Balneário Veneza: destino de lazer ou infeliz destino?

10.6.13
Cartão postal para uns...
O balneário Veneza tem atravessado décadas atraindo os caxienses e turistas de várias regiões do Estado e de fora dele.

Sua lama medicinal, aliada a beleza do lugar e o toque convidativo de sua comida típica, o famoso pirão de parida, sempre fez daquele logradouro público uma ótima pedida para uma programação de família ou um encontro de namorados.

A iniciativa da Prefeitura de Caxias de transformar o local em um grande destino turístico, através de uma grande obra de infra-estrutura está dando seus resultados.

Embora a reforma ainda não esteja totalmente concluída, o balneário hoje não lembra de longe o que existia lá num passado bem recente. A obra, embora tenha suas deficiências, está agradando o caxiense e os turistas que lá freqüentam.

Mas a Prefeitura fez uma grande intervenção na infra-estrutura física e esqueceu de investir no que é mais importante: a segurança dos visitantes.

Como o número de pessoas freqüentando regularmente aquele endereço tem aumentando consideravelmente, a Prefeitura não garante a segurança das famílias que ali procuram lazer e entretenimento.

... Destino final para outros (policial examina corpo
encontrado nas imediações do balneário em 2011)
A presença de guardas municipais rondando o local é esporádica e não atende as necessidades da enorme área.

Potentes carros de som infernizam e tiram o sossego dos freqüentadores ao não permite que ninguém estabeleça uma conversa saudável sentado numa mesa. Praticamente não se consegue ouvir nada numa distancia maior que 1 metro.

Somente neste ano de 2013 a Veneza já foi palco de vários casos de violência. Alguns, infelizmente, com vítimas fatais.

Na madrugada de sábado para domingo o cantor romântico Assis Maia, um caxiense que ganha a vida despertando paixões em serestas e aniversários, encontrou na Veneza o absurdo e a irracionalidade em sua forma mais pura.

Assis Maia foi agredido violentamente a pauladas.

O blog não conseguiu contato com a família do cantor, mas fontes policiais dizem que o mesmo possivelmente ficará com seqüelas por conta das pancadas recebidas na cabeça.

Caso o município não tome nenhuma providência, a inauguração do balneário Veneza, marcada para agosto, com certeza terá no convite a lista das vítimas que ali foram em busca de um destino de lazer no final de semana e encontraram um final de semana que selou seu destino.


2 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Este assunto de Segurança Pública novamente... Isto não é de responsabilidade apenas do governo municipal, mas, em conjuntura com o governo estadual, a qual pertence a obrigatoriedade de prestação de serviço à comunidade. E ai, onde está o governo do estado? Concurso público realizado e nada dos aprovados serem efetivados para aumentar o aparato policial.

  1. Anônimo disse...:

    A Veneza deixou de ser um lugar de paz e tranquilidade onde você podia ir com a família e virou um antro de drogados e ladroes, deixar um carro estacionado e ir comer ou banhar nas águas do balneário é pedir pra ser assaltado, vários carros já foram depredados para roubarem sons, bolsa, o que tiver dentro, pra depois ser transformado em pedras de crack. Sem contar num povo embrutecido e de modos horríveis que costumam andar por lá, há anos que não piso lá e não está me fazendo a menor falta.

Postar um comentário