Covid-19: Rafael Leitoa diz que reconhecimento ao trabalho do governo causa ânsia nervosa da oposição

30.6.20

Rafael Leitoa contesta afirmação da oposição e parabeniza a postura do Governo do Maranhão 
no enfrentamento ao  coronavírus (Fonte: Agência Assembleia)

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa, Rafael Leitoa (PDT), saiu, mais uma vez, em defesa dos avanços da saúde que o Maranhão teve nos últimos meses para conter a pandemia do novo coronavírus. Na sessão de hoje, ele enterrou as críticas vazias feitas por César Pires (PV) e Wellington do Curso (PSDB), e afirmou que elas se dão porque a população do Maranhão reconhece os investimentos realizados pelo governador Flávio Dino.

“Talvez o governador mais atuante no combate ao coronavírus. Então fico muito tranquilo de subir a esta tribuna e fazer essa defesa clara, transparente, de forma objetiva, porque o governo tem se esforçado diariamente, diuturnamente”, afirmou Rafael Leitoa, destacando a inauguração de mais 10 leitos de UTI em Timon e em Caxias, entregues neste final de semana.

“Hoje nós contamos com 20, em março, nós não tínhamos nenhum e, há décadas, esperávamos esse leito de UTI que chegou num bom momento não só para Timon, mas para todas regiões do estado. Se não tivéssemos a coragem e altivez do governador Flávio Dino, com certeza, nós estaríamos em momento pior”, reiterou, citando a inauguração de hospitais e leitos em todas as regiões do estado.

Respiradores

Mais uma vez os respiradores foram temas de debates na Assembleia Legislativo. E, novamente, Wellington do Curso e César Pires usaram discursos falaciosos para imputar culpa no governo do Estado em relação a compras frustradas do Consórcio Nordeste.

“A devolução que o Deputado César Pires e Deputado Wellington do Curso se referem todo mundo sabe aqui do estado que, infelizmente, o Consórcio Nordeste fez uma compra que foi frustrada por um fornecedor que não entregou os respiradores e que teve as contas bloqueadas pela Justiça”, explicou, informando que o caso está em investigação na Bahia.

Já sobre a segunda compra, Rafael Leitoa esclareceu que ela foi devolvida na mesma moeda. “Foi pago em dólar e foi devolvida em dólar. Você não pode comprar em dólar e ser devolvido em uma moeda diferente. A mesma quantidade de dólares pagos pelo governo do Estado foi a quantidade de dólares devolvidos e ressarcidos aos cofres públicos”, respondeu.

Ao fim, de novo, a oposição não contestou os argumentos do líder do governo.

Caxias chega a 50 óbitos pela Covid-19 e quase 900 curados


Ao todo, são 1.585 casos confirmados de Covid-19.

O município de Caxias registra 50 óbitos pelo novo coronavírus e 891 pessoas recuperadas, segundo dados do boletim epidemiológico divulgado na noite dessa segunda-feira (29).

Ao todo, são 1.585 casos confirmados de Covid-19. Destes, 624 pacientes estão em isolamento domiciliar e 20 em internação hospitalar.

Mais

Caxias está entre os 215 municípios do estado com registro de casos confirmados da doença. O Maranhão chegou a 78.969 casos confirmados do novo coronavírus, 2.012 mortos pela doença e 59.100 recuperados, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Prefeitura de Caxias entrega nesta terça-feira (30) escola do povoado Santo Antônio, 2º Distrito


A Prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Semect) e a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Sinfra), realizará nesta terça-feira (30) a entrega da escola Edwirgens Gonçalves Costa, agora com sede própria. A unidade escolar fica no povoado Santo Antônio, no 2º Distrito de Caxias.

Devido à pandemia e para evitar aglomerações, a entrega será rápida e somente com alguns representantes das secretarias. A escola conta com 6 salas de aulas, uma sala de leitura, uma sala de computação, secretaria, sala de professores, 5 banheiros, 3 depósitos e uma cantina. As modalidades de ensino são Educação Infantil, 1° ao 5° ano e Educação de Jovens e Adultos (EJAI).

Além desta escola, a prefeitura está construindo mais uma unidade de ensino no povoado Engenho D’Água e reformando 14 unidades, entre zona urbana e rural. (Ascom)

Crime brutal: Idosa de 72 anos é assassinada dentro de cemitério em Caxias

29.6.20

Vítima e sua irmã de 70 anos iriam acender velas quando foram atacadas pelos autores com faca e pedras.

(foto reprodução)
Um crime brutal foi registrado na tarde desta segunda-feira (29) em Caxias. A idosa Maria das Graças de Abreu (foto), de 72 anos, foi assassinada dentro do Cemitério do Bairro Seriema, localizado na rua Sesorte Pereira. 

De acordo com as guarnições militares presentes no local, por volta das 16h20, a vítima e sua irmã, identificada como Maria Machado de Abreu, de 70 anos, iriam acender velas quando foram atacadas pelos autores com faca e pedras.

Maria das Graças veio a óbito no local, e a sua irmã foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Complexo Hospitalar Municipal Gentil Filho.

O Serviço de Inteligência da PM investiga o caso.

(Fonte: Portal Noca)

Enfrentamento à Covid-19: Prefeitura de Coelho Neto já distribuiu 18 mil cestas básicas


Como parte das ações de enfrentamento à Covid-19 em Coelho Neto, a Prefeitura Municipal realizou a distribuição de mais 6.500 cestas básicas para a população em situação de vulnerabilidade social.

A distribuição aconteceu conforme critérios pré-estabelecidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Secretaria de Governo, seguindo um cronograma classificado por polos, com organização do distanciamento, marcadores de espaço e higienização, tudo a fim de evitar aglomerações. 

Além dessa ação, 10.562 kits merenda escolar, cerca de 05 mil kit's higiene e mais 11.500 cestas básicas já haviam sido entregues anteriormente pela atual gestão, totalizando um número de 18 mil cestas entregues durante esse período de pandemia. 

O município de Coelho Neto segue adotando uma série de investimentos e ações que visam o enfrentamento direto à Covid-19.

Live de Lula e Flávio Dino é marcada por críticas a Bolsonaro


O ex-presidente Lula (PT) afirmou hoje(29), durante live com a participação do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que falta o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), alguém como o comunista, ao seu lado, para que ele pudesse “fazer o certo” na condução do país.

“Seria extremamente positivo para o país se o atual presidente [Bolsonaro] tivesse ao seu lado pessoas tão sérias como o Flávio [Dino]”, disse.

Dino e Lula marcaram a transmissão para falar de “políticas sociais e economia no Brasil”, mas passaram grande parte do tempo criticnado o atual presidente.

Em outro ponto da live, o ex-presidente elogiou a atuação de Flávio Dino, e de governadores do Nordeste, no combate à pandemia da Covid-19 – aproveitando, mais uma vez, para alfinetar Bolsonaro, a quem chamou de incompetente.

“Tenho orgulho de vocês, governadores do Nordeste. Aproveito a ocasião para parabenizar o teu trabalho, Dino. É uma crise que sem dúvida demorará a passar ainda e somente se resolverá com a vacina”, afirmou Lula, acrescentando que o atual presidente não precisa gostar do governador do Maranhão, ou de qualquer chefe de Executivo, estadual ou municipal, mas trabalhar em conjunto com os gestores.

“Bolsonaro não tem que gostar de Flávio Dino para governar. E, sim, ele precisa ser o condutor, o líder no processo de retirada da crise. E precisa, também, saber que ele tem que contar com a ajuda de governadores e prefeitos, que sabem mais do que ele onde estão os problemas da população”, afirmou.

Dino também criticou o que considera falta de articulação de Bolsonaro para a construção de uma coordenação central – encabeçada pelo governo federal – capaz de organizar ações contra o novo coronavírus.

“Quando o Supremo [Tribunal Federal] deu a autonomia para que os governadores tomassem suas decisões, em nenhum momento ele falou que a presidência estaria excluída deste processo”, disse. (Do blog do Gilberto Léda)

Norte-Sul chega a São Paulo


Da Coluna do Sarney (Jornal O Estado do Maranhão)

Mais uma vez escrevo sobre a Norte-Sul, a estrada de ferro que eu lancei como Presidente da República e que naquela época foi combatida de toda maneira, chamada de, como foi a Belém-Brasília, estrada das onças — que ligava o nada a coisa nenhuma —, mas com o passar dos anos fez todos os críticos morderem a língua e pedir desculpas, desfazendo as críticas. E a Norte-Sul fez parte dos programas de todos os governos que me sucederam.

Ainda consegui fazer o trecho Itaqui-Estreito, a ponte sobre o Rio Tocantins, e um trecho no estado de Goiás — onde, em Janaúba, presidi ao início das obras. Meu desejo era deixá-la concluída até o fim do meu mandato, mas o combate foi tão violento que não consegui avançar.

A Norte-Sul colocou o modelo ferroviário concorrendo com o rodoviário, o predominante no País — e daí surgiu a grande resistência. As estradas de ferro foram a grande alavanca do comércio e do desenvolvimento no século XIX e, em grande parte do mundo, acompanharam a modernização da logística e continuam sendo o principal eixo em muitos dos maiores países. Nós chegamos a ter 40 mil quilômetros de ferrovias; quando assumi, apenas 10% desses estavam modernizados — muitos tinham simplesmente sido abandonados. Os trens modernos mantêm a vanguarda no transporte de passageiros, com os trens de grande velocidade imbatíveis em médias distâncias pois, param nos centros urbanos, evitando os longos deslocamentos até os aeroportos; por outro lado as alternativas de carga intermodal oferecem trunfos extraordinários nos custos de produção — lembrando ainda a importância na proteção do meio-ambiente, pois concorre com poluidores intensivos, como aviões, caminhões e automóveis.

O projeto era traçado da Norte-Sul cortando o Brasil e o integrando de Sul a Norte. Ela seria complementada por outra de Oeste a Leste, saindo de Cuiabá, interligando-se com a rede paulista até Santos, que já existe, e uma terceira, a Transnordestina, ligando o Brasil Central até o litoral da Bahia. A Norte-Sul vai do Itaqui até Brasília, aí interliga-se com a Rede Ferroviária Sul e vai até Santos.

Assim o Itaqui passa a ser o grande porto do Brasil Central e São Luís se torna o escoadouro natural de grande parte da produção de cereais e o remetente de combustíveis para a produção do Planalto Central, Mato Grosso e Goiás. No futuro o Itaqui será um dos maiores do mundo.

A Norte-Sul está pronta e já traz carga dessa região para embarcar no Itaqui. Falta agora só a aparelhar com infraestrutura e logística. Mas o anúncio de sua chegada a São Paulo significa que a interligação planejada está feita, o sonho realizado.

O Maranhão vislumbra assim o que sempre pensei: em torno de um grande porto se estabelece uma grande civilização.

O Maranhão tem a sua vocação encontrada. Depois virão o gás, Alcântara e a frente agrícola que vem de Balsas, a qual nos tornará também um grande produtor de cereais.

Pesquisa mostra que Fábio Gentil lidera intenção de votos para Prefeito em Caxias

28.6.20

Se as eleições fossem hoje, atual prefeito seria reeleito com mais de 60% dos votos

A pesquisa está registrada no TSE n° MA02708/2020 e ouviu 600 pessoas em Caxias, entre os dias 19 a 22 de junho. O intervalo de confiança é de 90% e a margem de erro é de 3 pontos para mais ou para menos.

Foram três apresentados três possíveis cenários. Um espontâneo (sem apresentar o nome dos candidatos) e dois apresentando os nomes e deixando que o entrevistado escolha.

Fábio Gentil liderou no cenário espontâneo com 51% dos votos, o segundo colocado ficou com 8% dos votos. No primeiro cenário estimulado, Fábio Gentil aparece com 61% dos votos e o segundo colocado com 15%. No segundo cenário estimulado, onde a disputa aparece diretamente com apenas o deputado Adelmo Soares, Fábio Gentil lidera com 64% dos votos e o seu adversário com 17%.

Também foi realizada uma pesquisa sobre rejeição, onde Adelmo Soares tem 23% de rejeição, Fábio Gentil tem 15%.

A pesquisa também mostrou que o Prefeito Fábio Gentil tem 68% de aprovação da sua gestão, pelos caxienses.

(Com informações do Jornal Pequeno)

Pacientes relatam a alegria de vencer o Covid-19 e receber alta da UPA em Caxias

27.6.20

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caxias deu alta médica para a paciente Maria dos Anjos Batista, de 99 anos, depois que a idosa venceu a covid-19. Ela estava internada há 5 dias na unidade de saúde. Moradora do bairro Antenor Viana, antes de ser encaminhada à UPA, ela também passou pelo Complexo de Saúde, onde recebeu os primeiros atendimentos.

“É um momento de muito alegria. Foram 9 dias de internação, sendo que 5 foram só na UPA. O desafio é enorme para pessoas de qualquer outra idade, imagina para essa com mais de 90 anos”, afirma Luciano Gomes, neto de Maria dos Anjos.

Somente na manhã dessa sexta-feira (26), a UPA deu alta médica a 4 pessoas. Com estas, a cidade de Caxias chega a 664 pessoas que já venceram a covid-19 no município. O número de curados só cresce, graças ao trabalho dos profissionais de saúde que estão cuidando dos caxienses e de pessoas da região que precisam dos serviços da rede municipal de saúde, em especial da UPA.

“Trabalhamos para isto, com comprometimento para que estas pessoas voltem às suas residências com saúde. Hoje foram 4 pessoas e estamos muito felizes. A realidade da UPA é esta. Nós estamos preparados para atender a todos os caxienses com carinho e cuidado, venham sem medo. E assim é todo dia”, diz Leosk Pinto, diretor da UPA.

Também recebeu alta, Antônia Marizete Rodrigues, de 73 anos, depois de três dias internada.

“Para mim foi ótimo, não tenho do que reclamar. Me trataram bem, graças a Deus. Eu nem lembro como eu entrei direito, era uma fraqueza. Mas, graças a Deus, estou recuperada”, disse. (Ascom)

Rafael Leitoa comemora 2 anos de inauguração do Colégio Militar de Timon e visita obras do Parque Ambiental

26.6.20
Solenidade de comemoração dos dois anos de inauguração do Colégio Militar
Tiradentes V, em Timon.  (Fonte: Lucas Stefano)

Na manhã desta sexta-feira, 26, o deputado Rafael Leitoa acompanhou duas atividades na cidade de Timon. Na primeira, participou da solenidade de comemoração dos dois anos da inauguração do Colégio Militar Tiradentes V, na sede do antigo CAIC, no bairro Pedro Patrício. No segundo, Rafael Leitoa acompanhou o secretário Estadual de Meio Ambiente, Diego Rolim e equipe, às obras do Parque Ambiental de Timon, no bairro Sucupira.

COLÉGIO MILITAR TIRADENTES  - CMT V

Uma reclamação constante desde o primeiro mandato do deputado Rafael, resultou na visita, ainda em 2015, da Comissão de Obras da Assembleia Legislativa, para avaliar, dentre outras situações e obras, a condição degradante de abandono do antigo CAIC. Deixado de lado logo após a cassação de Jackson Lago, EM 2009. Segundo o deputado, era triste ver um espaço tão bom, numa área necessitada de boas opções de ensino, sem utilização, abandonado.

Rafael Leitoa acompanha visita às obras do Parque Ambiental
Sucupira.  (Fonte: Lucas Stefano)
“Mesmo diante do cenário de pandemia, é válido comemorar a existência do CMT V em nossa Timon. Uma escola que já transformou a vida de inúmeros estudantes e que é fruto da nossa articulação política junto ao Governo do Maranhão. Tenho muito orgulho desta escola, pois ela é um dos exemplos de que estamos no caminho certo quando se trata de Educação. Parabéns a todos que fazem parte do Colégio Militar Tiradentes V, em nome do gestor e comandante geral, tenente-coronel Sousa”, comemorou Rafael Leitoa.

PARQUE AMBIENTAL SUCUPIRA

Outra vitória para a cidade de Timon, que servirá de espaço para o lazer, práticas esportivas e contemplação da natureza, o Parque Ambiental Sucupira, recebeu a visita do deputado Rafael Leitoa e uma comitiva da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, SEMA. Acompanhando o secretário estadual de Meio Ambiente, Diego Rolim, o secretário municipal de planejamento, Jefferson Araújo, viram de perto o andamento das obras, já em fase de inauguração.  A construção do parque é financiada através de recurso do Fundo Estadual de Unidades de Conservação (FEUC), e será entregue à população assim que as medidas preventivas permitirem a abertura dos parques.

“Esta é mais uma obra realizada através da nossa articulação junto ao Governo do Maranhão, por meio da SEMA e da Prefeitura de Timon. Este espaço dará mais vida, no amplo sentido da palavra, à nossa cidade. Com opções para prática de esportes ao ar livre, vivência das famílias em um espaço cuja natureza está presente”, ressaltou Rafael Leitoa.

Governador do Maranhão anuncia foco de medidas para o leste do estado e editará novo decreto para escolas


Medidas foram divulgadas em entrevista coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (26) pela internet.

Flávio Dino, governador do Maranhão — Foto: TV Mirante

G1 - Em entrevista coletiva realizada pela internet na manhã desta sexta-feira (26) o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), divulgou novas medidas no combate ao novo coronavírus. Dino anunciou foco de ações para o leste maranhense que tem tido um alto crescimento da Covid-19, revelou que publicará um novo decreto para unidades de ensino e disse que terá uma reunião de definição ainda nesta sexta-feira (26) para tratar das liberações de praças de alimentação de shoppings.

Flávio Dino anunciou na coletiva que mudará a estrategia de criação de novos leitos destinando novas unidades para Timon e Caxias, que tem apresentado um grade crescimento de casos. Dino revelou que a UTI aérea do estado passará a se fixar em Timon, com alta possibilidade de transferência de pacientes para São Luís, cidade maranhense com maior número de leitos no Maranhão.

O governador disse ainda que editará nesta sexta-feira (26) um novo decreto para unidades de ensino com mais detalhes sobre os protocolos. As regras pedagógicas terão singularidade de acordo com decisões municipais e no caso da rede privada o protocolo pedagógico ficará a critério de suas diretorias e colegiados.

O governador do Maranhão disse também que terá uma reunião ainda nesta sexta-feira (26) para definir sobre aberturas de praças de alimentações de shoppings. Segundo Flávio Dino uma decisão será tomada ainda nesta tarde.

O Maranhão chegou a 74.925 casos confirmados do novo coronavírus, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde. O boletim divulgado nesta quinta-feira (25) aponta que o estado tem 1.871 mortes pela doença e 53.791 curados.

Presidente da Câmara participa da live do apresentador Repórter Puliça

O presidente Câmara de Vereadores de Caxias, vereador Catulé (Republicanos), irá participar, neste sábado (27), da live do apresentador Repórter Puliça. Assista a live nas plataformas Facebook, Instagram e canal You Tube do Repórter Puliça. 

Ele será entrevistado, a partir das 12h (meio-dia) e vai falar sobre vários assuntos, entre eles o papel do Legislativo no combate à pandemia do novo coronavírus. 

Acompanhe:

Live do apresentador Repórter Puliça com a participação do vereador Catulé. 

Sábado, dia 27 de junho, a partir das 12h (meio-dia). 

CAXIAS – Novo decreto permite retorno de atividades comerciais e industriais das 7h às 13h e shopping das 14h às 22h, desde que sigam as recomendações


O novo Decreto Municipal nº 176, de 24 de junho de 2020, ratifica estado de calamidade pública, para fins de prevenção e enfrentamento à covid-19, declarado por meio do  Decreto n° 143, de 21 de abril de 2020, reconhecido pela Assembleia Legislativa por meio do Projeto de Decreto Legislativo n°008/2020, publicado no Diário da Assembleia em 11 de maio de 2020.

Ficam mantidas, até o dia 3 de julho de 2020, todas as restrições e medidas de enfrentamento, combate e planejamento do município de Caxias contra o novo coronavírus, disposto nos Decretos n° 93, de 20/03/2020, n° 94, de 22/03/2020, n° 126, de 06/04/2020, n° 132, de 12/04/2020 e n° 143, de 21 de abril de 2020.

No seu Art. 3°, o decreto define que a partir do dia 25 de junho de 2020 fica permitida a abertura e funcionamento das atividades comerciais, de serviços e industriais das 7h às 13h e as atividades de shopping das 14hh às 22h, desde que atendidas as exigências a seguir:

I – o uso de máscaras de proteção, descartáveis, caseiras ou reutilizáveis, conforme determinado pelos decretos anteriores acima referenciados;
II – é vedada qualquer aglomeração de pessoas, devendo ser observado o distanciamento social, limitando-se, ao estritamente necessário, a circulação de pessoas e a realização de reuniões presenciais de qualquer tipo;
III – as empresas deverão adotar escala de revezamento de funcionários e/ou alterações de jornada, com vistas a diminuir o risco de exposição do trabalhador ao coronavírus (SARS-CoV-2);
IV – deverá ser assegurada a distância mínima de dois metros entre o funcionário do estabelecimento e o cliente;
V – para os estabelecimentos nos quais o atendimento aos clientes se dê de forma simultânea ou conjunta, deve ser assegurada a distância mínima de 2 (dois) metros entre cada cliente;
VI – manter ambientes arejados, intensificar higienização de superfícies e de áreas de uso comum, disponibilizar, em local acessível e sinalizado, álcool em gel, água e sabão, bem como adotar outras medidas de assepsia eficazes contra a proliferação do coronavírus (SARS-CoV-2);
VII – adoção de medidas para controle de acesso de clientes a fim de que sejam evitadas aglomerações, no interior ou no exterior do estabelecimento, bem como organização de filas, quando houver, inclusive com a marcação no solo ou adoção de balizadores;
VIII – as reuniões de trabalho, assembleias e demais atividades que exijam o encontro de funcionários deverão ocorrer por meio de tecnologias que permitam a sua realização à distância.

ACIONAMENTO DA POLÍCIA

Caso haja recusa do uso correto de máscara  por parte do consumidor, o proprietário do estabelecimento comercial ou similar é obrigado a acionar a Polícia Militar, que adotará os procedimentos legais necessários destinados à aplicação do art. 268 do Código Penal § 2º. A autorização e liberação de funcionamento referida no caput do art. 3º não se estende a bares, restaurantes, lanchonetes, depósitos de bebidas, praça de alimentação, cinema, academias, boates e casas de show.

BARES, RESTAURANTES E SIMILARES

Os bares e similares, restaurantes, lanchonetes e depósito de bebidas somente poderão comercializar seus respectivos produtos por meio de serviço de entrega (delivery) ou de retirada no próprio estabelecimento (drive thru e take away, por exemplo), sendo vedada a disponibilização de áreas para consumo no próprio local.

Fica estritamente proibida a comercialização de bebidas alcoólicas a partir das 20h do dia 25 de junho de 2020, até o dia 3 de julho de 2020. A partir do dia 25 de junho de 2020, serão feitas análises diárias do percentual de ocupação dos leitos de UTI, onde, caso atinja 80% (oitenta por cento) de sua capacidade máxima de infectados pelo coronavírus, serão suspensas todas as atividades não essenciais no município constantes dos decretos anteriores.

As regras dispostas neste decreto valerão até o dia 3 de julho de 2020 e poderão ser revistas a qualquer tempo, considerando os registros de infecção por covid-19 no município, bem como as orientações dos profissionais de saúde. Todas estas informações estão publicadas no Diário Oficial do Município de 24 de junho de 2020. (Ascom)

Moradores de Parnarama querem fazer protesto contra a Equatorial Energia (Cemar) em Timon

25.6.20
Acima veja fachada do prédio da Equatorial Energia em São Luis

Dezenas e dezenas de moradores da zona rural de Parnarama estão planejando vir a Timon na próxima semana fazer uma manifestação de protesto contra a Equatorial Energia, a antiga Cemar, no escritório sede da empresa na cidade.

O protesto é fruto de uma indignação de famílias da zona rural daquele município que já solicitaram a instalação de energia em seus povoados e até agora a Equatorial nada de executar os pedidos.

De acordo com informações do vereador Miguel do Tiririca (na foto ao lado), os moradores fizeram a solicitação em novembro do ano passado sem que a Equatorial tenha tomado qualquer providência. O parlamentar lembra que os moradores não estão pedindo favor a empresa, pois todos irão pagar suas contas de consumo. “No grupo de moradores que está sendo prejudicado tem pessoas idosas com mais de 90 anos, pessoas com câncer e outros que necessitam de energia para seu bem-estar ou até mesmo para tratamento”, destacou ele.

São pelo menos dois povoados, como Água Vermelha e Curral Velho,  que esperam há meses a boa vontade da Equatorial Energia, mas até hoje sequer deu parecer respondendo a demanda popular, mostrando total falta de sensibilidade social.

O vereador destaca que nem mesmo um ofício da Secretaria Municipal de Administração da prefeitura de Parnarama solicitando a instalação da energia conseguiu sensibilizar a Equatorial Energia. “Os moradores estão indignados e pretendem fazer um protesto na próxima semana aí em Timon na frente do escritório da Equatorial. Eu já avisei que se depender de mim eles podem contar com meu apoio”, explicou Miguel do Tiririca informando que a manifestação poderá acontecer na terça ou quarta-feira da próxima semana. (Do blog do Elias Lacerda)

Povos indígenas isolados sofrem com o avanço do coronavírus no Maranhão


Povos indígenas que vivem isolados no Maranhão sofrem com o avanço da pandemia do novo coronavírus no interior do Maranhão. Manter o isolamento das tribos tem sido cada vez mais complicado neste momento e cuidar e testar quem precisa é ainda mais difícil.

“A pandemia é um ameaça particularmente grave para os povos indígenas, cuja as terras foram roubadas e que não podem se insolar de forma autossustentável como os guarani kaiowá. É uma grave ameaça também aos povos de recente contato, como os yanomami e os indígenas isolados como os awá no Maranhão, que são os povos mais ameaçados no mundo. Eles são vulneráveis até mesmo a doença comuns. Por isso, a Covid-19 é uma ameaça terrível e pode aniquilar povos inteiros”, disse Priscilla Oliveira, representante da Survival Internacional.

O povo awá não teve registro de casos de Covid-19, segundo sua frente de defesa. Eles adotaram algumas estratégias de isolamento e só tem saído da aldeia apenas para tratamentos de saúde. Só é permitida a entrada de pessoas credenciadas após quarentena de quinze dias.

Foram registrados casos do novo coronavírus entre os Cricatis, Caiapós e tem sido mais grave entre os Guajajaras. Na terra indígena Rio Pindaré já foram confirmados 130 casos e três mortes.

Na aldeia Zutiua, terra indígena Arariboia, também na amazônia maranhense, foram confirmados 40 casos. Na terra indígena Geraldina Tuco Preto, índios estão realizando barreiras por contra própria para manter o isolamento.

O Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI) encaminhou 300 testes rápidos para aldeias atingidas pela Coviid-19. Diz que tem recebido ajuda do Governo do Estado e de prefeituras, mas afirma que não tem como realizar testes em massa como cobram os povos indígenas.

(As informações são do G1/MA)

Prefeitura de Caxias reúne Comitê de Prevenção e Enfrentamento à Covid-19 antes de emitir novo decreto

24.6.20

A Prefeitura de Caxias foi o local escolhido pelo Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao novo coronavírus para uma reunião nesta terça-feira (23). A gestão municipal esteve representada pela Secretaria Municipal de Governo; Secretaria Municipal de Finanças, Planejamento e Administração; Secretaria Municipal de Segurança; Secretaria Municipal de Indústria e Comércio; Secretaria Municipal de Saúde e Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil. Além desses órgãos, outros que integram o Comitê, como  Corpo de Bombeiros, Ordem dos Advogados do Brasil/Caxias; Sindicato dos Lojistas de Caxias (Sindilojas), Câmara de Dirigentes Lojistas de Caxias (CDL), Câmara Municipal de Caxias e a sociedade civil organizada, também estiveram representados.

O gestor do executivo municipal realizou a apresentação dos dados referentes ao acompanhamento da evolução dos números da covid-19 no município de Caxias. Além disso, apresentou um conjunto de ações que já estão sendo realizadas em Caxias, como desinfecção das ruas da cidade por meio de carros atomizadores; disponibilização de testes rápidos; aquisição e disponibilização de medicamentos para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs); colocação de cabines de desinfecção; lavatórios portáteis; distribuição de máscaras; dentre outras ações.

A gestão municipal também lembrou que, do último dia 12 de junho ao dia 22 de junho, houve um aumento significativo na quantidade de casos confirmados da covid-19 no município, ultrapassando os 500 casos, resultado do aumento na testagem, mas acredita-se que uma maior presença da população nas ruas também tenha colaborado para este aumento, o que elevou o grau de preocupação da Prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria de Saúde. A maior procura pelos serviços de saúde é um alerta para toda a população, que é convidada a colaborar ainda mais com o trabalho de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus.

“Falta consciência da população. Nós fazemos vistoria e já vimos gerente de supermercado quase apanhar por exigir que a pessoa cumpra a marcação no chão. Existem setores que nem abriram. Para a Vigilância Sanitária, a aglomeração está maior com o período curto do comércio aberto, porque é uma ânsia das pessoas de correr pra lá, senão vai fechar”, afirma Alanessa Araújo, coordenadora da Vigilância Sanitária.

A Prefeitura de Caxias informou que já adquiriu mais 10 mil testes rápidos. Ao todo, mais de 5 mil testes rápidos já foram utilizados para atender aos caxienses. O Centro Médico, hospital de campanha que foi alugado para assistir aos caxienses, também já está sendo utilizado e trabalha para ampliar os serviços. A gestão também lembrou que três UBSs estão com funcionamento noturno, mas que outras 10 devem oferecer atendimentos diferenciados nos próximos dias e com funcionamento até mesmo nos finais de semana.

“Se não estivéssemos abertos, várias pessoas já haviam sido demitidas. Nós já perdemos cinco operações, e não estamos cobrando aluguel. Eu convido a todos a conhecer a estrutura que nós investimos no Caxias Shopping Center. Nós temos uma mídia vasta informando como estamos. Nós estamos cumprindo a nossa parte, e não é justo uns pagarem pelos outros”, afirma Leninha Aragão, superintendente do shopping.

“O isolamento permite que haja uma quebra no ciclo de propagação, e quando quebra o ciclo de propagação, as pessoas que já estão contaminadas não tem como sair contaminando os outros”, disse Paulo Marinho, ex-prefeito.

Sobre o transporte de passageiros da zona rural para a zona urbana, o vereador Ximenes acredita que seria interessante diminuir a quantidade de pessoas por veículos, porém, que aumentasse a quantidade de dias em que eles pudessem trafegar, pois assim permitiria que o distanciamento social fosse feito.

“Olhando o comércio da cidade, eles têm tomado os cuidados necessários sugeridos pela Organização Mundial de Saúde. Mas tem muita gente que vai para a zona rural e está levando a contaminação para lá”, afirma o vereador.

A prefeitura lembra que, mais do que nunca, a população caxiense deve colaborar evitando sair de casa sem necessidade. Uma das resoluções retiradas da reunião é que, quando o município de Caxias chegar aos 80% da ocupação de leitos, haverá automaticamente um lockdown. A decisão foi tomada com base em informações da Secretaria Municipal de Saúde e do Comitê de Prevenção e Enfrentamento, e que a Prefeitura Municipal irá seguir a decisão, caso haja necessidade. O novo decreto também deve proibir a venda de bebida alcoólicas a partir das 20h, tanto em bares, quanto em supermercados. Bares, restaurantes e academias continuarão fechados.

“A função do lockdown é diminuir a pressão na rede de atendimento dos hospitais. Se a gente ainda não está tão pressionado com a abertura dos leitos de UTI no Centro Médico e no Complexo Hospitalar, e também nos leitos clínicos lá no hospital de campanha, eu acredito que ainda não é o momento de tomar uma atitude tão drástica como esta”, afirma Mário Assunção, presidente da comissão especial da Câmara Municipal.

“Vamos trabalhar no sentido de implementar as regras disciplinares que este momento exige. Nós precisamos nos disciplinarmos para atender as pessoas que estão adoecendo. A gente precisa fazer isso. Nós precisamos continuar trabalhando no aperfeiçoamento da nossa inteligência para trazer para cá o que há de melhor”, afirma Carlos Alberto, secretário municipal de Saúde.

“O que falta é consciência. Temos que ser conscientes. Nós que somos formadores de opinião vamos dar o exemplo, vamos nos policiar. Dessa forma, nós precisamos ser diligentes, zelosos com as normas, porque evita”, frisa Maria dos Remédios, presidente da CDL.

O secretário municipal de Saúde afirma que tudo que está ao alcance da Prefeitura de Caxias, com o trabalho tanto nas UBSs, quanto na Unidade de Pronto Atendimento e Complexo Municipal de Saúde, bem como outros aspectos, a prefeitura esta viabilizando toda a parte logística diariamente, visando atender aos caxienses e fazer com que a saúde funcione, a fim de que a população seja bem assistida.

“A parte de logística está sendo resolvida com a participação direta da gestão municipal. Para que se tenha uma ideia, no Centro Médico foi necessário a revisão de tudo: sistema de pressão, sistema de ar, oxigênio, água, dentre outras. Cada conquista vai estimulando a gente a fazer mais para que o nosso sistema de saúde seja utilizado no máximo de sua capacidade”, finaliza Carlos Alberto. (Ascom)

Zé do Povo para a história


Da coluna do Mário Assunção, Portal Noca

O deputado Zé Gentil estava em seu quarto mandato no Legislativo maranhense. Nas eleições de 2018, foi eleito deputado estadual pelo Republicanos, com 62.364 votos. Exerceu ainda a função nas legislaturas de 1987 a 1991 (deputado constituinte), 1991 a 1995, 1995 a 1999 e, na atual, de 2019 a 2023. Antes, em 1982, exerceu mandato de vereador de Caxias, cidade onde nasceu, no dia 18 de maio de 1940.

A Princesa do Sertão amanheceu o dia 15 de junho de 2020 em luto. Um homem que tem na história inúmeras vitórias na família e na vida pública foi sucumbido pela força devastadora do vírus do Covid-19.

Zé Gentil reapareceu na vida pública avalizado pelo filho prefeito, mas, principalmente, pela larga ficha de serviços prestados ao Maranhão e, principalmente, à cidade de Caxias.

Zé do Povo, como também era conhecido, tinha uma personalidade pacata, um jeito simples de tratar o povo. Sempre atencioso, gostava de lembrar dos feitos e passagens políticas que viveu ao longo dos muitos anos de vida pública. Parlamentar determinado, nunca deixava para depois a resolução das demandas de Caxias na busca, incansável, da resolutividade dos problemas que assola nossa cidade.

Homem de fibra, mesmo com seus 80 anos, tinha disposição de sobra para atender o povo e buscando, sempre, resolver os problemas apresentados. Homem de família, tinha muito carinho e zelo pelos filhos e netos, orientando sempre para o caminho do bem. Personalidade da política maranhenses, deixa o nosso mundo para ingressar nos anais da história e ficará sempre nas lembranças dos caxienses como pessoa digna e correta.

Vá em paz Zé do Povo, Zé das Mães, José Gentil Rosa!

Aprovado projeto de Adriano que prevê oximetria de graça em farmácias


A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira (23), o projeto de lei 163/2020, de autoria do deputado estadual Adriano Sarney (PV), que dispõe sobre a obrigatoriedade das farmácias no estado disponibilizarem o aparelho oxímetro, de forma gratuita, pelo tempo que durar a pandemia. Segundo Adriano, o PL justifica-se em decorrência de inúmeros problemas no setor da saúde do Estado, por conta da pandemia do novo Coronavírus.

O oxímetro é um pequeno aparelho a ser colocado no dedo com a finalidade de mensurar o nível de saturação de oxigênio (abreviado como O2sat ou SaO2). A SaO2 é a porcentagem de oxigênio que o sangue está transportando, comparada com o máximo da sua capacidade de transporte. Sabe-se que hipóxia -baixa oxigenação dos tecidos-, causada pela Covid-19 não tem sintomas.

“Nesse contexto de pandemia é difícil recomendar que todo mundo tenha um em casa, não somente pelo custo, mas as pessoas não vão saber exatamente o que fazer com o equipamento. Por isso é importante que todas as farmácias disponibilizem o aparelho e que tenha a farmacêutico ajudando a checarem a oxigenação sanguínea, pois a queda da oxigenação é um critério de gravidade e de acompanhamento da Covid-19”, explicou o parlamentar.

A lei específica que as farmácias deverão ter ao menos 1 oxímetro como medida pública para toda a população, que os farmacêuticos façam a higienização correta do mesmo -com álcool e panos limpos- e que a preferência sempre seja dada a pessoas que fazem parte do grupo de risco para Covid-19, como as pessoas com mais de 60 anos ou com doenças crônicas respiratórias ou cardiovasculares.

Nesse momento o projeto segue para a sanção do governador Flávio Dino e as farmácias terão 10 dias para se adequarem ao cumprimento desta Lei. (Blog do Gilberto Léda)

Magno Magalhães sugere pré-agendamento no hospital de campanha para atender pacientes de Covid-19 em Caxias

23.6.20

O Centro Médico de Caxias é o hospital de campanha alugado pela gestão municipal para o enfrentamento da Covid-19. Na sessão remota dessa segunda-feira (22), o vereador Magno Magalhães (PL) sugeriu um agendamento prévio dos usuários que necessitem da unidade de saúde.

A sugestão do parlamentar, feita enquanto presidente da Comissão de Saúde ao presidente da Comissão Especial contra a Covid-19, Mário Assunção (Republicanos), e direcionada ao gestor municipal, visa evitar aglomeração.

"É necessário que se faça esse isolamento, principalmente numa época em que está se aumentando muito a multiplicação dos casos de coronavírus na cidade de Caxias", enfatizou.

Medicamentos

Ainda em seu pronunciamento, o vereador destacou a aquisição de medicamentos usados no tratamento ao coronavírus nos postos de saúde, e agradeceu ao prefeito pela atitude. "Apesar de ter sido louvável, eu considero um pouco demorada, já que nós estamos batendo nessa tecla há mais de dois meses. Certamente, muitas mortes poderiam ter sido evitadas se essa medicação tivesse chegado em tempo mais hábil", observou.

Na oportunidade, o vereador cobrou mais fiscalização do Procon em relação a preços abusivos praticados por farmácias sobre a venda de medicamentos.

Solidariedade

Magno também se solidarizou com a família do prefeito Fábio Gentil (Republicanos) pelo falecimento do deputado Zé Gentil.

Neto do Sindicato reforça importância de manter cuidados contra a Covid-19 e comenta sobre recuperação de estradas


Neto do Sindicato (Republicanos) foi o primeiro orador do pequeno expediente na sessão remota dessa segunda-feira (22). Entre os assuntos abordados, o vereador reforçou a importância de manter os cuidados contra o novo coronavírus (Covid-19) e comentou sobre a recuperação das estradas vicinais do município.

O vereador iniciou o seu discurso se solidarizando com o prefeito pelo falecimento de seu pai, o deputado Zé Gentil, vítima do Covid-19. Na ocasião, Neto disse que a população deve continuar com o distanciamento social e os cuidados necessários para não superlotar os leitos dos hospitais com pacientes acometidos pela doença.

Em relação às estradas vicinais, de acordo com o parlamentar, estão intrafegáveis. Em conversa com o gestor municipal, este informou ao vereador que a licitação para a recuperação das vias está em fase de conclusão.

"Espero logo que esteja sendo resolvido para que o nosso povo possa também fazer suas viagens, bem como transportar a sua produção; que por sinal tivemos uma boa safra", ressaltou.

Plano Safra

Segundo Neto do Sindicato, em diálogo com um representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, está havendo dificuldade em conseguir recurso com as instituições financeiras, tendo em vista de que o Governo Federal lançou o Plano Safra. "Não é o Plano Safra que gostaríamos de ter, mas é esse que foi lançado e o trabalhador precisa desse recurso para fazer a sua produção", acrescentou. (Ascom/CMC)

Adiamento das eleições é realidade que se impõe, dizem senadores


(Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

A necessidade de adiamento das eleições municipais, discutida em sessão temática nesta segunda-feira (22), foi o principal consenso entre os senadores que se manifestaram. Além da data das eleições, questões como a possibilidade de voto facultativo, a preocupação com as campanhas eleitorais em meio à pandemia e a prorrogação de mandatos foram lembradas no debate.

Também participaram da sessão temática o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso; especialistas em saúde e direito eleitoral; e representantes de prefeituras.

A votação para eleger novos prefeitos e vereadores está prevista para o primeiro e o último domingo de outubro, mas por conta da pandemia de covid-19, o pleito deve ser adiado. A proposta de emenda à Constituição que trata do adiamento (PEC 18/2020) deve ser votada no Plenário nesta terça-feira (23). Foi o relator da proposta, senador Weverton (PDT-MA), que sugeriu a sessão temática.

O relatório de Weverton deve ficar pronto na manhã de terça-feira. Ele afirmou que a construção do texto é feita com base nas necessidades urgentes impostas pela pandemia e não em mudanças permanentes na legislação eleitoral. Para Weverton, a PEC precisa focar no adiamento da data da eleição, deixando outras questões para um segundo momento.

— O nosso relatório será única e exclusivamente para o momento único que a nossa história está vivendo, e que espero, eu e todos nós, que seja apenas um momento para contarmos história no futuro, mas não se repetir novamente. Então, a construção dessa solução está sendo nessa direção — explicou o relator.

INEVITÁVEL

De acordo com o senador Eduardo Gomes (MDB-TO), a maioria dos líderes e dos parlamentares apoia o adiamento da votação. Ele admitiu que já existem prejuízos para o processo eleitoral, mas apontou que é essa a realidade que a pandemia impõe, já que não há controle sobre o futuro próximo da pandemia.

Para Eduardo Braga (MDB-AM) e Zenaide Maia (Pros-RN), o adiamento das eleições é uma necessidade. Segundo Braga, a mudança na data do pleito não era a vontade de nenhum dos senadores e deputados, mas sim uma realidade que se impõe e que o Congresso precisa enfrentar.

— Não é uma questão de nós querermos ou não. Está sendo imposta a nós uma decisão, e nós a faremos amanhã [terça-feira]. O mais importante de tudo isso é que nós estamos preservando o direito constitucional da periodicidade das eleições, fazendo com que seja assegurado o exercício democrático do cidadão brasileiro — disse Braga.

Esperidião Amin (PP-SC) apontou que é doloroso ter que adiar a eleição por conta da pandemia, mas disse que é preciso suprir lacunas. Nelsinho Trad (PSD-MS), por sua vez, ressaltou que a covid-19 mudou o mundo e a vida das pessoas. O senador por Mato Grosso do Sul, que foi contaminado com essa doença logo no início da pandemia, afirmou que o fato de o Brasil ser um país continental leva à necessidade de uma maior flexibilização na legislação eleitoral. 

CAMPANHAS

Vários senadores também demonstraram preocupação com a campanha eleitoral em um período atípico como o que o país vive. Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) lembrou que a campanha, especialmente para o cargo de vereador, é marcada por eventos que promovem o contato com outras pessoas, como almoços e reuniões. Para ele, é preciso pensar não apenas na data das eleições, mas também no risco de contágio nesses eventos.

— Eu não tenho grandes preocupações com o dia da eleição em si. Eu acho que aí nós podemos realmente tomar providências de forma a minimizar a questão do contágio. A minha grande preocupação está exatamente na campanha, e ela vai acontecer bem antes das eleições propriamente ditas — alertou Oriovisto, que defendeu um adiamento maior, para 2021.

A senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) se somou ao questionamento feito pelo colega e também se disse preocupada com a maneira como serão feitas as campanhas eleitorais em meio a tantas restrições.

Ex-ministro da Saúde, o senador Humberto Costa (PT-PE) concorda com a recomendação para se evitar aglomerações, como é o caso de comícios e visitas dos candidatos às casas de eleitores. Por essa razão, segundo ele, surge a preocupação de que uma campanha feita basicamente em redes sociais, rádio e de televisão quebre a equidade na disputa eleitoral.

Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) demonstrou preocupação com a possibilidade de um prazo muito curto entre o primeiro e o segundo turno. Para ele, é preciso que o eleitor tenha tempo para conhecer as ideias dos candidatos. As datas provavelmente só serão definidas depois da aprovação da proposta de adiamento, que deixará uma janela de tempo para que o pleito seja realizado.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, explicou que a campanha por meio de rádio, televisão e redes sociais está disciplinada em leis que valem para todo o país. Já as restrições ligadas ao isolamento e ao distanciamento social dependem de regras estaduais e municipais, ou seja: variam de acordo com o local do país.

O senador Weverton explicou que, como forma de evitar abusos, seu relatório deve sugerir a inclusão, na PEC, de uma regra para determinar que os atos de propaganda eleitoral não poderão ser limitados pela legislação municipal ou pela Justiça Eleitoral. Para que isso aconteça, será preciso fundamentar a decisão com parecer técnico prévio emitido por autoridade sanitária estadual ou nacional.

— Assim, você vai dar mais segurança para que os candidatos e todos possam livremente fazer a sua campanha, seguindo, claro, as normas sanitárias que vão ser divulgadas — informou.

São João digital vai celebrar a cultura, o turismo e gastronomia maranhense

22.6.20

De 23 a 26 de junho, o Sebrae Maranhão e a Secretaria de Turismo do Estado do Maranhão realizam evento digital para comemorar as festividades do período junino.

Os festejos juninos chegaram. Uma das principais festas populares que tanto encanta pelos ritmos, apresentações envolventes e diversas riquezas festejadas em louvor a São João, nesse ano será diferente. Mesmo sem o calor presencial, do bumba-meu-boi atravessando o estado do Maranhão e a performance das coreiras com suas saias coloridas nos arraiais, o São João será comemorado, dessa vez “em casa”.

Uma iniciativa do Sebrae Maranhão e o Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), vai permitir vivenciar os festejos juninos, a gastronomia e artesanato típicos característicos do período, por meio do São João Digital, que acontece de 23 a 26 de junho. A iniciativa conta uma programação especial de oficinas gastronômicas e de economia criativa, transmissões ao vivo, apresentações culturais, entre outras.

“O mês de junho é sempre muito especial, pois aprendemos a confraternizar por meio das manifestações culturais que fazem a história e reafirmam a identidade dos maranhenses. Infelizmente nesse ano não poderemos estar presencialmente próximos. É preciso manter acesa a chama do São João, da nossa cultura e faremos isso de forma variada e online para comemorarmos os festejos juninos em 2020. A crise vai embora, mas a beleza e o encanto do Maranhão ficam!” explica o secretário estadual de turismo, Catulé Júnior.

A proposta do São João Digital é levar aos turistas, agentes de viagens e o público em geral, uma vivência de São João diferente, a partir de experiências que remetam ao seu festejo e história, de forma única e cheio de diversidades.

O coordenador estadual de Turismo e Cultura do Sebrae no Maranhão, Luís Walter Muniz, destaca que o São João Digital surge como um momento único de inovar para sociedade e para os empreendedores, que também poderão aproveitar o momento para se capacitarem, com a programação de oficinas envolvendo a economia criativa, o turismo e a gastronomia.

“Nesse período junino, o Sebrae não poderia ficar de fora. E junto com a Secretaria de Turismo preparamos o São João Digital que vai ampliar o raio de ações e preparar nossos empreendedores e a sociedade em geral. Trata-se de um momento de integração do turismo, economia criativa, assim como a gastronomia. Aproveitem e acompanhem nossa programação, mesmo nesse distanciamento, estamos juntos”, frisa” Walter.

A programação e as lives podem ser acompanhadas pelas redes sociais do Sebrae Maranhão e perfil promocional da Setur, as inscrições para as oficinas na loja virtual https://loja.ma.sebrae.com.br/loja/ .

A transmissão online que fechará a programação semanal será transmitida nos instagrans @materradeencantos e @sebraemaranhão. Vamos descobrir as curiosidades e assistir às apresentações dos sotaques de bumba meu boi no dia 26 de junho, sexta-feira, às 19h.

CAPACITAÇÕES

Na programação de oficinas, o Sebrae preparou capacitações exclusivas voltadas para economia criativa e turismo. No dia 23 de junho, o Criativo de Moda e ludovicense, Manoel Mougeot, comanda a oficina Vitrine Virtual Junina. Na oficina, os empreendedores criativos receberão dicas e orientações dos cenários juninos para elaborarem sua vitrine virtual e alavancarem as vendas no período festivo de São João.

Outra atração que vai trabalhar fortemente a gastronomia são as oficinas comandadas pelo chef maranhense e descendente de libaneses, Júnior Ayoub. O chef vai compartilhar ensinamentos e orientações para elaboração de pratos tipicamente maranhenses, como a oficina de Cuxá com espetada de peixe pedra.

E para explorar as possibilidades artísticas desse período festivo, valorizando a cultura maranhense, a arquiteta urbanista e escritora maranhense, Rosiane Farias Bastos, comandará a oficina Aquarela Junina, no dia 25 de junho. Quem não sabe desenhar ou nunca pintou aquarela, vai ter a oportunidade de conhecer as técnicas e efeitos, utilizando materiais acessíveis para obter resultados satisfatórios.

As inscrições para as oficinas são gratuitas e estão sendo realizadas na loja virtual do Sebrae Maranhão (https://loja.ma.sebrae.com.br/loja/).

Programação das oficinas

23/06 – (terça-feira) – Oficina Vitrine Virtual Junina
Horário: 17h
Inscrições gratuitas através da Loja Virtual Sebrae Maranhão
Palestrante: Manoel Mougeot

24/06 – (quarta-feira) – Oficina Cuxá com espetada de peixe pedra
Horário: 17h
Inscrições gratuitas através da Loja Virtual Sebrae Maranhão
Palestrante: Junior Ayoub

25/06 – (quinta-feira) – Oficina Aquarela Junina
Horário: 17h
Inscrições gratuitas através da Loja Virtual Sebrae Maranhão
Palestrante: Rosiane Farias Bastos

26/06 – (sexta-feira) – Oficina Caldo de Tarioba com pão de Santo Antônio
Horário: 17h
Inscrições gratuitas através da Loja Virtual Sebrae Maranhão
Palestrante: Junior Ayoub

(Ascom/Setur-MA)