ATENDIMENTO DE MARANHENSES EM TERESINA - Diálogo avança e Firmino Filho vê acordo próximo para pacientes do Maranhão

27.1.15
Dias depois de uma decisão judicial garantir que pacientes do Maranhão devem ser atendidos sem restrições no Piauí, o prefeito de Teresina (PI), Firmino Filho (PSDB), afirmou acreditar que a solução para a pactuação do atendimento dos dois estados está próxima. A mudança de governo no estado vizinho é o que dá ânimo ao gestor piauiense. 

"Nós já tivemos uma conversa com o secretário de saúde do Maranhão (Marcos Pacheco). Entendemos que houve uma mudança de postura muito grande por parte do Governo do Maranhão, do novo secretário e do novo governador, Flávio Dino (PCdoB). Vamos ter na próxima semana uma reunião do nosso secretário de saúde de Teresina (Aderivaldo Andrade) e do novo secretário de saúde do Maranhão, em Brasília. Esperamos que isso possa ter bons desdobramentos", disse Firmino Filho na última sexta-feira, enquanto doava sangue e falava com jornalistas. 

Para Teresina, o problema no atendimento a pacientes do Maranhão e de outros estados é a falta de compensação para que a capital piauiense arque com essas despesas - em especial nos pacientes com câncer, cujos gastos são maiores. Até 2014, o diálogo com o Maranhão rendeu até ataques em redes sociais proferidos pelo então secretário de saúde, Ricardo Murad. Perguntado se agora há diálogo, Firmino Filho respondeu: "diálogo respeitoso e construtivo, o que é bom". 

"É importante dizer que o clima mudou muito. Existe hoje uma postura bastante cooperativa e solidária por parte das autoridades sanitárias do Maranhão e isso nos permite dizer que estamos prestes a ter boas mudanças neste sentido", acrescentou o prefeito, ressaltando que as conversas com Flávio Dino e sua equipe começaram ainda em 2014, com participação também do prefeito de Timon (MA), Luciano Leitoa. 

Para o prefeito, as mudanças devem garantir uma chegada mais organizada e qualificada dos pacientes do Maranhão e fazer com que minimizar o sacrifício financeiro do lado do Piauí.(Por Fábio Lima/ Cidadeverde.com)

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    tem que falar também para o Secretario Marcos Pacheco para ele dar um puxão de orelha no prefeito de caxias, não é porque o estado do piauí vai receber pacientes do nosso estado e também da nossa cidade que ele vai continuar com essa politica fajuta de saúde na nossa cidade, sabemos que caxias recebe muitos fundos avantajados do ministério da saúde para cuidar da nossa população, o Governador tem que ficar esperto pois esse prefeito pode querer se aproveitar da situação de amizade dos governos dos estaduais e querer fechar os olhos para a situação caótica da saúde em nossa cidade.

Postar um comentário