TRABALHO – Caxias vai ganhar Central de Prestação de Serviços

11.8.18

O projeto já está pronto e será lançado nos próximos dias, ainda neste mês de agosto. Trata-se da Central de Prestação de Serviços, que vai funcionar na sede da Secretaria Municipal do Trabalho e Economia Solidária, no Centro de Cultura.

A Central vai permitir o contato entre profissionais especializados em diversas atividades (eletricista, professor, pedreiro, manicure, arquiteto, contador, fisioterapeuta, tradutor, dentre outros profissionais) apenas ligando para este número: (99) 3421-8556, onde a pessoa que precisa dos serviços poderá solicitar de maneira rápida e fácil.

Dos mais de 20 mil currículos existentes na Secretaria do Trabalho e Economia Solidária, 200 profissionais passaram por uma triagem para que a Central possa contar com pessoas idôneas tendo seus serviços oferecidos.

“A Central de Prestação de Serviços possibilita a inserção de profissionais capacitados no mercado de trabalho. O solicitante, através da Central, saberá da disponibilidade do profissional com referência e qualificação. Os profissionais inseridos já passaram por triagem por meio de uma parceria com a Secretaria de Segurança, que nos retornou dizendo que essas pessoas não têm nenhum problema com a sociedade e têm boas referências”, afirmou Clineu Coelho Filho, assessor especial da Prefeitura de Caxias.

Quando for acionada, a Central de Prestação de Serviços encaminha o profissional ao contratante do serviço; o acerto do preço, pelo serviço prestado, é decidido entre o contratante e o profissional que foi chamado. Através da avaliação de quem contratou, a Secretaria também terá o controle sobre a qualidade do serviço executado para estudar como pode melhorar a intermediação.

“Quando encaminharmos esse profissional, ele vai com crachá de identificação, um colete e uma ficha de encaminhamento. Após o acerto com o contratante, o mesmo receberá uma ficha para avaliar o serviço prestado, como também o preço. Depois a ficha será recolhida, analisada e veremos o que pode ser melhorado”, explicou o assessor especial.

A iniciativa tem por objetivo abrir novas oportunidades de trabalho, pois atualmente a Secretaria do Trabalho conta com mais de 20 mil currículos com pessoas qualificadas, mas que estão fora do mercado de trabalho.

“A avaliação da ficha vai servir para melhorar cada vez mais o serviço prestado à população. E, quem sabe futuramente, esse profissional pode ser chamado por uma empresa, por uma indústria e ficar definitivamente trabalhando. Por enquanto, ele vai prestar serviços”, concluiu Clineu Coelho Filho. (Ascom)

1 comentários:

  1. Lailson Ramos dos Anjos disse...:

    parabéns aos idealizadores deste projeto.

Postar um comentário