Condecorações à Venda

29.9.18

Por Edson Vidigal

A ursa maior da noite começa a derramar trevas trazendo noite a Moscou. É quando as avenidas se esvaziando do rush de fins de tarde aos poucos parecem acolher silêncios, mas qual nada, o sossego é aparente.

Nessas avenidas um tanto compridas, que nem se imagina onde irão terminar, não há faixas especiais para pedestres. Há passagens subterrâneas.

A noite vai se firmando em penumbras e os automóveis com seus motores e escapamentos assustadores em seus tons diversos transmudam as avenidas em autopistas.

Num degrau um pouco acima do chão da escadaria de onde é possível avistar iluminado Teatro Bolshoi, um homem exibe medalhas antigas numa toalha. A entonação da sua voz é mais de pedinte que de vendedor.

Que histórias estão ali condensadas? Quais feitos patrióticos? Quais serviços prestados ao Estado soviético? Aquelas medalhas, e não são tantas, estamparam orgulhos, estufaram egos de quantos camaradas? Ou aquelas sínteses, reflexos de bons feitos, seriam pedaços da vida daquele homem?

A idade que o homem das medalhas aparentava e o seu ar sofrido realçando lhe a barba descuidada, branca à lá Dostoiévski, faziam-lhe parecer algum rascunho de alguém saído de alguma trama, talvez do romance de Tolstói - Guerra e Paz.

Algum veterano, mas de qual guerra? O certo mesmo é que tendo sido as medalhas conferidas ou não a ele, a única razão de estar ali aquele homem e suas poucas medalhas, se resume a uma condição de extrema necessidade.

Se ele era um mendigo, sob o manto invisível da noite, foi o único que vi em Moscou nesta temporada. O que não posso dizer quanto a putas. Nossa mãe, como despontavam óbvias nas lanchonetes dos calçadões ou em desfiles tão ululantes pelas entranhas dos hotéis. Sem abordagens constrangedoras como as de Las Vegas.

Cercado por grades de ferro, o Bolshoi é mantido a longa distância de quem passa. Nesta noite Putin está lá com os Presidentes da França e da Croácia, que assistirão amanhã a finalíssima da Copa do Mundo entre as seleções de seus países. Câmeras de TV são mantidas do lado de fora.

Nas avenidas de menor movimento, a liberdade se espraia pelas calçadas ou lá dentro dos inferninhos entre copos e bocas, amassos e beijos.

A juventude russa em Moscou tem seus carrões - BMW, Mercedes, Toyota, Honda, símbolos do capitalismo chegante mais fáceis de identificar.

Sabe o Lada, aquele automóvel que por algum tempo fez brilhar os olhares coçando os bolsos da esquerda brasileira? O Fernando Henrique, então Ministro da Fazenda do Itamar, tinha um, cor vermelha, em Brasília, na garagem da SQS 309, a quadra dos Senadores.

Embalado pelos ótimos ventos do Plano Real, que ele coordenara à frente da mais brilhante equipe econômica jamais recrutada, o Fernando, já àquele tempo começando a ser o FHC, saiu candidato a Presidente da República para suceder ao Itamar. Ganhou do Lula logo no primeiro turno.

Fora do Ministério e decidido a não usar, enquanto candidato, carro oficial, foi à garagem pegar o seu Lada, o carro russo, vermelho. Chave no contato, ió-ió-ió... E nada do Lada pegar. Ió-ió-ió, nada. O homem queria começar sua arrancada para a Presidência dirigindo o seu Lada. Saiu da garagem empurrado. La fora, pegou no tranco. Que nem banda de rock.

A Lada russa agora reduziu a sua produção em 44%. Está difícil para o urso competir com o touro de Wall Street. Estou sabendo agora que a Renault, em sua montadora de Curitiba, vai lançar no mercado brasileiro, a preço camarada, o Lada clássico em seu modelo soviético.

Ah, quanto às medalhas, as condecorações do antigo império soviético, agora se pode comprá-las no grau que se quiser no Mercado Livre, pela internet.

(Edson Vidigal, Advogado, foi Presidente do Superior Tribunal de Justiça e do Conselho da Justiça Federal)

Weverton intensifica campanha no interior do estado para consolidar apoios

28.9.18

Faltando menos de dez dias para as eleições, o candidato ao Senado pelo PDT, Weverton, intensifica campanha pelos municípios maranhenses. Contando com o apoio de mais de 182 prefeitos, o candidato segue visitando as cidades, fazendo a prestação de conta de seu mandato como deputado federal, levando suas propostas para o Senado. “Eu tenho certeza que esse carinho e reconhecimento que estamos recebendo nas ruas é a confirmação de que nossa chapa já é vencedora”, afirmou Weverton.

Na quarta-feira (26), o candidato esteve em Balsas, no sul do Maranhão, onde o prefeito Erik Costa apresentou Weverton a aliados e amigos. O grupo seguiu em caminhada pelas principais ruas da cidade.

Na quinta (27), Weverton seguiu na comitiva do governador Flávio Dino, formada ainda por Eliziane Gama e vários candidatos a deputado estadual e federal do grupo para várias cidades do Leste Maranhense. A primeira parada foi na cidade de Tutoia, onde o prefeito Romildo Soares lembrou o empenho do candidato do PDT em ajudar os municípios. “Nossa cidade recebeu uma patrulha agrícola por meio de uma emenda de Weverton e ele já provou na Câmara que é trabalhador e merece nosso voto de confiança para o Senado”, frisou o gestor.

Na cidade de Água Doce do Maranhão, a comitiva foi recebida pela prefeita Thalita Dias, que reafirmou seu apoio à chapa liderada pelo governador Flávio Dino e seus candidatos ao Senado. “Conheço o trabalho de Weverton e por isso estamos nessa luta para que ele chegue a Brasília e ajudar o Maranhão”, declarou Thalita, que agradeceu o kit que o Conselho Tutelar da cidade recebeu do deputado federal em julho deste ano.

Ainda na região dos Lençóis Maranhenses, a comitiva parou em Paulino Neves, outra cidade que recebeu várias emendas individuais de Weverton, como o kit para o Conselho Tutelar e recursos para a construção de um campo de futebol e para a saúde.

O grupo esteve ainda na cidade de Magalhães de Almeida e São Bernardo, no Baixo Parnaíba. “Já estive em São Bernardo antes e a cidade, mesmo com o prefeito sendo de grupo adversário, destinei emenda para a aquisição de uma patrulha agrícola para os trabalhadores rurais do município, porque entendo que devemos ajudar o povo e é o que faço”, declarou Weverton.

O último compromisso da comitiva foi na cidade de Araioses, onde foram recepcionados com um grande comício liderado pela ex-prefeita Luciana Trinta, que lembrou à multidão presente da importância do grupo eleger deputados e senadores fortes e alinhados com o governo do Estado.

“Antes, no Maranhão, os senadores eram eleitos quase que por indicação e por isso o povo pouco sabe qual é a verdadeira função de um senador, mas agora, com Weverton e Eliziane, o povo vai saber qual é o verdadeiro papel dos senadores nesse país e tenho certeza que Weverton vai provar com muito trabalho pelo Maranhão”, finalizou Luciana. (Do Blog do John Cutrim)

Américo ampliará os serviços de recuperação de ruas e avenidas em Coelho Neto

Após realizar, em parceria com o Governo do Estado a pavimentação asfáltica de mais de 50 ruas, a  administração municipal de Coelho Neto, por intermédio da Secretaria de Infraestrutura, tem buscado dá boas condições de trafegabilidade para as ruas da cidade que não possuem pavimentação. 

Por isso, a equipe da Secretaria de Infraestrutura segue realizando serviços de patrolamento e piçarramento de ruas nos bairros da cidade. Américo tem buscado atender as reivindicações dos moradores e colocado toda estrutura de maquinários do município para trabalhar em prol da população.´

Durante entrevista  na rádio Cidade Livre FM, Américo anunciou que  nos próximos dias serão executadas diversas frentes de trabalho para recuperação de calçamentos que beneficiarão todos os bairros de Coelho  Neto. Um levantamento já foi realizado por meio da Secretaria de Infraestrutura. Além disso, o prefeito também destacou que será feito um processo de licitação para aquisição de massa asfáltica que ampliará o número de ruas beneficiadas. 

O principal objetivo do Prefeito Américo é desenvolver condições eficientes de infraestrutura para a cidade e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida para a população. (Do Blog do Raphael Duarte)

Blitz informativa conscientiza caxienses sobre a valorização do idoso


A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) realizou na manhã dessa quarta-feira (26) uma panfletagem no Centro de Caxias, em alusão à Semana do Idoso.

Com um cartaz e atores encenando a passagem de uma idosa pela faixa de pedestre, os profissionais lembraram a importância do respeito com quem já contribuiu com a sociedade e merece toda a compreensão.  A atividade contou com o apoio dos Agentes de Trânsito de Caxias e de integrantes dos Centros de Convivência de Idosos (CCI).

“Nessa blitz que fizemos hoje entregamos os panfletos e uma faixa com o tema: respeito à pessoa idosa é cuidar do próprio futuro. A gente fez essa distribuição para conscientizar as pessoas. Nessa quinta-feira a gente vai fazer uma outra blitz em frente aos bancos, além disso vamos estar com programação dentro dos nossos equipamentos e na hidroginástica na própria Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social. Na sexta-feira, no encerramento, vamos ter várias apresentações na Praça Dom Luís Marelim”, explica Mayara Costa, secretária adjunta de Assistência e Desenvolvimento Social.

Para alguns idosos que presenciaram a atividade, há a necessidade de mais conscientização sobre o respeito à classe.

“Acho que tem que respeitar o idoso. Nós ainda somos desrespeitados”, disse Maria do Socorro, aposentada.

“Acho que precisa ser mais respeitado, porque a gente já contribuiu com a sociedade e a gente quer ter os momentos de descanso e harmonia”, completou Benedito Brito, aposentado.

“Quero que o idoso seja bem tratado. A sociedade e a família têm que respeitar. Tem filho que abandona os pais e as pessoas que desrespeitam”, lembra Saturnino dos Santos, aposentado.

“Muitas vezes a gente chega no caixa eles atendem, mas em outros lugares eles não atendem. Precisamos ser mais valorizados até no aposento”, frisou Eliseu Fernandes, aposentado.

A Semana do Idoso celebrada entre os dias 24 e 28 de setembro tem seu ponto culminante em 27 de setembro, Dia Nacional do Idoso. A programação começou nessa segunda-feira (24) nos CCI dos bairros Ponte, Volta Redonda, Cohab, Seriema, Trizidela, Cangalheiro e Castelo Branco, além dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) dos bairros Mutirão, Caldeirões, Itapecuruzinho e Casa de Convivência Irmã Clara (Vila São José).

Ao longo da semana os equipamentos da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social vão contar com atividades que incluem palestras com técnicos da área de Psicologia e Assistência Social, atividades físicas, aferição de pressão arterial, hidroginástica e outras.

No dia 28 de setembro, sexta-feira, será o “Dia D”, encerrando a Semana do Idoso na Praça Dom Luís Marelim com diversas atividades e apresentações. (Ascom)

Data M confirma vitória de Flávio Dino no 1º turno

27.9.18

Pesquisa do Instituto Data M, contratada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Maranhão, reafirma vitória do governador Flávio Dino no primeiro turno.

Conforme o levantamento do Data M, se a eleição fosse hoje, Flávio Dino teria 59,5% dos votos válidos, Roseana Sarney 33,8%, Maura Jorge 4,1%, Roberto Rocha 1,9%, Ramon Zapata 0,6% e Odívio Neto 0,1%.

Rejeição

O Data M também aferiu a taxa de rejeição (em qual dos candidatos os eleitores não votariam de jeito nenhum). Veja os índices nesse quesito!

A pesquisa do instituto Data M, contratada pelo SINDUSCON-MA, foi realizada entre 19 e 21 de setembro, ouvindo 1500 pessoas e está registrada no TRE com o número MA-07468/2018. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Fonte: Blog do Jorge Vieira

Para apresentar seus candidatos na zona rural, Neto do Sindicato arrasta multidão em comício com Zé Gentil e Paulo Marinho Jr.

26.9.18

O vereador Neto do Sindicato mostrou, mais uma vez, sua liderança inconteste na zona rural de Caxias ao realizar gigantesco evento político na noite desta segunda-feira, 24.

Num comício para cerca de 3 mil pessoas, o vereador recebeu seus candidatos a deputado estadual e federal.

Com o público formado por dirigentes sindicais, presidentes de associações de diversos povoados daquela região e populares em geral, Neto do Sindicato classificou o evento como “o comício da vitória”.

“Então eu peço, a cada um que está aqui, que peça a um irmão, que peça a um amigo, que peça a todos, que é importante essas eleições, porque o prefeito Fábio Gentil precisa eleger o Zé Gentil 10.000; precisamos eleger também o Paulo Marinho Júnior; o nosso governador Flávio Dino, que é o melhor governador que o Maranhão já teve pra agricultura”, discursou Neto. “Que cada um faça um exame de consciência, por todo o trabalho que o prefeito Fábio Gentil já fez, vamos dar o voto de confiança no Zé Gentil e no Paulo Marinho Júnior”, enfatizou.

Ao final, o vereador também pediu votos para o candidato do Partido dos Trabalhadores, Fernando Haddad, “para o Brasil continuar crescendo”, justificou.

O prefeito Fábio Gentil também participou do ato político de apoio aos seus candidatos e ficou visivelmente satisfeito com a constatação da força e liderança de Neto do Sindicato naquela região.

Vereador Mário Assunção segue a todo vapor com reuniões em apoio aos seus candidatos

25.9.18

Mais um fim de semana de grandes reuniões para reforçar as candidaturas de Edilázio Júnior, Zé Gentil e Flávio Dino, apoiadas pelo vereador Mário Assunção para as eleições deste ano.

 
Sexta-feira (21) houve um encontro no povoado Buriti Corrente, na presença das lideranças Chicão e Evangelina. No sábado a reunião aconteceu no bairro Bela Vista, com a participação de Belmira. Domingo foi a vez do Centro das Laranjeiras, com apoio de José Martins.


“Estamos a duas semanas das eleições. Em cada lugar que passamos sentimos a confiança do povo em nossos candidatos, e com isso quem ganha é Caxias. Para os dias que ainda restam de campanha, continuaremos nos mobilizando”, afirma o parlamentar caxiense.

Mário Assunção apoia as candidaturas do deputado estadual Edilázio Junior à Câmara Federal, de Zé Gentil para a Assembleia Legislativa do Maranhão e de Flávio Dino em sua reeleição ao Governo do Estado.

Ciro Gomes lota a sede do PDT de Timon neste domingo (23) e diz que país não pode se arriscar em aventuras

24.9.18

Numa das poucas visitas de um candidato a presidência da república a Timon, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, lotou a sede do PDT local na manhã deste domingo (23). Acompanhado do presidente nacional do PDT, Carlos Luppi, do deputado federal e candidato a senador pelo Maranhão, Weverton Rocha, o presidenciável foi recebido na sede do partido em Timon pelo prefeito Luciano Leitoa, ex-prefeito Chico Leitoa e o deputado estadual Rafael Leitoa.

Depois de ouvir discursos dos presentes em defesa de sua candidatura, o presidenciável Ciro Gomes começou sua fala elogiando a história do ex-prefeito Chico Leitoa e disse que Luciano Leitoa foi um dos poucos prefeitos do Brasil a colocar ar condicionado nas escolas para pobres estudarem.

Ciro discorreu sobre o número de desempregados que cresce no país, as milhares de empresas que fecham todo dia, o crescente número de casos de violência contra a mulher, homossexuais e mais de 60 mil homicídios registrados nos últimos doze meses, além dos 63 milhões de brasileiros que estão endividados com o nome sujo no SPC e Serasa, fatos que inquietam a nação e jogam desesperança na cabeça de muitos brasileiros.

O presidenciável disse que não é hora de aventuras, mas um momento de escolher quem tem experiência comprovada. Disse que já foi deputado estadual, federal, governador, prefeito e ministro nos governos Itamar e Lula, de onde saiu sem nenhuma mácula.

Bolsonaro, na visão de Ciro, aproveitou-se deste momento de crise na segurança para pregar soluções simplistas para problemas complexos atropelando direitos da mulher, de homossexuais e outras minorias. “Foi assim que o nazismo de Hitler nasceu e levou a morte mais de 70 milhões de pessoas na segunda Guerra Mundial”, disse.

O ex-governador do Ceará afirmou ainda que respeita Lula e foi seu ministro por anos, mas que o ex-presidente não é candidato e seu substituto Fernando Haddad deixou a prefeitura de São Paulo perdendo em todas as urnas em 2016. Disse que Haddad foi não ganhou entre a classe alta paulistana, média e nem na baixa.

Ciro Gomes disse que o Brasil tem as maiores riquezas naturais do mundo como ouro, diamante, petróleo e está na hora de unir o país, empresários, classe pobre e demais setores na construção de uma nação melhor para se viver.  “O voto deve ser dado pensando no futuro. Não desacredite no Brasil, meu irmão, mesmo que o cenário seja de crise. E acredite: este não é o momento de fazer experiência. Por isso eu peço, meu amigo, se tu queres compromisso com esse país e suas melhorias é aqui”, disse Ciro Gomes arrancando aplausos das centenas de pessoas presentes no PDT de Timon. (Do Blog do Elias Lacerda)

Candidatos não poderão mais ser presos a partir deste sábado

22.9.18

Imunidade eleitoral não vale apenas em casos de flagrante delito. Eleitores não poderão ser presos no período entre 2 e 9 de outubro

Do Atual 7 - A partir deste sábado 22, nenhum dos candidatos nas eleições deste ano poderá ser preso ou detido, a menos que seja flagrado cometendo crime. A chamada imunidade eleitoral de candidatos está prevista na lei n.º 4.737/65, mais conhecida como Código Eleitoral, e começa a valer 15 dias antes da eleição, que ocorre no próximo dia 7.

A imunidade garante ao candidato o direito ao pleno exercício da democracia, impedindo que ele seja afastado da disputa eleitoral por prisão ou detenção que possa ser posteriormente revista. Mesmo em caso de prisão ou detenção por flagrante delito, o candidato continuará na disputa, uma vez que a Lei Complementar 135/10, a chamada Lei da Ficha Limpa, proíbe apenas candidaturas de pessoas condenadas em segunda instância por órgão colegiado.

Neste ano, mais de 27 mil candidatos concorrem aos oito cargos eletivos: Presidência
da República e vice, governador e vice, Câmara dos Deputados e Assembleias Legislativas, além das duas vagas para o Senado. Pelo Maranhão, só para a Câmara e Assembleia, são quase 750 candidatos.

Imunidade do eleitor

No caso dos eleitores, a imunidade eleitoral é mais restrita e impede prisões 5 dias antes o pleito até 48 horas após a eleição.

Na prática, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido no período entre 2 e 9 de outubro deste ano, a menos que seja flagrado cometendo crime; ou haja contra ele sentença criminal condenatória por crime inafiançável, como racismo, tortura, tráfico de drogas e terrorismo; ou ainda por desrespeito ao salvo-conduto de outros eleitores, criando, por exemplo, constrangimentos à liberdade de votar.

Ocorrendo qualquer prisão, o preso será imediatamente levado à presença do juiz competente, que avaliará a legalidade da detenção ou a revogará.

MULHER – Secretarias municipais reúnem-se para definir a programação da Campanha Outubro Rosa

21.9.18

A reunião que iniciou os preparativos para definir as estratégias da Campanha Outubro Rosa 2018 foi realizada na tarde dessa quarta-feira, no Centro de Artesanato Edmeé Chaves Assunção, e reuniu representantes das secretarias municipais de: Políticas Públicas para as Mulheres; Assistência e Desenvolvimento Social; Infraestrutura; Educação, Ciência e Tecnologia e a Citelum.

“A gente já contribui com a iluminação de prédios históricos e agora estamos contribuindo sobre como atingir o maior número de mulheres com esse tema de prevenção do câncer junto à Prefeitura de Caxias”, destacou Danilo Costa, gerente da Citelum Caxias.

“Vamos prestar serviços principalmente de iluminação pública junto à Citelum; isolamento de áreas com a Secretaria Adjunta de Transporte; a disponibilização da Praça da Chapada para realização do Aulão e demais atividades”, explicou Gentil Neto, secretário adjunto de Urbanismo.

“A Assistência Social também trabalha a prevenção do Câncer de Mama e esse ano não será diferente. Vamos trabalhar dentro dos nossos equipamentos e, também, nas atividades externas que serão promovidas pela Secretaria da Mulher”, disse Kiara Braga, coordenadora da Proteção Social Básica.

A previsão de abertura é 30 de setembro, na Feirinha da Gente. A Campanha visa trabalhar junto às mulheres a importância da prevenção contra o Câncer de Mama; por esse motivo, a o incentivo à realização dos exames preventivos que podem evitar ou identificar os casos para que tratamento também seja agilizado.

“Fizemos um organograma da Campanha e durante todo mês estaremos com atividades diariamente em parceria com outras secretarias. Vamos fazer junto à Secretaria de Saúde, pois é a mais importante do Outubro Rosa, onde se faz os exames preventivos, pois através do exame podemos diagnosticar precocemente e tratar, além do trabalho educativo”, frisou Taniery Cantalice, secretária de Políticas Públicas para as Mulheres.

A Campanha, que é promovida pela Prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres e Secretaria Municipal de Saúde, segue por todo mês de outubro com palestras, blitzen educativas, aulões, dentre outras ações de mobilização do público alvo.

“O Outubro Rosa é uma campanha nacional, onde se foca mais no assunto, porém, o Município trabalha o ano inteiro a saúde da mulher, a prevenção contra o Câncer de Mama, que não acomete apenas mulheres, temos casos em Caxias de homens também. Então esse trabalho não será feito apenas com as mulheres, mas estaremos convidando os homens também para estarem fazendo o exame”, lembrou Taniery Cantalice, secretária de Políticas Públicas para as Mulheres. (Ascom)

SAAE Caxias intensifica ações no período "B-R-O bró"


A temperatura se eleva no período já conhecido pelo calor intenso. Mesmo a estação sendo o inverno, no conhecido "B-R-O bró" (sigla que faz referência à última sílaba dos últimos meses do ano) não há nenhum sinal de frio, na verdade esta é a época mais quente do ano.

Com a chegada do "B-R-O bró", o consumo de água aumenta. Pensando nisso, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) está intensificando as ações de combate ao desperdício de água em Caxias, e para isto conta com o apoio da população.

A exemplo, o SAAE orienta que se alguém observar um cano estourado na rua, tire uma foto e envie para o WhatsApp (99) 98833-4905.

Fonte: Portal Noca

Prefeito de Coelho Neto realiza grande ato político em favor de seus candidatos


 Foi uma noite festiva, onde a animação e descontração deram o tom.
O Prefeito Américo e seu grupo político fizeram bonito, no grande evento realizado em favor de seus candidatos. A saber:

Rubens Pereira Júnior 6565(Deputado Federal)
Rafael Leitoa 12300 (Deputado Estadual)
Weverton Rocha123 (Senador)
Flávio Dino 65 (Governador)
Haddad 13 (Presidente)

O ato político ocorrido na noite desta quinta-feira (20) contou com a participação vereadores, lideranças comunitárias e de uma grande multidão, o que reforçou a capacidade de organização e articulação política de Américo e de seu grupo político.

Reunião grandiosa e bastante animada, onde os organizadores não precisaram desobedecer às regras da Justiça Eleitoral, para atrair o público, como correu com certo candidato que não foi nada gentil com as normas vigorantes do pleito. Aliás, agir dentro da legalidade é algo que o Prefeito Américo não abre mão. Pena que nem todos ajam assim.

Ficou claro para aqueles que participaram do evento, quem de fato merece o voto da população coelhonetense. Pois, após o término da eleição muitos candidatos que ora se apresentam simplesmente irão “sumir do mapa”, permanecendo apenas aqueles apoiados pelo governo municipal.

Entre outras coisas, o prefeito informou estar em construção no Hospital Municipal uma ala para acolher mulheres que forem dar a luz.

Será uma estrutura com apartamentos climatizados para que elas possam ficar à vontade e receber familiares e amigos durante a estadia. Algo só visto em hospitais e clinicas particulares.  

Em resumo, Américo mostrou mais uma vez que, além da trabalhar pela população, sabe fazer campanha política, respeitando as pessoas, sem xingamentos e palavras de baixo calão. 

Como deve ser.

Do Blog do João de Sousa

Bolsonaro vira capa da 'Economist': 'A última ameaça da América Latina'

20.9.18
Presidenciável tem 'preocupante admiração por ditaduras', diz revista inglesa

Capa da revista 'The Economist' diz que Bolsonaro é 'a última ameaça da América Latina' - Reprodução

O GLOBO - A "The Economist", tradicional revista inglesa, endereçou críticas ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) em sua capa desta semana. Sob o título "a última ameaça da América Latina", a publicação coloca Bolsonaro no rol de governantes que considera populistas, como Donald Trump, presidente dos Estados Unidos; Rodrigo Duterte, líder das Filipinas, e o esquerdista López Obrador, eleito presidente do México em julho. De acordo com o texto, a vitória de Bolsonaro seria uma "adição particularmente desagradável ao clube (populistas)".

Em agosto, Bolsonaro já havia sido criticado em editorial da "Economist", que avaliou um possível governo do capitão da reserva como "desastroso" para o Brasil. Desta vez, a revista afirma que Bolsonaro é uma "ameaça" para toda a América Latina e diz que o presidenciável tem "uma preocupante admiração por ditaduras".

Em sua análise, a "Economist" lembra o elogio de Bolsonaro ao coronel Brilhante Ustra - ex-chefe do DOI-Codi na ditadura militar e acusado de envolvimento com tortura - em seu voto pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff. A publicação também faz referência ao general Hamilton Mourão, vice na chapa de Bolsonaro, e o acusa de mostrar simpatia à ideia de uma intervenção militar.

"Os brasileiros têm um fatalismo para se referir à corrupção, resumido na frase 'rouba, mas faz'. Eles não devem se render a Bolsonaro, cujo ditado poderia ser 'eles torturaram, mas fizeram'. A América Latina tem toda sorte de opressores, a maioria deles horríveis. Para ter uma evidência recente, olhem para os desastres na Venezuela e na Nicarágua", diz a revista.

A "Economist" pondera que Bolsonaro teria dificuldades para "converter seu populismo numa ditadura ao estilo Pinochet", em referência ao governo militar que comandou o Chile nas décadas de 70 e 80. Mas a revista argumenta que a vitória de Bolsonaro pode "degradar ainda mais" o sistema político brasileiro, "pavimentando o caminho para alguém ainda pior".

"A democracia brasileira ainda é jovem. Até um flerte com o autoritarismo é preocupante. (...) Os brasileiros deveriam perceber que a tarefa de curar sua democracia e reformar sua economia não será fácil nem rápida", alerta a "Economist".

Presidenciável Ciro Gomes estará em Timon no próximo domingo (23)


O candidato a presidência da república pelo PDT, ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, estará em Timon no próximo domingo, dia 23.

A visita do presidenciável acontecerá pela manhã onde participa de reunião política na sede do PDT.

Considerado um dos mais preparados e badalados candidatos a sucessão do presidente Michel Temer, Ciro Gomes será recebido em Timon pelo prefeito Luciano Leitoa e pedetistas locais como o ex-prefeito Chico Leitoa e o deputado estadual Rafael Leitoa.

Ciro aproveita sua passagem por Teresina e estica sua visita a Timon, maior reduto do seu partido, o PDT,  no Maranhão. Na sede do partido ele vai conversar com eleitores e falar de suas propostas como candidato.

A visita do presidenciável está marcada para às 10 horas da manhã.

Levando Uísque

Por Edson Vidigal

A porta de saída do museu te joga numa rua de pedestres, exclusiva, mas nem por isso aberta a algum sossego.

Há shoppings dos dois lados e bares nas esquinas.

A menos de um quilometro, uma bandeira do Brasil assume destaque na paisagem turbulenta.

A animação é uma só. Regada à cerveja. Como se sediasse uma liga das nações muito solta, doidona, a céu aberto, a rua fechada aos carros aninha grupos de todos os cantos. De todos os cantos, não. De todos os cânticos e entonações, certamente.

Amanhã termina a Copa na Rússia, mas a turba parece querer prorrogar a alegria. O Brasil fora da final, mas os brasileiros que ficaram, e foram muitos, seguem no clima.

As bandeiras que agitam, preferencialmente, são as da Croácia, da França, da Rússia, do Brasil. Auriverde pendão da minha terra, que a brisa do Brasil beija e balança!

Por um segundo imagino que deveria ter levado uma bandeira do Maranhão. Lá, me declaro torcedor do MAC, o velho bode gregório, o Maranhão Atlético Clube.

E eu sempre me liguei tanto em futebol que nem sei se o Maranhão ainda existe. O Vitória do Mar ainda existe? O Ferroviário ainda existe? Na Feira do Paraguai, em Brasília, vi um cara vendendo camisas do Sampaio Correa, o de maior torcida em São Luís.

Em São Paulo, meu time é o SPFC, o São Paulo Futebol Clube.

Nada de Corinthians, dono do Itaquerão, o estádio cuja construção foi orçada, a época, em 1 bilhão e 200 milhões de reais. O BNDES caiu com 400 milhões a serem pagos em 12 anos a juros moles. Hoje, só a Caixa Econômica Federal tem mais de um bilhão de reais a cobrar. É o time do Lula.

Aqui, na rua onde o oxigênio só não totalmente puro porque há um bafo de onça, ou melhor, talvez, um bafo de urso, uns brasileiros gritam em português bem claro - Lewandowisk, Lewandowiski e outros respondem Levandouisque, Levandouisque!

E tome mais cerveja no canecão à moda alemã e mais agito com a bandeira brasileira. Lewandowiski, Levandouisque!

Tenho para mim que, embora a pronúncia seja a mesma com que nos referimos em Brasília ao nosso estimado Ministro do Supremo, a alegria dos nossos patrícios esteja a se referir ao Robert Lewandowsk, o festejado atacante de 29 anos, requisitado do Bayern de Munique, Alemanha, para a seleção do seu país, a Polônia. A qual não demorou e logo ficou fora. Que nem o Brasil.

Não achei engraçada aquela curtição dos rapazes brasileiros. Notei que não havia moças entre eles. Alguns barbados, na moda globalizada destes tempos.

Não houve loja que tivesse bandeira do Brasil. A preço salgado, encontramos camisas amarelas do Brasil. Mas com o Brasil fora o que eu iria fazer vestido de amarelo no estádio Lênin vendo a final entre França e Croácia?

Bandeira da França não havia. As últimas já haviam sido distribuídas pelo embaixador na recepção ao Presidente Macron. Comprei um boné azul francês.

Mas o que me chamou a atenção imensa praça à entrada do estádio foi a enorme estatua do Lênin. O cara de colete e terno, e um sobretudo nos ombros, exubera elegância e simpatia. No bronze.

(Edson Vidigal, Advogado, foi Presidente do Superior Tribunal de Justiça e do Conselho da Justiça Federal. Esteve em Moscou, é claro)

Ibope: Flávio Dino vai a 49%; Roseana, 32%

19.9.18
Flávio Dino lidera corrida no Maranhão, seguido por Roseana Sarney

Governador comunista aparece com 49% das intenções de voto na disputa pelo governo, seguido de Roseana Sarney, que aparece com 32%; Maura Jorge superou Roberto Rocha e agora chega a 5%, ocupando a terceira posição

A pesquisa do Instituto Ibope, divulgada nesta quarta-feira, 19, registrou o governador Flávio Dino com 49% das intenções de votos no Maranhão, seguido da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), agora com 32%.

A posição de Dino indica, pela primeira vez no Ibope, a possibilidade de a eleição no Maranhão se decidir no primeiro turno.

O Ibope mostrou ainbda crescimento da ex-prefeita Maura Jorge (PSL), que superou o adversário do PSDB, Roberto Rocha (2%) e agora tem 5% das intenções de votos.

O ibope ouviu 1008 eleitores no Maranhão, entre os dias 13 e 19 de setembro. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral, sob o número 06667/2018.

Tá na conta!!! Pagamento antecipado de salário é uma marca da gestão Fábio Gentil


Os salários dos servidores públicos municipais de Caxias, referentes ao mês de setembro de 2018, já estão depositados nas suas respectivas contas salário. Os vencimentos foram depositados nas primeiras horas de hoje, dia 19, ou seja, 11 dias antes do término do mês trabalhado.

Já os aposentados e pensionistas do município tiveram prioridade mais uma vez e receberam seus benefícios nesta terça-feira, 18.

O registro desse pagamento antecipado de salário se faz necessário, uma vez que os adversários do prefeito Fábio Gentil tinham esse pagamento antecipado de salários como a única bandeira para se perpetuarem no poder no município e, após serem reprovados nas urnas, alardeavam e torciam pelo fim dessa prática na atual gestão, o que nunca chegou a acontecer.

Com as constantes quedas de repasse dos recursos federais, onde o FPM, a principal fonte financeira do município, vem apresentando quedas significativas nos últimos meses, a determinação do prefeito Fábio Gentil tem sido de garantir o pagamento antecipado dos salários.

Com um grande número de obras feitas com recursos próprios, a atitude de Fábio Gentil com o funcionalismo, e consequentemente com o comércio em geral, tem proporcionado oportunidades e segurança na economia caxiense.

Alexandre Almeida é ameaçado por Edinho Lobão

18.9.18
Alexandre Almeida registra queixa na Polícia Federal contra ameaça sofrida por Edinho Lobão

Alexandre Almeida registra queixa na Polícia Federal contra
ameaça sofrida por Edison Lobão. (Foto: Roberta Aline)
A corrida ao Senado Federal do Maranhão acabou em ameaça. Nesta terça-feira (18), o deputado estadual e candidato ao cargo pelo PSDB, Alexandre Almeida, registrou uma queixa crime na Polícia Federal contra Edson Lobão Filho, o "Edinho Lobão", que é candidato a primeiro suplente na chapa do próprio pai, o senador e ex-governador, Edson Lobão (MDB). Alexandre tomou a decisão de solicitar proteção para si mesmo, para a esposa e para o filho de dois anos, depois que recebeu uma mensagem via WhatsApp em que Edson Lobão Filho o ameaçou e declarou que ele havia conquistado “um inimigo para toda a vida”.

Segundo a denúncia recebida pela PF, isso ocorreu porque “Edinho” não gostou de ver na televisão a propaganda eleitoral de Alexandre que foi veiculada na última segunda-feira. Na inserção, jovens maranhenses listam os inquéritos que Edison Lobão responde na justiça, como de corrupção, lavagem de dinheiro, associação criminosa e formação de quadrilha. Os jovens ressaltam ainda o fato de que se Edison Lobão for reeleito, ele terá a oportunidade de passar 40 anos exercendo o cargo de senador pelo Maranhão. assista aqui a íntegra do vídeo.

Em entrevista concedida nesta tarde ao Programa Conexão 560, na Rádio Educadora AM, Alexandre Almeida afirmou que as informações sobre os inquéritos de Edson Lobão estão disponíveis no site do Ministério Público Federal (MPF). “É de se espantar que em nenhum momento Lobão Filho tenha tentado defender o pai e dizer que ele é inocente. Ao contrário, o que o indignou foi o fato de eu ter tido a audácia de informar o povo maranhense sobre o assunto, logo eu que não venho de família poderosa envolvida com política”, ressaltou.

Em outro vídeo, Alexandre Almeida, candidato mais jovem ao Senado no Brasil, também prometeu que não aceitará as intimidações. “Confio que a Polícia Federal vai proteger a mim e minha família nessa luta contra a velha política, àquela em que os políticos profissionais corruptos se utilizam de ameaças para continuar no poder”, acentuou.

Recanto do poeta - Era uma vez, ainda, Ana Miranda: lembranças de sua estada em Caxias

Por Wybson Carvalho

- Era Ana Amélia...? - Não... - Mas, era Ana...? - Sim, Ana Miranda.
- Mas, houve uma confissão de amor...? Sim houve e foi tão verdadeiramente fiel que chegamos a duvidar se aquela Ana era a Amélia ou a outra, a Miranda!

Essa dúvida se deu diante de mais de cinco centenas de caxienses, entre professores e estudantes, presentes ao Auditório Leôncio Magno - CESC-UEMA, no dia 29 de novembro, de 2008, quando a escritora, Ana Miranda, a convite da Academia Caxiense de Letras e da coordenação regional do PROLER, veio a Caxias fazer palestra na XII edição do Programa de Incentivo à Leitura e o IV Salão do Livro de Caxias. Naquela oportunidade, Ana Miranda se confessou muitíssima apaixonada pelo poeta Antônio Gonçalves Dias; a quem se declarara, concretamente, através de um dos mais belos romances de sua vasta produção literária. Já, no dia seguinte, um sábado, 30, Ana Miranda, ciceroneada por membros da ACL e do PROLER, foi à Mata do Jatobá, gleba Boa Vista, precisamente, no Morro da Laranjeira, local no qual nasceu o poeta caxiense.

Ana Miranda é uma escritora cearense, mas vivida em vários estados brasileiros e exterior, com quase duas dezenas de livros publicados nos gêneros do romance, conto, novela, ensaio e poesia, além de artigos e crônicas para jornais e revistas. Sua produção já foi traduzida em mais de dezessete idiomas e países, tais como: Inglaterra, França, Alemanha, Estados Unidos, Itália e outros.

A vasta produção de Ana Miranda compreende os livros: Anjos e Demônios, poesia, 1978; Celebrações do Outro, poesia, 1983; Boca do Inferno, romance, 1989; O Retrato do Rei, romance, 1991; Sem Pecado, romance, 1993; A Última Quimera, romance, 1995; Clarice, novela, 1996; Desmundo, romance, 1996; Amrik, romance, 1997; Que Seja em Segredo, poesia, 1998; Noturnos, contos, 1999; Caderno de Sonhos, ensaio diário, 2000; Dias & Dias, romance sobre a vida de e o amor por Gonçalves Dias, 2002; Deus-dará, crônicas, 2003; Prece à uma Aldeia Perdida, 2004; A Flor do Cerrado: Brasília, conto infantil, 2004; Lig e o Gato de Rabo Complicado, conto infantil, 2005, e Tomie: Cerejeiras na Noite, romance, 2006. A maioria, publicada pela Companhia da Letras, Editora de São Paulo, que reúne os maiores escritores do Brasil.

Sobre o livro: Dias e Dias, da escritora Ana Miranda...

Estamos diante de um livro que não se consegue parar de ler", escreve José Mindlin na orelha deste romance de Ana Miranda. A história reúne três personagens centrais: Feliciana, uma jovem sonhadora e obstinada; o poeta romântico Antonio Gonçalves Dias, por quem ela nutre uma longa e intensa paixão, e o sabiá - não um sabiá específico, mas a espécie inteira, que na "Canção do exílio" simboliza a pátria distante.

A narrativa de Ana Miranda combina história e ficção para contar uma história sobre o amor, os costumes provincianos no interior do Brasil durante o século XIX, a descoberta da cultura indígena, a beleza da poesia e os mistérios da sensibilidade.
No romance, Feliciana toma conhecimento da vida íntima de Gonçalves Dias por meio das cartas enviadas pelo poeta a seu grande amigo Alexandre Teófilo de Carvalho Leal. Mostradas a Feliciana por Maria Luíza, esposa de Teófilo, as cartas registram muitas das questões existenciais do poeta. Feliciana descreve de forma emocionante a paixão que as cartas alimentam, e seu relato revela refinamentos da alma feminina. A trama tecida pela autora faz com que o leitor se identifique com Feliciana, uma mulher que desvenda o que sente por meio da escrita e da memória.

Os personagens menores - o pai de Feliciana, colecionador de sabiás; Adelino, um tímido professor apaixonado por Feliciana, e Natalícia, a doce e severa preceptora - conferem ao livro uma grande riqueza humana.

Antonio Gonçalves Dias (1823-1864) é o principal nome da poesia romântica brasileira. Além de "Canção do exílio", compôs os principais poemas da vertente indigenista do romantismo, entre eles "I-Juca-Pirama" e "Leito de folhas verdes". Com uma narrativa clara e simples, reproduzindo a linguagem do romantismo, Ana Miranda recorda mais uma vez a vida de um de nossos poetas - como fez também com Gregório de Matos em Boca do Inferno -, levando o leitor a uma viagem de encantamento lingüístico e conhecimento histórico. Dias & Dias recebeu o Jabuti na categoria romance, em 2003, e o premio da Academia Brasileira de Letras para romance brasileiro, no mesmo ano.

Minha estada em Caxias do Maranhão e a Mata do Jatobá

Visitei recentemente a cidade de Caxias das Aldeias Altas, após mais de trinta anos da viagem em que a conheci. Continuava linda, derramada em vales de flores perenes, por cima do morro do Alecrim com largas vistas. Caxias é um velho burgo do Maranhão, no limite com o Piauí, pelo médio Itapecuru. Chamam-na de Princesa do Sertão, e tem mesmo uma nobreza em suas construções antigas, na localização, e na história repleta de insurreições idealistas. Supõe-se que a cidade tenha nascido no local de onde foram escorraçadas centenas de tribos indígenas que ali viviam, como os Guanarés , de uma escola fundada pelo padre Malagrita em 1742, com uma presença histórica de portugueses letrados. Se for verdadeiro este fato, talvez possa explicar ali terem nascido tutelares na literatura, como Coelho Neto e Gonçalves Dias este, personagem de um romance que escrevi, em parte inspirada por ecos de minha passagem pela cidade, na juventude.

Fui a convite de gentis moradores, e instituições caxienses, para falar de minha relação com o grande poeta e visitar o local de seu nascimento. Gonçalves Dias nasceu num tempo tristemente interessante, de guerras ligadas à Independência, e seu pai, português amasiado com uma mestiça brasileira, precisou fugir levando a mulher mato adentro , prestes a dar à luz. Venceram trilhas, abriram caminhos, atravessaram águas, subiram colinas, até o sítio onde se localizava a casa do irmão do português, e, dizem os moradores locais, perto de aldeias quilombolas de onde teria se originado a mãe de Gonçalves Dias. refiz esse caminho, por uma nova estrada onde passa carro, acompanhada de parte da elite intelectual caxiense, incrivelmente bem-humorada e afiada na inteligência, a fazer de suas tiradas brilhantes naquele belo português maranhense. Parecia que Gonçalves dias estava ali, conosco. Mesmo porque, um dos poetas da Academia era quase seu sósia, até nos gestos e no modo de falar lembrando o século 19.

O local de nascimento de Gonçalves Dias tem uma atmosfera impressionante. É uma clareira, no alto de um morro, onde não há nem mais ruínas do antigo sítio, apenas um marco de pedra, com os dizeres, "Aqui nasceu Antonio Gonçalves Dias, O Imperador da Lira Americana, em 10/08/1823", ali posta no centenário de sua morte, pela prefeitura. Ver aquele isolamento, abandono, as duras condições de nascimento do poeta, faz pensar as incríveis maquinações do fado.

Ana Miranda é romancista, autora de Boca do Inferno, Desmundo
e Dias e Dias (baseado na biografia de Gonçalves Dias).Esta crônica
sobre sua passagem em Caxias, por ocasião da Feira do Livro,
Salic e Proler, foi publicada na revista Caros Amigos.

Câmara Municipal de Caxias promove sessão especial alusiva ao Setembro Amarelo


A Câmara Municipal de Caxias realizou, na noite dessa segunda-feira (17), uma sessão especial alusiva ao Setembro Amarelo, campanha brasileira de prevenção ao suicídio. A solenidade atendeu solicitação do vereador Magno Magalhães (PSD).

“Essa Casa se reúne para debater um dos temas mais discutidos não só na nossa cidade, mas em todo o país”, destacou o presidente da Câmara, vereador Catulé (PRB), no início da sessão.

Magno Magalhães conduziu a programação. Segundo o parlamentar, “a sessão partiu de um projeto do presidente da Associação Espírita de Caxias, Carlos Denilson Coimbra Soares, que, percebendo a grande quantidade de suicídios acontecidos em Caxias desde o ano passado, propôs debater esse grave problema de saúde pública e espiritual”.

Na galeria estavam presentes representantes dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps). Três líderes religiosos foram convidados a subir a tribuna e explanar sobre o assunto.

Padre Ribamar, da Paróquia de São Benedito, apresentou a pessoa humana como um ser de relações, de possibilidades e de convivências. “E como ser de relações, apresentar a relação primeira consigo mesmo, sua relação com Deus, com o próximo e com a natureza”.

Segundo o pastor Gilberto Lima, da Igreja Assembleia de Deus, “não se pode julgar alguém que, por um momento de tribulação, talvez de depressão ou de uma busca não concretizada em sua vida, comete tal ato. Não podemos jamais dizer que uma pessoa dessas está perdida na eternidade, porque não temos a última palavra”.

“Queria agradecer a cada membro desta Casa por nos proporcionar esse debate de tamanha relevância para a nossa cidade. O suicídio é algo que vem assolando as nossas famílias, dilacerando nossa alma, que vem realmente fazer com que tenhamos percebido o que tem acontecido com a nossa existência”, comentou Carlos Denilson.

O vereador Mário Assunção (PPS) parabenizou pela sessão especial. “Esse é um momento ímpar na Câmara. É importante para nós, acostumados a versar em leis, projetos e requerimentos, adentrarmos neste tema que é muito espiritual”, frisou.

“Quando Magno Magalhães trouxe o tema para esta Casa eu fui um dos primeiros a parabenizar pela iniciativa, tendo em vista que a nossa cidade é uma das que fazem parte desses índices lamentáveis”, afirmou o vereador Neto do Sindicato (PC do B).

Darlan (PHS) também elogiou a discussão acerca da temática, lembrando o falecimento do colega de parlamento Evilásio do Pam (SD).  “Não é um tema novo, pois se vê até na bíblia já no Velho Testamento, mas abrange a todas as camadas sociais”, ressaltou o vereador. (Ascom)