, com batimentos cardíacos normais.

Durante o parto cesariana, no sábado (23), a obstetra Yoneide Maria retirou um natimorto do sexo masculino. A partir daí, foram realizados todos os procedimentos para garantir a saúde e bem-estar da mãe. A parturiente Francisca José ainda se encontra recebendo os cuidados da maternidade, internada para a boa recuperação do procedimento pós-cirúrgico.

A diretora-geral da MCC, Juliana Linhares, irá apurar os fatos e, caso sejam descobertas imperícias ou negligências, um processo administrativo será instaurado.

Depois, todas as medidas cabíveis vão ser tomadas junto aos conselhos de Medicina e de Enfermagem, para que os responsáveis sofram as punições previstas por lei.

A Maternidade Carmosina Coutinho se solidariza com a perda dos pais e está trabalhando para que a saúde de Francisca José se reestabeleça o mais rápido possível.

Caxias – MA, 24 de abril de 2016

Juliana Linhares Coelho

Diretora-geral
Maternidade Carmosina Coutinho