As dores das pesquisas

16.6.13
Dureza dos números não permitiu a divulgação
de pesquisa encomendada pelo ex-prefeito
O ex-prefeito Humberto Coutinho tem algumas dores que lhe incomodam.

Ao longo dos anos o caxiense acostumou-se a identificar uma característica própria do ex-prefeito de Caxias. Ele habituou a comunidade local com a divulgação periódica de pesquisas de opinião.

Fazia isso muito bem antes de vencer a disputa pela Prefeitura de Caxias em 2004. Durante os 8 anos que governou o município, tínhamos uma a cada 2 meses.

HC nunca se contentou em guardar os números pra sí, como é comum em outros políticos. Dividir a realidade do cenário político com os seus conterrâneos era sua característica mais marcante.

Passados quase 180 dias do governo do sobrinho na Prefeitura, a divulgação de uma pesquisa de opinião sobre a administração não nos foi apresentada.

A pesquisa existiu. Aliás, foram duas sondagens sobre o humor dos caxienses em relação ao atual governo.

Mas o ruim dessa história é que a verdade pura e cristalina veio a tona e fez o ex-prefeito mudar seu estilo. Dividiu os números com poucos membros da família.  Números que, aliás, foram cruéis com o capital político do chefe do grupo.

E o que era um dos seus maiores prazeres como líder político, apresentar para o seu povo pesquisas de opinião favoráveis, tornou-se uma de suas maiores dores.

A gastrite nervosa de HC ganhou agora um novo motivo para disparar o gatilho da dor. E como tem doído ultimamente.

0 comentários:

Postar um comentário