Será a ‘perseguição’ que criticavam em Roseana?! Governo Flávio Dino cancela convênios e Fábio Gentil administra o caos na saúde deixado pelos “amigos do governador”

3.1.17
Mesmo sendo macrorregional de saúde, Caxias ficará sem repasses do governo do Estado para funcionamento do Hospital Geral, UPA, SAMU e Maternidade Carmosina Coutinho; Farmácia Básica também deixa de receber ajuda do governo FD

Governador Flávio Dino dá sinais de que a guerra contra Caxias será 
levada as últimas consequências

Não são nada auspiciosos os sinais emitidos pelo Palácio dos Leões no sentido de relações institucionais com o município de Caxias.

Apesar do prefeito Fábio Gentil manifestar interesse em manter uma parceria administrativa com o governador Flávio Dino desde o término das eleições, todas as tentativas feitas foram infrutíferas.

Sendo uma das maiores e mais importantes cidades do interior do Maranhão, o prefeito de Caxias ainda não conseguiu uma audiência com o governador. Apesar da negativa de Flávio Dino em receber Fábio Gentil, as portas do Palácio dos Leões ficaram escancaradas para receber prefeitos eleitos de cidades pequenas e até de adversários declarados do governador comunista, o que demonstra, em tese, uma forte disposição em não se ter um mínimo diálogo com o gestor caxiense.

Apesar de Fábio Gentil ter derrotado o candidato do grupo político do governador, nunca se viu no novo prefeito, mesmo na campanha eleitoral, declarações fortes contra o chefe do Executivo estadual, não sendo aceitável, em hipótese alguma, a não disposição para a conversa e consequente parceria entre estado e município.

Na princesa do sertão, os correligionários de Humberto Coutinho não escondem a “satisfação macabra” diante do fechamento das torneiras do governo do Estado para Caxias. Fazem isso as gargalhadas.

Fábio Gentil não pode ser considerado como inimigo pela derrota que infligiu aos “amigos do governador” em Caxias.

E é no meio dessa falta de disposição do governo do MA em continuar com os repasses na área da saúde que o cidadão caxiense, que votou em Flávio Dino em 2014, em 2010 e em 2006, sente na pele o lado mais nefasto da política e todas as suas consequências.

O funcionamento da UPA – Unidade de Pronto Atendimento, que tinha, até o mês de dezembro de 2016, o custeio sob a responsabilidade da Secretaria estadual de Saúde, foi cortado abruptamente e desde o dia 1º de janeiro está sendo mantido pela Prefeitura de Caxias com os recursos disponíveis.

A ajuda para manutenção e contratação de funcionários da Maternidade Carmosina Coutinho, que era de R$ 1.358.465, 83 (hum milhão, trezentos e cinquenta e oito mil reais e oitenta e três centavos) por mês, não terá, a partir deste mês de janeiro de 2017, um único centavo do governo Flávio Dino para o mesmo serviço.

O SAMU – Serviço de Atendimento Médico de Urgência, que também recebia uma ajuda de custo do governo do Estado, na ordem de R$ 72 mil reais mensais, foi reduzido a zero, assim como a Farmácia Básica, cujo repasse de R$ 31.347,00 (trinta e um mil, trezentos e quarenta e sete reais)/mês, não recebeu nenhum sinal de que continuará em 2017.

O Hospital Geral, que mesmo recebendo um aporte financeiro de R$ 11.786.000,00 (onze milhões, setecentos e oitenta e seis mil reais) do governo do Estado em maio de 2016, mas que foi deixado pelo governo Léo Coutinho praticamente destruído, também terá que funcionar a partir de agora com os escassos recursos da Prefeitura.

Alguém, com um mínimo de sensibilidade política/administrativa, precisa mostrar para o governador Flávio Dino que os caxienses não podem ser transformados em vítimas da vingança dos “amigos do governador” em Caxias.

Que ele se atente no recado que os caxienses deram ao seu grupo nas urnas.

O choro de caxienses inocentes poderá ser ouvido em todo o Brasil...

9 comentários:

  1. Não quero acreditar que o Gov. Flávio Dino, tome uma decisão dessa haja vista que o povo Caxiense deu uma excelente votação a ele.

  1. Anônimo disse...:

    Ah amigo vc esqueceu do caso da prefeita maura jorge? eles brigaram naquele palanque e depois disso as torneiras tudo foram trancada p minicipio dela kkkkk o governador é vingativo

  1. Patrícia disse...:

    Vergonha é o q esses políticos de meia tigela deveria ter! Desumanos. Será onde foram empregados esses 11 milhões mensais q vinha somente pr hospital geral? Huum... No mínimo deve tá incluso no shopping. Ratos.

  1. Patrícia disse...:

    Vergonha é o q esses políticos de meia tigela deveria ter! Desumanos. Será onde foram empregados esses 11 milhões mensais q vinha somente pr hospital geral? Huum... No mínimo deve tá incluso no shopping. Ratos.

  1. Anônimo disse...:

    Ele ta caçando é uma manifestação Caxiense, olha que se o povo fechar as rodovias federais e estaduais ai eu quero ver.

  1. Uma vergonha para um governo que se intitulava popular e que as praticas seriam outras.
    A atitude do governador mostra que o compromisso dele é com os Coutinho e não com o povo de Caxias, uma prova é o contrato de 11 milhões com a clinica do deputado Humberto (será coincidência os números?)

  1. Anônimo disse...:

    Essa praga é mil vezes pior que os Sarney, chega logo 2018

  1. Anônimo disse...:

    Kkkkkkk tô pouco me lixando tenho plano de saúde pra mim e pra minha família msm chupá caixas

  1. Anônimo disse...:

    o Maranhao nao precisa de Sarney de novo, precisam de uma Nova alternativa..nada de repetir erros

Postar um comentário