Durante sessão extraordinária da Câmara, vereador Neto do Sindicato cobra distribuição de sementes para trabalhadores rurais

11.1.17
Vereador cobrou do governo do Estado a distribuição de sementes 
para o trabalhadores caxienses

Durante realização da segunda sessão extraordinária da Câmara Municipal nesta legislatura, o vereador Neto do Sindicato aproveitou a oportunidade para cobrar do governo do Estado a distribuição de sementes para os trabalhadores rurais do município.

Por ser extraordinária, a sessão realizada na noite desta terça-feira, 10, tinha em pauta a votação de dois importantes projetos, sendo um do poder Executivo e outro oriundo da própria Casa do Povo, mas que por conta da chegada das chuvas, e ser um legítimo representante do homem do campo no parlamento, motivou Neto do Sindicato a fazer forte cobrança ao governo do Estado por conta da falta de sementes selecionadas para distribuição na zona rural do município. “Os trabalhadores rurais caxienses já tiveram muito prejuízo no ano passado com as queimadas”, lembrou o parlamentar. “O primeiro prejuízo foi com as residências queimadas e também porque queimou o feijão, queimou o milho, queimou a fava, ou seja, hoje os trabalhadores rurais de Caxias, na sua maioria, estão sem a sua semente”, lamentou Neto.

Devido ao grave problema do homem do campo, Neto justificou sua fala em prol dos trabalhadores rurais. “Eu não poderia perder essa oportunidade para conclamar ao governador Flávio Dino, inclusive criador do programa Mais IDH, pra dizer que o município de Caxias carece muito das sementes”, continuou o vereador do PC do B acrescentando que o município, com o início das chuvas, “não tem mais nenhuma semente”. “Se tem, precisa aparecer, pois hoje vários trabalhadores e presidentes de associações foram ao Sindicato [dos Trabalhadores Rurais] para dizer que não há mais sementes para ser distribuída em Caxias”, informou o vereador, que também é presidente do STTR.

“Aqui a gente já assistiu, os trabalhadores rurais são sempre a vítima quando o governador é de um lado e o prefeito é do outro”, pontuou o parlamentar ressaltando que quem sofre com isso “é o trabalhador rural”.

“Agora eu acredito, com a Inteligência que tem o governador Flávio Dino, que é o criador do Mais IDH, que essas diferenças irão acabar e os trabalhadores rurais não serão mais as vítimas de ter um governador de um lado e o prefeito do outro e o governo não vai distribuir a semente e nem a Prefeitura também”, cobrou ele que asseverou: “porque nessa briga de cachorro grande, quem sofre é o trabalhador rural, que é o que tem direito de ter a semente e fica a mercê da briga e fica sem plantar e sem produzir”.

Apoio

O forte discurso de Neto do Sindicato em prol do homem do campo encontrou apoio de vários colegas, que também usaram o pequeno expediente para apoiar a reivindicação por mais sementes para o trabalhador rural caxiense.

0 comentários:

Postar um comentário