Vereador Neto do Sindicato visita projetos agrícolas no Ceará que podem ser aplicados em Caxias

26.3.15
Vereador Neto do Sindicato durante visita ao 
município de Tianguá-CE
Como presidente da Comissão de Agricultura da Câmara Municipal, o vereador José Wilson da Silva, o Neto do Sindicato (PT), visitou nos últimos dias alguns projetos agrícolas no Estado do Ceará que poderão ser aplicados em Caxias.

Os municípios visitados pelo vereador caxiense foram Sobral e Tianguá, que possuem excelentes projetos agrícolas voltados para a agricultura familiar, que é o foco de Neto do Sindicato. “Tomamos conhecimento do êxito desses projetos nas cidades cearenses e fomos lá constatar a viabilidade dos mesmos serem feitos em Caxias”, explica o parlamentar.

Parlamentar caxiense teve a 
oportunidade de conhecer vários projetos 
exitosos na agricultura familiar
Entre os projetos visitados, Neto do Sindicato destaca aqueles voltados para hortifruticultura, que podem perfeitamente serem colocados em prática em Caxias.

Existe um projeto de minha autoria que cria um Fundo voltado para incentivar a agricultura familiar, destinando 2% do Fundo de Participação do Município para financiar projetos na zona rural e isso pode representar uma revolução no campo em nossa cidade”, acredita o vereador.

O vereador petista também conheceu projetos de hidroponia, técnica que consiste em cultivar sem solo, onde as raízes recebem um solução nutritiva balanceada que contêm água e todos os nutrientes.

O agricultor familiar precisa ter acesso a novas técnicas que possam melhorar a produtividade no campo e garantir produtos saudáveis e cada vez mais competitivos no mercado”, justifica Neto ao afirmar que irá lutar para implementar os projetos em Caxias.

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Em que pese o interesse do nobre Vereador, acredito que tais "conhecimentos" dificilmente chegarão à mesa do pequeno produtor e, principalmente, do trabalhador "roceiro" (conhecimento e causa própria) das cercanias de Caxias: 01°) porque não vejo a PMC dispondo de qualquer suporte material ou técnico àqueles (e não venham me dizer que "raspar as estradas vicinais é "ajuda"", isso é OBR$$$IGAÇÃO.) 2° Porque lhes faltam maior acesso a conhecimentos técnicos, administração, financeiros, etc. (o PRONAF, até ajuda, mas a maioria quando recebem os valores, NÃO investem naquilo que ficou acordado no projeto, e sim, adquirem motos, tvs, geladeira, um par de roupas novas, cachaça, sem contar nos que "fogem" para outros Estados deixando a sua parcela da dívida aos sócios do grupo;
    PORTANTO, de fato, o nobre parlamentar pode até demonstra "interesse" em conhecer os projetos voltados para a agricultura familiar no CE, todavia, DIFICILMENTE tais "conhecimentos" chegarão aos "caboclos da roça", RAZÃO pela qual ficarão (tais conhecimentos) e NÃO VENCERÃO, as cercas da INARRÁVEL PROPRIEDADE do nobre vereador, ora instaladas as margens da MA127, cercanias de Caxias.
    Att Dr Cleber

Postar um comentário