Depois de tensa reunião, vereadores recebem ordem para defender o governo com sangue, suor e lágrimas

12.6.13
Imagem ilustrativa
Numa longa reunião ocorrida na semana passada logo após a aprovação da CEI – Comissão Especial de Inquérito, comandada pelo prefeito de fato, Humberto Coutinho, os vereadores governistas levaram um puxão de orelha por conta da performance diante da minoria oposicionista.

A aprovação de uma Comissão de Investigação para investigar o paradeiro de uma UTI Pediátrica, cujos recursos teriam sido desviados, acendeu a luz vermelha no grupo Coutinho.

“Inadmissível”, teria sido a tônica da fala de HC para os vereadores da base.

Enquadrados pela inércia e apatia demonstradas durante a sessão do parlamento que aprovou a investigação no governo de Humberto Coutinho, os governistas mostraram que entenderam o recado e se revezam na tribuna da Câmara não tentando defender o governo, mas sim tentando desqualificar os membros da oposição.

Antenada com a estratégia da tropa de choque palaciana, a platéia responde a altura os arroubos governistas proferidos nos microfones da Casa do Povo.

Os vereadores alinhados ao Palácio da Cidade ainda não conseguiram ouvir o som dos aplausos do povo.

Por sua vez, os oposicionistas surfam na onda dos humores da população e, sessão após sessão, recebem os elogios e as palmas dos presentes.

Se a Casa do Povo for realmente a caixa de ressonância da sociedade, o governo Léo Coutinho vai de mal a pior.

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Voce ainda chama Câmara de Vereadores de casa do Povo? isto é utopia meu irmão.Chame casa dos VEREADORES, ou casa dos negócios dos vereadores.

Postar um comentário