(“Protesto fake”) – Funcionária da Assembleia Legislativa, ao lado de Cleide Coutinho e correligionários, tenta criar fato político e se expõe ao ridículo

30.8.18
Supostos manifestantes criam o “protesto fake”

Um verdadeiro circo foi armado no final da tarde desta quarta-feira, 29, no bairro São Francisco, para tentar criar um fato político contra o prefeito Fábio Gentil. O suposto movimento de ‘protesto’ e revolta contra ato corriqueiro e legal da Secretaria de Educação do município, que substituiu a diretora da escola Coelho Neto, senhora Marlizete Carvalho, foi usado pela própria, juntamente com figurinhas carimbadas do grupo Coutinho, como o mote da turma.

Mas o que era pra ser um movimento de protesto acabou por mostrar, nos momentos que antecederam o ato, como algo orquestrado para tentar faturar politicamente.

A tradicional dor e revolta de manifestação de protestos foram
substituídas por registros de felicidade dos ‘manifestantes’
Ônibus com ‘manifestantes’ importados de outros bairros, assim como várias pick-ups e toyotas sw4 de ‘manifestantes’ endinheirados da cidade também foram levar ‘solidariedade’ a servidora da Assembleia.

Figuras carimbadas da cidade na gestão Léo Coutinho mostravam felicidade extrema ao acompanhar o suposto protesto.

Cada ‘revolta’ era um flash
Com largos sorrisos, Júnior Martins, Edilson Martins, Taís Coutinho, Berilo Araújo, Ironaldo Alencar, Cleide Coutinho, dentre outros potentados da cidade, estranhamente dividiam gargalhadas de felicidade ao registrarem o ato político em incontáveis selfies publicadas nas redes sociais. O destaque da felicidade dos ‘manifestantes’ era visível na alegria no rosto do ex-vice-prefeito Júnior Martins, e na efusividade de Ironaldo Alencar, que levantava as mãos para aplaudir o discurso da sua cabo eleitoral. “Marlizete é muito querida, viu! A Marlizete pode é fobar, pode é fobar, eu me orgulho muito disso...”, bradava Marlizete diante da explosão de alegria dos ‘manifestantes’.

Tendo desistido da candidatura a deputado federal alegando estar abalado pela recente morte do pai, o empresário Magno Chaves parecia totalmente recuperado da dor, haja vista que era um dos mais entusiasmados durante o ato.

Cada ‘revolta’ era um flash
Se o que foi visto ontem no bairro São Francisco foi um movimento de protesto, ficou muito parecido com uma farsa. Se foi um movimento político, como ficou aparente, foi um fracasso.

Além dos carrões dos ricaços da cidade presentes no protesto da Marlizete, outros detalhes chamaram a atenção na ‘manifestação’. Até as tradicionais faixas de tecido com frases de efeito para dar sentido ao ato foram substituídas por caras e sofisticadas faixas de lona, o mesmo material usado em banners publicitários. Isso sem falar no caro e sofisticado drone, equipamento de filmagem guiado por controle remoto para fotografar e filmar eventos do alto e com isso garantir imagens de impacto, mas que serviu apenas para mostrar o fiasco que a turma da abstinência em Caxias produziu.


Cada ‘revolta’ era um flash
Os protagonistas da tentativa de manifestação e revolta no bairro São Francisco foram os mesmos que durante 12 anos deixaram a cidade apática e sem brilho, mas que agora, diante da gestão inovadora do prefeito Fábio Gentil, tentam criar fatos políticos que possam soar negativo contra a atual gestão, mas que a população assiste atenta e não está caindo nos gritos de uns e nas gargalhadas dos demais.

Mas, caso algum incauto queira se impressionar com os gritos da servidora da Assembleia, que alega estar sendo perseguida, fica aqui novamente o registro dos proventos da dita cuja, que recebe por volta de R$ 3 mil reais como servidora do legislativo maranhense e mais R$ 4 mil reais da Prefeitura de Caxias pelo aluguel do prédio da escola Coelho Neto, o que mostra que sua vida de ‘perseguida’ não é das piores.

E pensar que essa turma, que se agarra em qualquer coisa para criar factoide político, ainda sonha em um dia voltar ao poder em Caxias.

Com a dor e a revolta fake demonstradas na encenação desastrada do bairro São Francisco, só irão convencer mesmo os proprietários dos luxuosos veículos estacionados no início do evento.

Foram patéticos!  

Entusiasmados membros do movimento de 'protesto'

0 comentários:

Postar um comentário