Sistema da Agricultura Familiar lança programa de rádio voltado para o agricultor familiar

16.1.17
Acordar, preparar o café e levar o radinho para o campo. Essa vai ser a rotina dos agricultores familiares maranhenses, todo sábado, às 6h30 com o lançamento, pelo Governo do Estado, por meio do Sistema da Agricultura Familiar, do programa de rádio ‘A Voz do Campo’.

A estreia foi neste sábado (14), na Rádio Timbira. O Sistema SAF é formado pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp/MA) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma).

O programa será transmitido para mais de 150 municípios pelas ondas da Rádio Timbira (AM 1290). O programa poderá ser acompanhado, também, pelo site www.radiotimbira.ma.gov.br, ou no celular, fazendo o download do aplicativo da Rádio Timbira no Google Play Store para aparelhos Android.

A Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) está coordenando o programa com produção e apresentação das jornalistas Samara Andrade e Janice Lima, assessoras de comunicação da instituição.

Informações do setor produtivo, cotação de produtos da agricultura familiar, entrevistas, difusão de tecnologias e técnicas agropecuárias, estes são alguns dos itens que ‘A Voz do Campo’ vai apresentar em cada edição.

O presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, destacou a importância do programa de rádio. “É um canal de diálogo com nossos trabalhadores rurais e vai preencher o espaço que faltava no processo de construção do saber. Vamos dialogar, trocando e recebendo conhecimento para construir uma Ater participativa e transformadora para a agricultura do Maranhão”. Ele ressaltou, também, o envolvimento dos parceiros e movimentos sociais que tem voz na construção do estado e no compartilhamento de saberes.

A iniciativa de produzir o programa faz parte do planejamento estratégico de reestruturação da Agerp e em comemoração aos 10 anos da instituição, que iniciou suas atividades em 28 de dezembro de 2006, com objetivo de resgatar os serviços de assistência técnica e extensão rural às famílias de agricultores rurais.

Durante o programa, entidades e órgãos públicos envolvidos com o desenvolvimento rural estarão contribuindo na troca de conhecimento com os agricultores familiares e ouvintes. Incluindo os órgãos que fazem parte do Sistema SAF, além da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Agência de Defesa Agropecuária (Aged), movimentos sociais, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Cocais), Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais.

O secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, explicou que a agricultura familiar é uma prioridade estratégica do governador Flávio Dino. A criação de uma secretaria exclusiva para este setor, explica o gestor, é um compromisso do Governo Maranhão para cumprir a missão de desenvolver o Maranhão por meio da produção. “Sempre enfatizamos que o conhecimento é o caminho para o nosso estado crescer e contamos, a partir de agora, com mais uma ferramenta para levar conhecimento e dar voz ao nosso agricultor”, disse.

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser, afirmou que o Governo do Maranhão tem na produção e no desenvolvimento dos pequenos produtores uma de suas prioridades e vem realizando ações por todo o estado que precisam ser do conhecimento de todos. “Nesse sentido, esse programa será um meio para que todos nós do sistema produtivo possamos mostrar essas oportunidades para o público e difundir tecnologias por meio do rádio”, explicou.

De acordo com o presidente da Aged, Sebastião Anchieta, a iniciativa é fundamental para mostrar a importância da defesa agropecuária. “Nossos fiscais terão um novo meio para informar a população sobre a prevenção de doenças animais e vegetais, sobre alimentos seguros e outras iniciativas; queremos incentivar os pequenos produtores a registrarem suas agroindústrias familiares, assim como divulgar os novos programas sanitários voltados para animais aquáticos e para a sanidade apícola, duas cadeias com grande potencial de crescimento no Maranhão”, comentou.

Na estreia do ‘A Voz do Campo’, o chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Cocais, Carlos Freitas, é o entrevistado. Ele destacou alternativas para a substituição do fogo na agricultura familiar, uma prática ainda comum no interior do Maranhão, que é arriscada e maléfica para o meio ambiente.

A cada edição, agricultores de diferentes regiões do estado participarão do programa, seja por meio de entrevistas para contar as experiências de produção e vida, assim como enviar dúvidas, trocar conhecimento com o técnico e pedir música. Um pouco de tudo para o pequeno agricultor saber que tem vez e voz no Maranhão.

0 comentários:

Postar um comentário