O perigo mora ao lado! Moradores do Cangalheiro reclamam do mau cheiro que exala da Estação de Tratamento de Esgoto do bairro

15.11.14
Parece que jogaram, literalmente, “merda no ventilador” pelas bandas da Estação de Tratamento de Esgoto de Caxias localizada no bairro Cangalheiro.

Os moradores reclamam que há cerca de 6 dias começou a exalar um fedor horrível do local e que está incomodando a todos que moram num raio de pelo menos 600 metros da ETE.

No cair da noite, o fedor que exala de lá [Estação de Tratamento de Esgoto] chega a arder nos olhos”, protesta o empresário Antonione Santos, morador da área, acrescentando que isso “é um caso de calamidade pública, pois ninguém consegue suportar uma situação dessas”.
 
De responsabilidade do SAAE, a ETE do bairro Cangalheiro foi vendida pelo governo do ex-prefeito Humberto Coutinho como uma grande exemplo de compromisso com o meio-ambiente, pois iria tratar os dejetos que eram jogados no rio Itapecuru, colaborando com o meio-ambiente.

Com hora marcada para atingir o ápice da fedentina sempre no final da tarde, nesta sexta-feira, 14, a ETE inovou e logo cedo da manhã começou a incomodar os moradores.

As autoridades competentes ainda não resolveram o problema e será que eles estão esperando uma revolta popular para acabar com essa falta de vergonha?”, questiona o empresário Antonione (Torneirinho).

Os usuários da agência do Banco do Brasil localizada no bairro também estão “comendo o pão que o diabo amassou” com a situação.

Os devotos que frequentam a igreja do Cangalheiro também estão sentindo o incômodo dos ‘odores’ da Estação de Tratamento.

Os representantes do bairro na Câmara de Vereadores, Edilson Martins e Luis Lacerda, são as únicas esperanças dos moradores da região para que o caso seja solucionado.

Pelo visto, quem fez a obra deve ter dado um prazo de validade para a mesma, e que já esgotou, pois os moradores da vizinhança estão sentindo na pele, ou melhor, no nariz, como é dura a convivência com um vizinho tão indesejado.

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Igual a lagoa da Jansem,cade o vereador Lacerda o "Tapinha no Ombro" que nao resolve esse problema,outra coisa grave no SAAE que passa silenciosamente sem ninguem saber,são as prestadoras de serviço do SAAE,da ordem de quase 1 milhao por mes,elas são a sua grande maioria de Teresina,levam nossos recursos e nada deixam aqui,um caso de policia,investiguem e verão.

Postar um comentário