“É igual coelhinho da páscoa: a gente sabe que existe, mas nunca viu”, diz Mário Assunção sobre polêmica das emendas parlamentares em Caxias

7.4.22
Seja qual for a obra, o midiático milhão está sempre presente


Neste ano eleitoral de 2022, onde vários postulantes ao cargo de deputado tentam mostrar serviço perante os eleitores, Caxias foi literalmente invadida com supostas emendas parlamentares de todo tipo e para todos os gostos.

O deputado estadual Adelmo Soares foi o pioneiro na divulgação de um verdadeiro tsunami de emendas parlamentares para Caxias, onde qualquer obra do governo do Estado recebe a ‘benção’ de que teria sido fruto das suas intermináveis emendas.

Já a deputada Cleide Coutinho, que não é candidata à reeleição, mas apoia a concunhada Cláudia Coutinho, nos últimos dias parece ter embarcado nessa onda de que suas emendas parlamentares estariam chegando em Caxias num ritmo frenético. Até outdoors foram espalhados pela cidade numa clara propaganda política já abordada no blog como “clube do milhão” (reveja aqui).

Chegando atrasado, mas já querendo correr atrás do prejuízo e surfar na mesma onda dos estaduais de Caxias, o vice-prefeito Paulo Marinho Júnior, agora rompido com o prefeito Fábio Gentil, também encontrou uma suposta emenda pra chamar de sua e pretende entrar para o clube do milhão, do qual já fazem parte Adelmo Soares e Cleide Coutinho.

Ostentando um ofício onde se lê claramente tratar-se de uma proposta, PMJ sustenta tratar-se de uma emenda parlamentar da época que ocupou interinamente o mandato de deputado federal e que seria para melhoria de estrada vicinal.

Novamente o mesmo 1 milhão que consta na propaganda de Cleide e Adelmo acompanham a suposta emenda do vice-prefeito, no que já lhe garante uma entrada triunfal no já famoso clube do milhão de Caxias.

Com questionamentos técnicos e indagações pertinentes, o vereador Mário Assunção fez uma pronunciamento na sessão desta quarta-feira (06) na Câmara Municipal, ressaltando que essas supostas emendas eram que nem o coelhinho de páscoa: “a gente sabe que existe, mas nunca viu”.

Vereador Mário Assunção questionou ausência de comprovante bancário das supostas emendas

Abordando o milhão do momento, ou melhor, a emenda do momento, Assunção questionou a ausência do comprovante bancário da suposta benfeitoria de PMJ para a melhoria das estradas de acesso ao povoado Buenos Aires. “Eu gostaria de pedir a ordem bancária da transferência desses recursos do governo federal para a Prefeitura Municipal de Caxias para a realização dessa estrada, iniciou o vereador. “... Qualquer um que fosse prefeito já teria realizado essa obra porque era apenas a execução, já que a coisa mais importante que é o recurso para pagar estão dizendo que está em conta”, insistiu o vereador que estendeu suas críticas a outras hipotéticas emendas dos senadores Weverton Rocha e Eliziane Gama para Caxias.  “Da mesma forma que eu pedi que fosse apresentado ao vereador Daniel a ordem bancária da transferência das emendas parlamentares do senador Weverton Rocha... que ele apresentasse a ordem bancária também das emendas parlamentares para o município de Caxias da senadora Eliziane Gama”, registrou Mário sem receber a informação do citado vereador.

O mais intrigante nas ações do já famoso “clube do milhão” é que seja qual for a suposta ação parlamentar, o valor de 1 milhão está lá para melhoria de estradas vicinais ou para reformar escola, mercado ou qualquer outro prédio público. É como se o tamanho de um prédio, ou a extensão de uma estrada, obedecesse sempre a mesma demanda de recursos.

Pode até ser verdadeiro o repentino interesse dos políticos caxienses com essas iniciativas financeiras em ano eleitoral, mas o valor midiático do mesmo milhão, seja qual for a obra, tem uma aparência danada de jogada midiática.

Mário Assunção foi ferino no seu questionamento: “é igual coelhinho da páscoa: a gente sabe que existe, mas nunca viu”.

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Quem é mesmo Mário Assunção? Esse se diz não lembra de nada de emenda? Olha quem fala, ele além de saber de todas sabe para onde foi, ele surfa em cima delas.

Postar um comentário