Cemar na berlinda - Catulé protesta contra companhia energética que presta péssimo serviço à sociedade caxiense

4.4.17
Descaso da Cemar com o município foi tema do discurso de Catulé

Ao longo da sua trajetória política, o vereador Catulé sempre manteve uma postura crítica contra algumas empresas públicas que não prestam um serviço de qualidade ao consumidor. Quem acompanha sua atividade parlamentar já assistiu inúmeras vezes seus protestos, especialmente contra as empresas concessionárias de telefonia e de energia.

E nesta segunda-feira, 03, o presidente da Câmara escalou pela primeira vez a tribuna, desde que está investido na presidência do legislativo caxiense, para fazer mais um discurso contra as empresas Oi e Cemar, sendo que a concessionária de energia foi o tema principal.

De acordo com Catulé, desde a privatização das empresas de energia e de telefonia, os maranhenses, especialmente os caxienses, sofrem com a oferta de um serviço de qualidade duvidosa. “De lá para cá, a sociedade caxiense, para falar só no âmbito de Caxias, padece e sofre pela deficiência desses dois serviços”, destacou o vereador acrescentando que os piores serviços das referidas empresas “estão em Caxias, onde você não tem onde reclamar ou com quem reclamar”.

A Cemar, que presta um serviço essencial, foi criticada mais forte pelo presidente da Câmara por, segundo ele, tratar a cidade de Caxias “no quarto ou no quinto plano” e de cobrar “a energia mais cara do país”.

Deboche e palhaçada

O fato de ter fechado seu escritório regional no município e transferi-lo para Timon, tendo deixado apenas um pequeno escritório “para cortar luz e receber [pagamento] de luz daqueles que quisessem restabelecer o serviço” foi combatido pelo vereador que abordou ainda os investimentos da Cemar no fornecimento de energia elétrica na zona rural do município. “Brigamos 4 anos com a Cemar para que ela instalasse uma subestação no 2º distrito, que é um reforço na luz precária para que ela não falte constantemente e penalize aqueles que precisam de energia elétrica”, lembrou Catulé acrescentando que acionou por duas vezes a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) para denunciar a péssima cobertura da Cemar na zona rural do município. “Terminaram construindo a subestação que serviria para atender a zona rural de Caxias, mais precisamente o 2º distrito, e vejam só o que aconteceu:  a Cemar fez um estardalhaço do tamanho do mundo que iria inaugurar a subestação de reforço para o 2º distrito... e no dia da inauguração faltou energia, veja só, no próprio povoado onde está instalada a subestação, no Brejinho, faltou no Engenho D’água, por três vezes, e nos maiores povoados do 2º distrito”, destacou Catulé classificando o episódio como “uma palhaçada e um deboche com a classe política e com o povo da nossa cidade”.

Empresa “faz média” em São Luís

Apesar do descaso com Caxias, Catulé disse que a Cemar “faz média” na região metropolitana de São Luís. “A cidade de Paço do Lumiar, de São José de Ribamar, que ficam ali próximo da capital, onde tudo tem repercussão, lá eles dão geladeira, dão fogão, dão ventilador para aparecer na mídia como uma boa companhia energética que atende e que ajuda os carentes e os menos favorecidos”, pontuou Catulé que também protestou pela falta de atendimento no escritório da empresa em Timon. “Qualquer um aqui que se dirigir a cidade de Timon onde tem uma gerência [da Cemar] nenhum dos palhaços que tem lá recebe porque as portas que tem lá são fechadas”.

O grave e precário fornecimento de energia elétrica na zona rural do município de Caxias, especialmente nos povoados do 2º distrito, é um problema antigo e impossibilita o crescimento de uma região que possui mais de 30 mil habitantes.

1 comentários:

  1. Sufista Caxiense na Ilha disse...:

    O "GOVERNADOR QUE TAMBÉM É PREFEITO DAS CIDADES METROPOLITANAS" Flávio Dino está colocando nova iluminação, luzes de led estão sendo colocadas na maioria das avenidas de São Luis e o novo tipo de iluminação começou a ser instalado no maiobão.

    Na região metropolitana de São Luís Flávio Dino está trabalhando bastante. São muitos os programas realizados , por exemplo:

    Moradia digna: Reforma de 4.000 casas na região metropolitana.

    Mutirão Rua digna: Moradores de toda região metropolitana recebem o material e fazem o serviço nas ruas que moram.

    Reforma e ampliação do cais de São José de Ribamar.

    Balneabilidade: despoluição e Limpeza da Lagoa da Jansen ,limpeza e despoluição das praias.

    Mobilidade Urbana: construção do retorno da forquilha e o alargamento da avenida Jerônimo de Albuquerque.

    Caxias não ganha uma obra , nem grande, nem pequena.

    Como é que pode o Flávio Dino virar as costas para Caxias?

    O Governo do Estado só trabalha na região metropolitana de São Luís , são obras e mais obras e Caxias não tem nada.

    Eu quero saber o motivo de Caxias não ter os programas : Moradia Digna , mutirão rua digna, limpeza do rio itapecuru , construção da avenida Beira rio?

    O Governo do Estado somente realiza obras bonitas e de qualidade em São Luís e na região metropolitana , o resto dos municípios são esquecidos e isso é revoltante.

    Caxias deu muitos votos pra esse Governador e esse cara só trabalha na região metropolitana de São Luís , quanto carinho que ele tem por Caxias, hein?

    EITA CAXIAS APEQUENADA SIÔ!!

Postar um comentário