Vereadores estão em São Luis pedindo segurança de vida junto as autoridades

4.6.13
Delegado Celso Rocha ouvindo
os vereadores após ameaças
Os vereadores Catulé, Fábio Gentil, Benvinda Almeida, Taniery Cantalice e Luis Carlos Ximenes partiram na manhã de hoje para São Luis onde foram pedir, na Secretaria de Segurança Pública do Estado, garantias de vida para eles e para todos os demais membros do parlamento caxiense.

A iniciativa veio após as ameaças que Catulé e Fábio sofreram ontem, (03), de dois assessores de Humberto Coutinho.

O episódio tomou dimensões gigantescas devido ao fato de que na mesma sessão do ocorrido, Fábio Gentil ter declarado seu apoio ao candidato a governador, Luis Fernando Silva.

Com o clima político tenso, a ação dos assessores de HC serviu para turbinar o discurso da oposição ao grupo dominante.
Embora governista, Durval Júnior era um dos mais
revoltados com as ameaças sofridas pelos colegas

Apesar de não ser violento, o ex-prefeito de Caxias tem uma fama de ser. Talvez pela sua estatura (1,95m) e por problemas na sua dicção, Coutinho impõe medo em alguns, mas quem o conhece de perto sabe que o mesmo não é dado a atos violentos.

Embora não seja violento, HC não impõe limites em seus assessores. Não são poucos os que já protagonizaram atos de truculência. E é ao fazer vistas grossas para atos irracionais de assessores que nasceu a fama da sua violência.

E fica a questão a ser discutida: se não é violento, mas permite que correligionários em sua volta sejam, HC não estaria incentivando-os?



1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    O povo de caxias precisa ser respeitado!!

Postar um comentário