5º Encontro da Velha Guarda Caxiense tem palestra e lançamento de livro sobre Caxias

26.7.19

Pela primeira vez, a Associação da Velha Guarda Caxiense inclui uma palestra em sua vasta programação.

Às 17h desta sexta-feira (26), na sede do Instituto Histórico e Geográfico de Caxias (IHGC), na antiga Estação Ferroviária, terá início a palestra “A importância de Caxias no cenário nacional”, como parte da programação do 5º Encontro da Velha Guarda Caxiense, evento que se realiza de dois em dois anos na cidade e reúne caxienses oriundos de diversos pontos do Brasil.

Pela primeira vez, a Associação da Velha Guarda Caxiense (AVGC), entidade que realiza os encontros, inclui uma palestra em sua vasta programação. A vice-presidente da AVGC, Ludce Machado, que, juntamente com Eunice Soares, é cofundadora da Velha Guarda, apresentou a ideia e o tema da palestra e a entidade, liderada por Maria da Glória Mousinho Souza, aprovou esse novo momento histórico-cultural na programação do 5º Encontro.

Para ministrar a palestra a Velha Guarda convidou o jornalista e pesquisador caxiense Edmilson Sanches, que é autor de dezenas de livros nas áreas de Administração, Comunicação, Desenvolvimento, Literatura e História, entre os quais obras sobre Caxias. 

E a ideia por trás da palestra é apresentar caxienses que, sobretudo nos séculos 19 e 20, foram autores de contribuições, iniciadores de movimentos, pioneiros na realização de atividades até então inexistentes no País. Segundo Sanches, “a contribuição, grande e positiva, de caxienses para a formação, fixação e ampliação da Identidade Brasileira é tão relevante que causa estranheza o fato de a imensa maioria desses caxienses ou de suas contribuições ao Brasil ainda serem desconhecidas ou não terem sido adequadamente apropriadas e corretamente exploradas até mesmo como poderoso item de desenvolvimento, naquilo que se convencionou chamar de Economia da Cultura”. Para Sanches, “o passado de Caxias é o presente de mais futuro; basta saber como trabalhar esse legado de talento, de esforço, de realizações e de honestidade de propósitos deixado por nossos conterrâneos de dois séculos atrás”.

Antes da palestra, Edmilson Sanches fará o lançamento de seu mais novo livro, a edição revista, atualizada e sensivelmente aumentada de sua obra “Do incontido orgulho de ser caxiense", que terminou de ser impressa nessa quinta-feira, pela Estampa Editora, de Imperatriz. O livro, agora ricamente ilustrado e totalmente em cores, sai em formato grande, de 21 cm X 29,5 cm, costurado, com mais de 150 páginas em papel pólen. Um esforço especial foi feito pela Editora e por Sanches nos últimos dias, a fim de que o livro pudesse ser lançado nesta sexta-feira.

O lançamento de “Do incontido orgulho de ser caxiense" realiza-se em conjunto com o lançamento do livro infantil “A fadinha que queria cantar fado", da escritora caxiense Edna Salazar, residente em Brasília. Os dois autores caxienses autografarão seus livros a partir das 16h30. Também haverá exposição de objetos caxienses antigos, coordenada pelo arquiteto Ezíquio Barros Neto, membro do Instituto Histórico e da Academia Caxiense de Letras.

Cerca de 50 exemplares do livro de Edmilson Sanches estarão disponíveis no lançamento. O livro reproduz na capa as cinco cores da bandeira de Caxias. O autor pretende fazer novos lançamentos, ainda em data a ser marcada, nas entidades caxienses de que é membro, entre elas a Academia Caxiense de Letras e a Academia Sertaneja de Letras, Educação e Artes do Maranhão (Asleama). (Da assessoria)

0 comentários:

Postar um comentário